Menu

A Betclic oferece-te um bónus de25€ grátis para este jogo!

Dínamo Brest – BATE Borisov (Vysshaya Liga)

Em solo bielorusso, a semana futebolística fica marcada pela realização de dois embates entre Dinamo Brest e BATE Borisov, principais forças daquela República. Antes de se defrontarem na final da Taça doméstica, Dínamo Brest e BATE Borisov vão estar frente a frente na jornada 10 da competição, esta quarta-feira (20).

Análise Dínamo Brest

Campeão bielorrusso em 2019, o Dínamo Brest quebrou a hegemonia do BATE Borisov que durava há nada mais nada menos que 13 anos. A conquista do ceptro acresce a responsabilidade do Dínamo Brest na atual campanha, formação que tem aqui uma oportunidade de ouro para encurtar a distância em relação ao rival e demonstrar que quer ter uma palavra a dizer no que toca à luta pelo título.

Decorridas que estão nove jornadas deste equilibrado início de Vysshaya Liga 2020, o Dínamo Brest segue no 7º posto com 13 pontos, a seis do líder e adversário nesta jornada, o BATE Borisov. À entrada para o final do primeiro terço da Vysshaya Liga 2020, este embate assume grande importância para a equipa do Dínamo que não pode sair derrotada, tanto pela diferença pontual que aumentaria para nove pontos (com uma ida a Borisov ainda no calendário) quanto pelo efeito psicológico que poderia surtir na equipa, ainda para mais a poucos dias da final da Taça frente ao mesmo adversário.

O Dínamo não tem estado ao nível exibido na época passada e carece de regularidade. Em jogos do campeonato, foram mais os jogos que não ganhou (cinco – um empate e quatro desaires) que aqueles venceu (quatro). Apesar de ser finalista da Taça, o percurso também foi tudo menos consistente, dado que a eliminatória dos “quartos” frente ao Isloch só ficou decidida nas grandes penalidades após dois empates sem golos e, já nas “meias”, o Dínamo passaria por momentos de sufoco na visita ao Shakhtyor com derrota por 4-2 (a primeira volta tinha terminado 2-0). O Dinamo não tem sido tão impositivo quanto se exige a um emblema campeão em título. Antes desta receção ao BATE, o Dínamo foi à capital perder com o Energetik por duas bolas a zero.

Em sete encontros disputados em casa na presente época, o Dínamo venceu três, empatou dois e perdeu outros dois. A formação comandada por Sergey Kovalchuk ficou “em branco” por duas vezes e manteve a sua baliza “a zeros” em outras duas. A permissividade defensiva exibida nos últimos jogos poderá ser impeditiva de almejar algo de positivo diante de um adversário com as qualidades e capacidade deste BATE Borisov.

Onze provável: Ignatovich, Veretilo, Pavlovets, Kiki, Noyok, Savitskiy, Bykov, Yuzepchuk, Milevskiy, Gordeychuk, Laptev

Análise BATE Borisov

O BATE Borisov também não iniciou a presente época da melhor forma. Foram vários os percalços sofridos pela formação que é tida como principal candidata ao título, derrotada logo nas duas primeiras jornadas. As últimas semanas têm sido bem diferentes para melhor e a verdade é que o BATE visita Brest em altas, dado que somou os últimos cinco jogos que disputou por vitórias e já é líder da pauta classificativa com um ponto de vantagem em relação a Torpedo Zhodino e Energetik-BGU.

Antes dos dois duelos com o Dinamo Brest, o BATE deu uma resposta cabal na receção ao Slutsk, até então (surpreendente) líder da Vysshaya Liga. Na Borisov Arena, determinado em ascender à liderança da pauta classificativa, o BATE começou a construir o seu triunfo logo aos 4 minutos, cortesia de um golo apontado por Nemanja Milic. Igor Stasevich dilatou a vantagem antes da meia hora e Pavel Nekhaycik, já para lá dos 70, viria a estabelecer o resultado final em 3-0. O BATE de Kiryl Alsheuski esteve à altura daquilo que se espera sempre que atua em contexto doméstico: dominou as ações, soube gerir os momentos de jogo e conquistou mais três pontos, mantendo assim o registo 100 por cento vitorioso a atuar em casa.

Os três desaires averbados pelo BATE até então aconteceram a atuar fora de portas, nomeadamente nas duas visitas ao Slavia-Mozyr (2-1, 1-0) e ao Energetik (3-1). Há mais de um mês (e sete jogos) que o BATE não perde e chega a Brest com a moral em alta e o estatuto de melhor ataque da competição com 19 golos marcados – só não marcou por uma vez nesta Vysshaya Liga 2020, no nulo frente ao Torpedo.

Onze provável: Scherbitski, Filipovic, Filipenko, Volkov, Nastic, Baga, Dragun, Yablonski, Stasevic, Nekhajchik, Skavysh

Dica de Prognóstico

A situação classificativa leva-nos a crer que este duelo assume maior importância para o Dínamo Brest que para o BATE Borisov. A cada ronda que passa, as duvidas relativas à capacidade do Brest lutar pelo título até ao fim acentuam-se e um resultado negativo aqui poderá ter efeitos nefastos tanto em termos classificativos quanto psicológicos. O Dínamo não atravessa o melhor dos momentos mas este tipo de jogos tem uma dimensão peculiar e travar o BATE neste encontro é quase  “obrigatório” para a formação da casa que, acreditamos, pode produzir mais do que aquilo que demonstrou até então.

Prognóstico Odd Casa Sucesso
Ambas Equipas Marcam 1.62 Betclic
Dinamo Brest
  • País: Bielorrússia
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

BATE Borisov
BATE Borisov
  • País: Bielorrússia
  • Estádio: Borisov Arena
  • Cidade: Borisov
  • Fundação: 1973

Ver ficha completa

Afonso Canavilhas
  • Próg. realizados 2625
  • Média Odds usadas 1.72
  • Próg. certos 1433
  • Próg. errados 1101
comments powered by Disqus

Últimos jogos