FC Porto e SL Benfica enfrentam-se na 29ª jornada da Liga ZON Sagres, num clássico onde ficará decidido quem será o novo campeão português. Mesmo que ainda fique por confirmar na derradeira jornada, ambas as equipas têm uma certeza: quem acabar na frente esta jornada, terá a festa quase que garantida. Uma verdadeira final.

Dragão acolhe final

Depois do FC Porto ter perdido quatro pontos nas partidas frente a Sporting e Marítimo, o Benfica imaginou-se, durante algumas semanas, a festejar o título no Estádio do Dragão. Essa vantagem foi sendo mantida até vésperas deste encontro, quando o Estoril Praia surpreendeu no Estádio da Luz. Assim, em lugar de quatro pontos – que garantiam algum sossego à equipa encarnada – apenas dois pontos separam as duas equipas. Ou seja, jogar-se-á uma autêntica final. Em termos práticos, os FC Porto terá que vencer para ultrapassar o Benfica. Por outro lado, aos encarnados também servirá o empate, sendo que, em caso de vitória, poderão mesmo festejar o título na casa do rival.

Porto - Benfica

Só haverá festa para um dos lados, no Dragão.

Uma das certezas na antevisão ao encontro é o espectro de nervosismo que abarca as duas equipas. Para os Dragões, a oportunidade de lutar pelo título surge um pouco a contraciclo, quando Vítor Pereira já apresentava um discurso de, quase, abdicação. O técnico portista parecia ter perdido a força para apresentar soluções, incidindo em criticar arbitragens e atitudes adversárias. No entanto, chegando à penúltima jornada a poder decidir o título a seu favor, e em casa!, está na hora do técnico se preocupar, essencialmente, com futebol. O FC Porto tem menos opções no plantel, mas terá, nesta fase da temporada, uma grande vantagem. O trio do meio-campo, Fernando, João Moutinho e Lucho González, ultrapassou um período de esgotamento e aparece bem mais fresco do que os jogadores do lado encarnado. Matic e Enzo Pérez estão ambos à beira de “rebentar”. Não será, assim, de espantar que Jorge Jesus possa acrescentar uma peça ao meio-campo, para equilibrar esta luta. André Almeida ou Aimar poderão surgir no onze, dando um caráter de maior disputa ao seu onze.

Na frente de ataque, o Benfica parece levar alguma vantagem. Salvio e Gaitán, motivados, serão muito difíceis de parar, sendo que, no caso de entrar um terceiro jogador para o meio-campo, seja possível que Lima apareça sozinho na frente de ataque. A outra possibilidade seria ver Cardozo isolado entre os centrais azuis e brancos, uma possibilidade menos realista, tendo até em conta que o paraguaio poderá ser chave na final da Liga Europa, já na próxima quarta-feira. Para o FC Porto, o ataque tem estado dependente da forma de Jackson Martínez, que nos derradeiros nove jogos marcou apenas dois golos, ambos frente ao Moreirense. Das linhas, deverão aparecer Varela, mais preocupado em fechar as subidas de Maxi Pereira, e James Rodríguez, o verdadeiro desequilibrador do onze dragão. O colombiano terá pela frente Melgarejo (ou André Almeida?), pelo que poderá encontrar aqui uma pequena vantagem para fazer a diferença.

luisão otamendi

Que defesa saltará mais alto?

Nos setores defensivos, as duas equipas surgem par a par. Helton e Artur são guarda-redes à altura dos acontecimentos, com as duplas de centrais dos dois lados – Luisão e Garay pelos lisboetas, Otamendí e Mangala pelos portistas – a não terem par na Liga portuguesa. Será assim um jogo onde pequenos pormenores poderão decidir a contenda para um dos lados. Os melhores jogadores terão capacidade para construir, ou destruir, as ambições dos seus adversários. Num jogo onde acertar no resultado, a priori, é quase impossível, estamos preparados para viver emoção durante 90 minutos, sabendo, de antemão, que a festa será de apenas de um dos lados. Como nos grandes jogos de futebol, aliás.

E ainda…

A luta pela Liga dos Campeões – O Paços de Ferreira viaja até Coimbra e uma vitória dá-lhe entrada na pré-eliminatória da Liga dos Campeões. Mesmo perdendo, terá ainda vantagem sobre o SC Braga, que tem que bater o Nacional, em casa, para continuar na corrida.

A luta pela Liga Europa – A vitória do Estoril, sem que o Rio Ave vença, deixa os estorilistas garantidos na Liga Europa. A equipa da Linha recebe o Beira-Mar, enquanto os vilacondenses jogam em casa com o Gil Vicente. O Sporting espera que os estorilistas percam pontos, estando obrigados a vencer o Olhanense para, nesse caso, ter esperanças em ainda ficar à frente dos canarinhos.

A luta da manutenção – Vida difícil para o Moreirense, que terá que vencer os dois jogos que faltam e esperar que os seus mais diretos adversários percam as suas partidas. Em Moreira de Cónegos jogará um Vitória de Setúbal que também ainda não está a salvo da descida. O Olhanense, em Alvalade, deverá fazer tudo para garantir um ponto, enquanto o Beira-Mar, no Estoril, precisa de pontuar para ter alguma vantagem na derradeira jornada. Gil Vicente e Académica também ainda estão envolvidos nesta luta. Cruzando-se o desejo da Liga Europa com o da manutenção, todas as partidas disputadas este sábado, pelas 18:15, têm um característico toque dramático que tornam ainda mais apetecíveis as derradeiras jornadas.

Boas apostas!