Menu
  • 03 setembro
  • 00:15
  • Bwin

Tomas Berdych – Dominic Thiem (US Open 2014)

Esta terça-feira o US Open vai proporcionar aos amantes do ténis um interessante confronto de gerações. O sétimo jogador mais cotado do ranking, Tomas Berdych, de vinte e oito anos, mede forças com o “caloiro” Domic Thiem na véspera do austríaco completar vinte e um verões. Até este ano Thiem nunca tinha jogado um Grand Slam e a estreia tem sido enriquecedora. Em Flushing Meadows, o rapaz a quem Nadal previu um futuro brilhante já mandou para casa Ernests Gulbis e Feliciano Lopez. O que podemos esperar agora, uma terceira surpresa ou uma lição do professor Berdych?

Do seu lugar a meio do Top-10 Tomas Berdych tem assistido de perto à chegada de sangue novo a este grupo de elite esta temporada. De facto, no momento está ensanduichado entre Milos Raonic e Grigor Dimitrov. Ninguém melhor que o checo tem consciência do avanço dessa nova geração. Agora, para chegar aos quartos-de-final do Major norte-americano, terá que ultrapassar mais um aspirante.

Em Flushing Meadows, o semifinalista do Open australiano passou por Lleyton Hewittcom naturalidade (6-3, 6-4, 6-3), precisou de cinco parciais para afastar Martin Klizan (6-3, 4-6, 6-2, 3-6, 6-3) e regressou às vitórias seguras diante de Gabashvili (6-3, 6-2, 6-4).

us openNa próxima quarta-feira Dominic Thiem faz vinte e um anos. O jogador que, na época passada, deu o salto da posição trezentos e quatro à cento e trinta e nova é hoje o número quarenta e cinco mundial. Ambos os pais são professores profissionais de ténis portanto Dominic cresceu literalmente dentro de um court com a raquete nas mãos. Mas foi aos onze anos de idade, quando o pai se mudou para Viena para trabalhar na academia de Gunter Bresnik, que a sua vida mudou. Gunter, habituado a identificar talento precoce começou a treinar com o jovem Thiem e obrigou-o a fazer “reset” para atingir todo o seu verdadeiro potencial. Incutiu agressividade a um jogo demasiado conservador e defensivo. Transformou uma esquerda a duas mãos numa esquerda simples. Os primeiros tempos não foram fáceis, Dominic teve que reaprender tudo e as suas prestações ressentiram-se disso. Mas ele confiou nas indicações do experiente treinador – que também orientou Boris Becker, Patrick McEnroe e agora Ernests Gulbis – e o retorno chegou.

2014 tem sido um período de intensa aprendizagem para o jovem austríaco. Para começar, tem agora toda a experiência de ter que competir pelo acesso ao quadro principal dos torneios ATP. Depois de lá chegar tem a oportunidade preciosa de aprender com os melhores entre os melhores, não há melhor maneira de evoluir. Uma das estreias para o jovem Thiem tem sido a participação em torneios do Grand Slam. No Open da Austrália, depois de três partidas do qualifying, resistiu até à segunda ronda, eliminado pelo sul-africano Kevin Anderson (6-4, 6-3, 6-4). Em Roland Garros ficou-se pela mesma etapa mas desta feita diante do rei da terra batida. O parcial não foi nada meigo (6-2, 6-2, 6-3) mas no fim Rafa Nadal falou duma sensação de passagem de testemunho e elogiou o talento e o jogo do seu jovem adversário. Impressionar Nadal não é para qualquer um e o espanhol ainda deu a dica: a única coisa que Dominic tinha que melhorar era o jogo de pés, em tudo era continuar o trabalho feito até então.

Pela primeira vez presente no Open dos Estados Unidos, Thiem vai fazendo a sua própria história. Depois de eliminar Lukas Lacko (6-3, 6-3, 6-2), suplantou o seu companheiro de treino Ernests Gulbis (4-6, 3-6, 6-4, 6-3, 6-3). Foi a sua estreia a disputar um encontro a cinco sets. De seguida, o austríaco afastou o nº 21 mundial, Feliciano Lopez, sem apelo nem agravo, garantindo assim lugar entre os últimos dezasseis (6-4, 6-2, 6-3).

Berdych e Thiem nunca se defrontaram antes. O checo já andou a estudar o adversário para não ser surpreendido pelo novato. O estreante, esse, estava radiante perante o desafio de enfrentar Berdych, que “só conhece da televisão”.

A Bet365 oferece-lhe 50€ de bónus para apostar neste jogo: http://bitly.com/50eurbonus

Prognóstico Odd Casa Erro
1º Set - 9/10 jogos 1.83 Bwin
tomasberdych
Tomas Berdych
  • País: República Checa
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Dominic Thiem
Dominic Thiem
  • País: Áustria
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1866
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 784
  • Próg. errados 1057
comments powered by Disqus

Últimos jogos