Do universo de todos os desportos, aquele que movimenta mais dinheiro nas betting exchanges de forma regular é o ténis (pode não ter a liquidez que alguns jogos de futebol, mas normalmente não existem aqueles jogos em que praticamente não há mercado para trabalhar como nos acontece muita vez no desporto rei), esse aspecto é bastante útil e benéfico para o Trading. Quase todos os jogos de ténis que entram em directo apresentam um mercado nunca inferior aos 100 mil euros na Betfair, pelo que é uma liquidez que consideramos bastante boa para poder realizar um trading. A estratégia de que lhe vamos falar neste tutorial é o apostar no Break em Ténis masculino. A primeira vez que ouvimos falar nesta estratégia foi através do trader Lusogambler, um trader português, que aplicou esta estratégia mas em ténis feminino. Como não somos fãs de apostas em ténis feminino, devido à inconsistência das jogadoras, ao realizar esta técnica em jogos femininos percebemos que não era tão rentável como se poderia esperar, pelo que a adaptámos ao ténis masculino.

A razão para gostarmos mais de trabalhar no ténis masculino é o facto da existência de uma quebra ser um evento mais raro do que no ténis feminino, pelo que a diferença na variação da odd quando o break é consumado é mais acentuada.

Apostar no break

A estratégia em causa é bastante simples de interiorizar, apesar de por vezes ser difícil de por em prática devido às constantes variações de odds existentes no ténis, pelo que realizar esta estratégia sem o auxílio de uma ferramenta como o Geekstoy ou Betangel pode ser uma tarefa bastante complicada. A táctica de apostar no break, consiste basicamente em apostar a favor (back) de um jogador que esteja a vencer 0-40 ou 15-40 no serviço do seu adversário para quando ele consumar a quebra de serviço vender a sua aposta e assim lucrar com a variação de odds aí existente.

A terra batida é o piso preferível para realizar esta estratégia de trading, devido ao facto de ser o piso onde existe o maior número de quebras de serviço.

Aconselhamos porém ao apostador a ter em conta certas premissas antes de utilizar esta estratégia de trading:

  • Estar a ver o jogo em que se está a apostar. É importante quando se identifica o jogo em que se vai trabalhar, o apostador estar a acompanhar o mesmo seja na televisão ou caso não tenha transmissão televisiva, visionar o encontro através de stream online. Ver o jogo, pode ajudar o apostador a identificar lesões, estados mentais dos atletas, facilidade que o jogador tem em fechar o seu serviço, entre outros, aspectos estes que são fundamentais para realizar esta estratégia de trading.

As casas de apostas online que oferecem streams de melhor qualidade são a Betfair, Bet365 e Bwin pelo que mesmo que o apostador não goste de apostar nessas casas aconselhamos a ter sempre uma banca residual nas mesmas para poder assistir às transmissões oferecidas.

  • Escolher um jogo minimamente equilibrado. Este aspecto não é fundamental, mas se o apostador quiser maximizar os seus ganhos é de valor que pelo menos no início do encontro ambos os atletas tenham odds superiores a 1.40. O que acontece quando existe um atleta muito favorito em relação ao outro é que caso seja o favorito a realizar o break o apostador pode  estar a arriscar o seu dinheiro em vão porque a odd pode flutuar muito pouco ou mesmo nada.
  • Evitar jogos em piso rápido. Normalmente em campos onde o piso seja mais rápido a efectividade do serviço é muito maior, como nós com esta estratégia estamos à procura de quebras de serviço, quanto menor importância tenha o serviço no jogo melhor. Estratégia ideal para realizar em torneios de terra batida.
  • Tentar evitar grandes servidores. Jogadores como Isner, Karlovic, Querrey etc. são jogadores a tentar evitar, devido ao facto que com 2 primeiros serviços conseguirem anular o break muito facilmente.
  • Estudar o encontro que se vai trabalhar previamente. O site da ATP oferece-nos estatísticas realmente úteis e interessantes que incluem a percentagem de pontos de breaks salvos, jogos em que foram quebrados, percentagem de jogos de serviço ganhos, estatísticas estas que se provam realmente úteis no momento de apostar. Evitar jogadores que tenham a capacidade de salvar um grande número de pontos de break pode ser a diferença entre conseguir lucro ou prejuízo. Aconselhamos todo o apostador a ir à página do Head to Head da ATP antes de trabalhar em qualquer jogo de ténis.
  • Aproveitar para apostar no 3º set caso seja possível. Jogos mais longos estão associados ao cansaço, o cansaço faz com que o serviço perca efectividade e assim a possibilidade de existirem quebras de serviço aumenta.
  • Apostar no mercado de set (caso exista liquidez suficiente) pode ser mais proveitoso em termos de lucro. Por outro lado caso o jogador consiga evitar a quebra também pode ser mais prejudicial para o apostador.

Exemplo de aposta no break

O jogo que decidimos trabalhar foi entre Julien Benneteau e Marcel Granollers-Pujol para a primeira ronda do masters 1000 de Monte Carlo.

head2head

Apesar de teoricamente ser um bom jogo para apostar devido às características dos jogadores que são basicamente jogadores que gostam de trocar bolas no fundo do court, para avaliar se era um bom jogo para realizar trading, fomos comparar as estatísticas de ambos os atletas este ano, clicando no botão “Compare YTD Stats”. Os resultados foram os seguintes:

estatisticas

As estatísticas sobre o número de jogos de serviço ganhos, pontos de break salvos e pontos de break convertidos são as que consideramos mais importantes. Neste jogo específico podemos observar que ambos os jogadores ganham menos de 80% dos seus jogos de serviço, um número baixo para o circuito masculino, e também salvam apenas metade dos break points que têm contra si, o que revela que não existe grande propensão por parte dos atletas para sair de situações complicadas.

Para complementar outros factores de jogo, é o facto do jogo se realizar numa superfície de terra batida lenta (como é o caso dos campos de Monte Carlo) e das odds estarem equilibradas.

odds

Como podemos observar neste print screen que do mercado de jogo, é impossível um jogo ser mais equilibrado que este (Bennetau a 1.98 e Granollers a 2.00) pelo que podemos ter certeza que quando existir uma quebra de serviço a variação de odds será bastante grande.

Como mencionado anteriormente, utilizamos unicamente o geekstoy quando queremos trabalhar nesta estratégia de trading devido à rapidez com que este software consegue processar a informação.

Resolvemos seguir o encontro no stream oferecido pela Bet365:

stream de jogo

Logo no segundo jogo, Granollers após ter quebrado Benneteau no seu jogo de seviço estava a perder por 15-40, pelo que aceitámos uma odd de 2.38 a favor de Marcel Granollers:

odd a favor

Apostámos 10 Euros. Logo de seguida Benneteau quebra a 15, imediatamente vendemos a nossa aposta mal terminou o ponto:

vender aposta

Conseguimos um lucro de 0,82 devido a facto da odd ter descido para 1.83. Posteriormente devido ao ajustamento do Geekstoy, pois a odd desceu para 2.10 e terminámos com um lucro de 1,20€. (O Geekstoy considerou mais lucrativo fazer um back a Granollers do que um lay ao Bennetau)

Ou seja, em apenas um ponto conseguimos ter um lucro de 12% em relação à nossa stake apostada. Valor este que consideramos bastante positivo devido ao tempo de exposição que tivemos (apenas 20 segundos, tempo da duração do ponto).

Como podem observar esta é um estratégia que permite ao apostador lucrar de forma relativamente fácil, e estando pouco tempo exposto ao mercado. Apesar de não ser algo que façamos regularmente, aconselhamos porém o apostador a experimentar esta estratégia em jogos do circuito feminino, pois poderá sentir-se mais cómodo.

Em Ténis gostamos bastante de utilizar esta estratégia especialmente em pisos lentos onde é bastante incomum um jogador salvar 2 ou 3 pontos de break no seu jogo de serviço. O problema principal de apostar no break prende-se com o facto de por vezes ser um pouco moroso encontrar situações de 15-40 ou 0-40 e por vezes a espera pode ser um pouco desesperante.

Boas Apostas!