Menu

Washington Redskins – New England Patriots (Pré-Temporada NFL)

NFL está de volta. A partir de amanhã e até Maio contem com o futebol americano a cada final de semana. Sim, ainda são jogos de pré-época mas Patriots vs Redskins é uma abertura da temporada em grande estilo. Nestes jogos a palavra de ordem é testar, testar, testar. Mesmo que não resultem em espetáculos perfeitos, são tremendamente úteis para os treinadores, coordenadores e jogadores avaliarem a progressão. A NFL não brinca em serviço e preparou confrontos apetecíveis para a ronda de apresentação. Temos uma reedição do Superbowl, com os Broncos a viajar até Seattle para defrontar os atuais campeões, os Seahawaks. E os Patriots contra os Redskins, o que é sempre um acontecimento.

Que o digam as mais de vinte e uma mil almas que estiveram ao sol para assistir aos treinos conjuntos que as duas equipas protagonizaram. E se estes dias em Richmond serviram de indicação, Washington ainda tem muito para afinar. Foi evidente a décalage entre o estádio de preparação entre as duas equipas. O grupo orientado por Bill Belichick tem uma base sólida e bem definida de anos de trabalho em conjunto, um corpo técnico bem entrosado e um quarterback com muita experiência a liderar esta equipa, o que acelera os trabalhos de início de temporada. Mas nada disso faria grande diferença se houvesse facilidades. As saídas para o campo têm sido duríssimas, mais de três horas seguidas de exercícios com temperaturas acima dos trinta graus. Tom Brady desabafou que já não se lembrava de participar em sessões tão longas. O quarterback dos Patriots, que celebrou o trigésimo sétimo aniversário na segunda-feira, parece apostado em mostrar que ainda está aqui para as curvas. E ele conhece-as todas. A qualidade inequívoca que tem, aliada à experiência destas lides e ao conhecimento do jogo que acumulou, fizeram com que brilhasse nestes treinos conjuntos. É a imagem da liderança, sempre decidido e preciso nas indicações e jogadas que faz. Da parte de New England, a ausência mais notada nestes treinos conjuntos foi a de Rob Gronkowski, que nem viajou para Richmond. O tie end, que esteve meses parado devido a lesão no joelho, já regressou aos treinos coletivos mas Belichick parece ter optado por poupá-lo e não se afigura provável a sua inclusão no alinhamento destes jogos de pré-época. A segunda opção para a posição, Michael Hoomanawanui, também foi mantido nas linhas laterais nestes últimos dias. O que permitiu a Justin Jones, Asa Watson e James Devlin mostrar serviço, na tentativa de agarrar um lugar no plantel.

NFLPor aquilo que se viu nestes três dias em Richmond, os Redskins ainda estão muito crus. Há muito para trabalhar e para apurar. É para isso que servem estes jogos de pré-época, o que conta é a forma como a equipa se apresenta no início da competição oficial. No ano passado Washington ganhou os jogos de preparação mas a temporada foi uma desilusão, talvez desta vez possamos assistir ao inverso. Este atraso na preparação, pelo menos quando comparados com os Patriots, explica-se em grande parte pela chegada de um novo treinador principal. Jay Gruden foi nomeado em Janeiro deste ano, para o lugar de Mike Shanahan. Até à época passada era o Coordenador Ofensivo dos Bengals e está ainda no processo de implementar o seu sistema, o que pode justificar essa distância na fase de preparação. A defesa dos Skins provou que ainda não tinha uma estratégia capaz de travar um quarterback do nível de Brady. No entanto, a pressão sobre o organizador de jogo parece ter melhorado relativamente ao ano passado.
Segundo os comentadores, Robert Griffin III passou de ser o talento explosivo que vinha revolucionar a função do quarterback a um jovem que precisa de tempo para aprender tudo o que ainda lhe falta saber sobre o jogo. Afirmações simplistas e injustas, até porque as duas coisas nem sequer se excluem mutuamente. Depois do seu ano de estreia, em que deliciou e surpreendeu os adeptos, o quarterback de apenas vinte e quatro anos teve que lidar com uma lesão séria e reaprender a posicionar-se, e proteger-se, em campo. Pode levar tempo mas claramente Gruden pretende fazer dele um elemento mais completo e exige que Robert recorra a outros recursos para além da sua capacidade atlética. No geral, Griffin fez um bom trabalho a libertar a bola. Recorreu mais vezes a jogadas de proximidade, em vez de esperar até à última que alguém se desmarque lá à frente. O treinador ressaltou o facto de não ter sofrido nenhuma interseção mas também foi dizendo que Griffin ainda tem muito para evoluir no que respeita às tomadas de decisão.

Patriots e Redskins são parceiros frequentes nestes embates de pré-época. Esta será a vigésima primeira vez que se cruzam em jogos de preparação, com nítida vantagem para os homens de New England – 13 para 7. A última vez que se encontraram fora da competição oficial foi precisamente na pré-temporada de 2009, vitória dos Pats por 27-24. Curiosamente, se tivermos em conta os jogos da época regular, são os Redskins que levam a dianteira. Venceram seis dos nove confrontos diretos. Os Patriots venceram AFC Este (12-4) e chegaram à final da Conferência Americana, que perderam para os Broncos. Os Skins ficaram no último lugar da sua divisão – a NFC Este – com um registo de 3 vitórias e 13 derrotas.

A Bet365 oferece-lhe 50€ de bónus para apostar neste jogo: http://bitly.com/50eurbonus

Prognóstico Odd Casa Erro
Total de pontos: Mais de 38.0 1.90 Bet365
washington redskins
Washington Redskins
  • País: Estados Unidos
  • Estádio: FedEx Field
  • Cidade: Washington
  • Fundação: 2001

Ver ficha completa

New England Patriots
New England Patriots
  • País: Estados Unidos
  • Estádio:
  • Cidade: Foxborough, Massachussetts
  • Fundação: 1959

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1821
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 764
  • Próg. errados 1034
comments powered by Disqus

Últimos jogos