Menu

Thomaz Bellucci – João Sousa (ATP Genebra)

Aconteça o que acontecer a final de amanhã já é histórica. Será a primeira decisão de um título do circuito ATP cem por cento lusófona. Thomaz Bellucci e João sousa contrariam as probabilidades e um deles será o campeão da edição de estreia do Open de Genebra.

O feito de Sousa e Belluci é impressionante. Ronda após ronda os dois viram os favoritos cair – Andújar, Albert Ramos, Cilic, Giraldo, e até o cabeça de cartaz da casa, Stan Wawrinka – e eles continuavam em prova. Esta não seria a final que os organizadores do torneio imaginaram para a primeira edição do Open de Genebra, mas será emocionante para milhões de falantes por esse mundo fora. E vai ser interessante ver as bandeiras portuguesa e brasileira a colorir as tristonhas bancadas do complexo suíço.

Há dois anos e meio que Thomaz Bellucci não chegava a uma final ATP. Curiosamente, dois dos três títulos de carreira do brasileiro – na variante de singulares, já que tem também um em pares – foram conquistados em território suíço, mais concretamente em Gstaad (2009 e 2012).

Na primeira meia-final Bellucci precisou de pouco mais de uma hora para levar de vencido o colombiano Santiago Giraldo (6-3, 6-4). O brasileiro, conhecido pelos seus altos e baixos em court, foi atipicamente consistente desde o início do encontro e expôs a mínima brecha que Giraldo pudesse explorar. À medida que as coisas iam correndo a seu favor também a confiança subiu e por mais que o colombiano desse luta Thomaz avançava a passos largos para o fecho da partida. Já nos quartos de final Bellucci tinha estado muito determinado, ainda que aí as famosas oscilações aconteceram – eu diria até que de parte a parte – e número sessenta mundial teve que recuperar depois de ceder o segundo parcial.

geneva_open300A terra batida é, sem dúvida, a superfície de eleição do brasileiro que, só este ano, já fez vinte e cinco partidas neste piso (17-8). Em Madrid fez o qualifying e as duas primeiras rondas do quadro principal, tendo sido afastado por Isner. Em Roma chegou aos oitavos de final e deu trabalho a Novak Djokovic (5-7, 6-2, 6-3).

Esta está a ser uma temporada em terra batida espetacular para o tenista português. Mas o que está a fazer em Genebra é ainda mais impressionante. Veremos se ele consegue manter a indicação mas pelo menos desde o jogo dos quartos de final que João Sousa está a vencer jogos depois de ser encostado às cordas. Tem jogado a bom nível, muito mais seguro e confiante na terra batida, com o serviço, o primeiro, com boas percentagens. Tudo isso é verdade. Mas também já era conhecido, Todos sabemos que ele tem essas capacidades. A maior fragilidade do vimaranense sempre foi o lado mental. Até aqui, normalmente a sua impetuosidade virava-se contra ele, desconcentrando-o, e não reagia bem quando as coisas começavam a correr mal. Mas frente a Pablo Andújar João teve que contrariar quatro match points para seguir em frente. E hoje, diante de alguém que o conhece muito bem, venceu a partida quando já estava a dar as últimas, fisicamente. Era notório. E o que aconteceu? No jogo decisivo Sousa escorrega, devolve a bola sentado no chão e ainda se levanta a tempo de fechar o ponto. Isto é novo e se for para ficar é entusiasmante.

Bellucci e Sousa nunca se defrontaram no circuito ATP.

A Bet365 oferece-lhe 50€ de bónus para apostar neste jogo: http://bitly.com/50eurbonus

Prognóstico Odd Casa Erro
João Sousa vence o 1º set 2.50 Dhoze
Thomaz bellucci
Thomaz Bellucci
  • País: Brasil
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

João Sousa
João Sousa
  • País: Portugal
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1899
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 797
  • Próg. errados 1075
comments powered by Disqus

Últimos jogos