Menu
  • 15 setembro
  • 18:00
  • Betclic

A Betclic oferece-te um bónus de25€ grátis para este jogo!

PAOK – SL Benfica (Liga dos Campeões)

A época 2020/21 do Benfica arranca em solo grego com a disputa de um encontro decisivo. A UEFA decidiu promover algumas alterações no modelo competitivo da fase preliminar da Liga dos Campeões e, como tal, as “águias” defrontarão o PAOK de Salónica a uma só mão nesta 3ª pré-eliminatória de acesso à Liga Milionária. O histórico de confrontos é amplamente favorável ao Benfica, mas  a formação helénica, comandada por Abel Ferreira, quer fazer história no Toumba.

Análise PAOK

Os gregos do PAOK de Salónica estão a disputar a fase preliminar da Liga dos Campeões pela terceira época consecutiva. Há duas atrás, na época 2018/19, o Benfica foi precisamente o “carrasco” da equipa grega no derradeiro “play-off” de acesso, ao passo que no último ano, os gregos não foram capazes de levar a melhor no duplo compromisso com o Ajax de Amesterdão. Segundo colocado do Super Liga grega na época 2019/20 (terminou 18 pontos atrás do Olympiakos de Pedro Martins), o PAOK voltou a assegurar o direito a disputar o acesso à fase de grupos da competição de clubes mais importante do continente, tendo iniciado a respetiva campanha na eliminatória anterior, também em casa. Ainda que sem poder contar com o fervor caraterístico das bancadas do Toumba, tal como acontecerá neste desafio, o PAOK “despachou” o Besiktas da Turquia com um triunfo por três bolas a uma, em jogo que curiosamente só teve golos no primeiro tempo. Tziolis, nova” coqueluche” da equipa de Salónica, apontou dois golos e Dmitri Pelkas, ex-Setúbal, também fez o “gosto ao pé”. O segundo encontro oficial da temporada, disputado a quatro dias deste duelo com o Benfica, culminou com uma vitória por uma bola a zero frente ao Larissa, novamente com um tento da autoria de Tziolis. Em termos de ritmo competitivo, este PAOK está numa fase idêntica à do Benfica.

Escalonado em 1x3x4x3 com o trio mais recuado a ser composto por Michailidis, Varela e Ingason, o PAOK tira bom partido da projeção dos alas Giannoulis – um dos principais perigos da equipa, à esquerda – e Rodrigo. No meio-campo, El Kaddouri e Schwab (reforço para a nova época) atuam numa posição mais central, deixando os talentosos Tziolis e Pelkas mais próximos da zona de decisão, no apoio a Akpom, avançado muito forte a explorar em profundidade. Sem grandes alterações em relação à época passada – importando destacar a chegada de Zivkovic proveniente do Benfica – o PAOK é um conjunto totalmente identificado com aquilo que o seu treinador pretende nas várias fases de jogo, apresentando algumas dificuldades em organização defensiva que o Benfica se esforçará por explorar.

Onze provável: Zivko Zivkovic, Ingason, Varela, Michailidis, Rodrigo, Giannoulis, Schwab, El Kaddouri, Pelkas, Tziolis, Akpom

Análise Benfica

Liga dos CampeõesO maior investimento dos últimos anos. Jorge Jesus está de volta ao Benfica e a sua chegada implicou  um aposta significativa no reforço do plantel que, de resto, poderá não ficar por aqui, dependendo bastante daquilo que a equipa fizer nesta fase preliminar de acesso à Liga dos Campeões. À Luz têm chegado grandes nomes e é com natural expectativa que os adeptos olham para esta temporada 2020/21. Olhando para o onze provável neste primeiro desafio oficial em Salónica, há pelo menos dois nomes que, se tudo correr dentro da normalidade, têm presença garantida na equipa titular: Jan Vertonghen, internacional belga que deverá fazer dupla com Rúben Dias no eixo defensivo e Everton, internacional brasileiro que ao que tudo indica atuará pela esquerda do ataque.

No que a resultados diz respeito, a pré-temporada foi francamente positiva para o Benfica de Jorge Jesus que somou todos os encontros que disputou por vitórias. Longe dos olhares dos adeptos, o Benfica venceu a equipa B no Caixa Futebol Campus por duas vezes (4-0, 3-0), levou a melhor diante de Estoril (4-1), Belenenses/SAD (4-0) e Farense (5-1) também no Seixal e foi já no relvado da Luz, com honras de transmissão televisiva, que o Benfica bateu Bournemouth (2-1), Braga (2-1) e Rennes (2-0). A equipa apresentou pormenores interessantes, momentos de bom futebol e aspetos interessantes do ponto de vista ofensivo, tanto no seu processo de construção quanto no processo associativo no último terço. A nível defensivo, a amostra foi curta atendendo à ausência dos titulares que rumaram às respetivas seleções, situação que obrigou inclusive Jorge Jesus a adaptar André Almeida a central nos últimos dois jogos. O favoritismo à entrada para este desafio está do lado do Benfica de Jorge Jesus e a expectativa é a de uma equipa que se apresentará em Salónica disposta a ter bola e a procurar chegar-se à frente desde os primeiros instantes do desafio.

Onze provável: Vlachodimos, André Almeida, Vertonghen, Rúben Dias, Nuno Tavares, Weigl, Taarabt, Pizzi, Everton, Rafa, Vinícius

Dica de Prognóstico

O Benfica é amplamente favorito ao acesso tal como demonstram as odds das Casas de Apostas, mas o facto de a eliminatória se disputar a um só jogo aumenta o grau de imprevisibilidade e, mais que isso, poderá não ficar sentenciada nos 90 minutos. PAOK e Benfica “jogam a vida” no relvado do Toumba e a possibilidade de ambas as formações chegarem ao golo parece-nos ter valor.

Prognóstico Odd Casa Sucesso
Ambas Equipas Marcam 1.72 Betclic
PAOK
PAOK
  • País: Grécia
  • Estádio: Toumba Stadium
  • Cidade: Salónica
  • Fundação: 1926

Ver ficha completa

benfica
Benfica
  • País: Portugal
  • Estádio: Estádio da Luz
  • Cidade: Lisboa
  • Fundação: 1904

Ver ficha completa

Afonso Canavilhas
  • Próg. realizados 2870
  • Média Odds usadas 1.71
  • Próg. certos 1594
  • Próg. errados 1186
comments powered by Disqus

Últimos jogos