Menu

A Betclic oferece-te um bónus de25€ grátis para este jogo!

Slavya-Mozir – BATE Borisov (Kubok 2020)

Em solo bielorrusso, a atividade futebolística não pára. Esta terça-feira (8), Slavia-Mozyr e BATE Borisov disputam a primeira mão das meias-finais da Kubok 2020, principal taça doméstica. Os dois emblemas já se defrontaram esta época com vitória do Slavia por duas bolas a uma.

Vencedor da Taça da Bielorrússia nas épocas 1995/96 e 1999/2000, as prestações do Slavia-Mozyr na Kubok ao longo dos últimos anos não têm sido particularmente auspiciosas, tanto que não foi além dos “oitavos” nas últimas três edições da prova. Este ano, o Slavia está a dois passos (de gigante) de marcar presença na final, algo que não consegue desde a época 2000/01.

A campanha do Slavia-Mozyr nesta Kubok 2020 começou com um triunfo diante do Vitebsk por três bolas a uma. Já nos quartos-de-final, a equipa orientada pelo jovem técnico Mikhail Martinovich nem sequer teve que entrar em campo, dado que o sorteio tinha ditado um duplo confronto com o Dnepr Mogilev, emblema que entretanto desistiu das competições oficiais. Já em termos de campeonato, a cumprir a segunda temporada consecutiva entre a elite o futebol bielorrusso, o Slavia ambiciona rubricar uma campanha com contornos idênticos à de 2019, ocasião em que terminou num confortável 8º lugar.

Nesta Vysshaya Liga 2020, o Slavia iniciou o seu percurso com um desaire às mãos do Slutsk por três bolas a uma. Nada fazia prever aquilo que viria a acontecer nas duas rondas seguintes: vitória por duas bolas a uma na receção ao candidato ao título BATE Borisov – depois de até ter entrado a perder – e novo êxito na visita a casa do campeão em título Dinamo Brest. Em duas jornadas consecutivas, o Slavia conseguiu impor-se às principais forças do futebol bielorrusso, algo digno de nota. Agora, ambiciona repetir a façanha diante do BATE Borisov, sabendo de antemão que terá uma tarefa hercúlea para superar este adversário a duas mãos, ainda para mais disputando a segunda mão na Borisov Arena.

Ambas as equipas marcaram nos três jogos em que o Slavia-Mozyr esteve envolvido na presente época. Para já, o registo do ponto de vista ofensivo é satisfatório: sete tentos marcados em três desafios, quatro deles frente aos poderosos Dinamo e BATE.

O ganês Dennis Tetteh tem sido a principal figura do Slavia e já fez o “gosto ao pé” por duas vezes. Rayewski e Kostrov contam, cada um, com mais de 100 jogos pelo clube.

Onze provável: Baranovski, Zhuk, Tymonyuk, Potapov, Pantya, Shevchenko, Raevskiy, Chukhley, Narth, Kotryarov, Melnikov

Taça da BielorrussiaO BATE Borisov detém a hegemonia do futebol bielorrusso, quebrada no último ano pelo Dinamo Brest. Vencedor de 12 (!) das últimas 13 edições da Vysshaya Liga, o BATE não tem conseguido replicar o sucesso em contexto de Taça, tanto que não conquista um edição da Kubok há exatamente dez anos. Determinado em voltar a erguer o segundo troféu mais importante no panorama bielorrusso, o BATE iniciou a atual campanha na prova com uma goleada por oito bolas a uma ao Torpedo Minsk, “lanterna vermelha” da Vysshaya Liga 2019 que atualmente se encontra no segundo escalão. Já nos quartos-de-final, o BATE voltou a medir forças com um emblema da capital, no caso, o Dinamo Minsk, tendo triunfado em ambos os jogos (1-2, 3-2), resultados que permitiram assegurar presença nas meias-finais. No entanto, a campanha na Vysshaya Liga não começou da melhor forma. Ao desaire inaugural no reduto do Energetik-BGU (3-1), seguiu-se uma derrota na visita ao Slavia-Mozyr (2-1), adversário nestas meias-finais da Taça. Na terceira jornada, um tento solitário de Stanislav Dragun permitiu ao BATE vencer o Rukh Brest e conquistar o primeiro triunfo na Vysshaya Liga 2020, serenando os ânimos numa altura em que a imprensa bielorrussa já apontava o jovem treinador Kiryl Alsheuski à porta da saída.

A vitória diante do Rukh terá permitido à equipa do BATE recuperar os índices de confiança, perspetivando-se uma resposta positiva nesta visita ao Slavia-Mozyr. O BATE é o principal candidato ao título e conta com o melhor plantel do campeonato. Liderada pelo “veterano” Igor Stasevich, a equipa de Borisov reforçou-se bem  para abordar a nova época e três das seis novidades asseguradas até constam entre os titulares: Kopitovic tem sido titular à esquerda, Filipovic à direita e Nekhajcik, resgatado ao campeão Dinamo Brest, também tem estado no apoio ao avançado Saroka no 1x4x3x3 de Alshevskiy.

Onze provável: Chichkan, Filipovic, Volkov, Filipenko, Kopitovic, Baga, Willumson, Dragun, Nekhajcik, Milic, Saroka

O BATE Borisov entra nesta eliminatória com estatuto de favorito, mas já perdeu diante deste Slavia-Mozyr na segunda jornada e não se perspetiva que tenha tarefa fácil neste primeiro duelo. Dado que falamos de uma eliminatória a duas mãos, a expectativa é a de que as duas equipas abordem este jogo de forma mais cautelosa que em contexto de campeonato.

Prognóstico Odd Casa Erro
Parte com mais golos: 2ª 1.85 Betclic
Slavia-Mozyr
  • País: Bielorrússia
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

BATE Borisov
BATE Borisov
  • País: Bielorrússia
  • Estádio: Borisov Arena
  • Cidade: Borisov
  • Fundação: 1973

Ver ficha completa

Afonso Canavilhas
  • Próg. realizados 2952
  • Média Odds usadas 1.7
  • Próg. certos 1645
  • Próg. errados 1216
comments powered by Disqus

Últimos jogos