Menu

Tomas Berdych – Milos Raonic (ATP Masters Monte Carlo)

Para já o histórico de confrontos dá vantagem ao canadiano mas a margem é curta. Milos Raonic continua a sua aprendizagem em terra batida e tem razões para estar otimista, depois de ter vencido Tommy Robredo. Mas Tomas Berdych está a ter um arranque de temporada em alta. Só lhe falta o título a condizer. Será desta?

A mudança de equipa técnica fez toda a diferença para Tomas Berdych. Embora tudo leve o seu tempo os resultados já são bem evidentes neste arranque de temporada. O checo tem-se fartado de jogar em 2015. Leva vinte e oito vitórias e seis derrotas. Participou em oito provas e o mínimo a que chegou foram os quartos de final, em Indian Wells (perdeu para Federer pelos parciais de 6-0 e 6-4). O título tem-lhe escapado mas duas semifinais em dois dos principais torneios já disputados são excelente currículo. Tanto no Open da Austrália como no Masters de Miami o carrasco foi o escocês Andy Murray (6-7, 6-0, 6-3, 7-5).

Berdych reconheceu que a transição para a terra batida está a correr com naturalidade. Até brincou dizendo que não era propriamente espanhol mas como cresceu a jogar neste piso a mudança para o pó de tijolo é mais um reencontro familiar do que uma experiência traumática. Há sempre alguma necessidade de adaptação mas tudo tem corrido bem. Sem dramas, o checo afastou Sergiy Stakhovsky no jogo de estreia (6-4, 7-6). E fez o mesmo resultado frente a Roberto Bautista-Agut, embora invertendo o marcador dos sets e com outro nível de dificuldade. Ambos serviram muito bem no primeiro set, dominando os respetivos pontos de serviço e permitindo apenas uma quebra cada um. O parcial acabou por ser decidido no tie break. Berdych tentou então distanciar-se no início do segundo set mas o espanhol recuperou da desvantagem de 2-0 e a coisa manteve-se equilibrada até uma série de erros não forçados no nono jogo custou o break a Bautista-Agut, permitindo ao checo o 5-4 decisivo.

monte_carlo_300Milos Raonic chega pela segunda vez consecutiva aos quartos de final do Monte Carlo Rolex Masters. Nada mau para quem não tem na terra batida as melhores condições para o seu ténis. E se no jogo de estreia pode progredir quase em ritmo de passeio, o mesmo já não se pode dizer da ronda seguinte. João Sousa não teve argumentos para contrariar o bom serviço do canadiano e embora se tenha adptado um pouco melhor no segundo parcial acabou por perder no tie break, dando passagem ao adversário (6-3, 7-6). Com Tommy Robredo houve mais o que contar (6-3, 3-6, 6-3). Começando pelo nível do opositor, um especialista experiente nesta superfície. O número seis mundial vinha avisado. Ainda não passou um mês desde que os dois se encontraram em Indian Wells (6-3, 6-2). Nessa altura Milos estava no seu terreno – o piso rápido – e o truinfo foi mais célere. Desta feita, Raonic precisou de pouco mais de uma hora e meia para derrotar o espanhol. Os trinta e cinco winners que sacou da bagagem foram meio caminho andado. Quebrar o serviço do adversário uma única vez foi suficiente para não mais lhe escapar o primeiro set. E obrigou Robredo a arriscar mais no segundo, se se queria manter na discussão do encontro. Arrastou a discussão para um terceiro parcial mas o serviço quase perfeito do canadiano voltou a desequilibrar para o seu lado, fechando assim a passagem aos quartos de final.

O tenista canadiano diz que ainda está a fazer a transição para a terra batida, tendo estado dez meses se jogar nela. Mas que a experiência lhe deu metas mais claras de onde precisa de chegar e assim vai encontrando o caminho, com grande dose de luta e uma pitada de improviso.

Raonic venceu três dos cinco confrontos com Berdych. Curiosamente os dois tenista, residentes no principado do Mónaco, nunca se defrontaram oficialmente em terra batida.

2015 Hua Hin Berdych 2   7 6       F
Raonic 0 6 3      
2014 Masters de Paris Raonic 2   6 3 7     MF
Berdych 1 3 6 5    
2013 Masters de Paris Berdych 2   7 6       R16
Raonic 0 6 4      
2013 Bangkok Raonic 2   7 6       F
Berdych 0 6 3      
2012 Masters de Cincinnati Raonic 2   6 2 6     R16
Berdych 1 4 6 2    

A Bet365 oferece-lhe 50€ de bónus para apostar neste jogo: http://bitly.com/50eurbonus

Prognóstico Odd Casa Retorno
Milos Raonic vence o 1º Set 2.21 Dhoze
tomasberdych
Tomas Berdych
  • País: República Checa
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Milos Raonic
Milos Raonic
  • País: Canadá
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 2085
  • Média Odds usadas 2.2
  • Próg. certos 880
  • Próg. errados 1180
comments powered by Disqus

Últimos jogos