Menu

Stanislas Wawrinka – Rafael Nadal (World Tour Finals)

Stanislas Wawrinka e Rafael Nadal têm um frente a frente marcado para segunda-feira na O2 Arena, na jornada inaugural do grupo Ilie Nastase. Este lado do quadro das World Tour Finals é bastante mais imprevisível e será certamente decidido pelos pormenores. O espanhol têm uma vantagem larga nos confrontos diretos mas no último ano há duas vitórias para cada lado.

2015 foi para Stanislas Wawrinka um ano particularmente atribulado. Começou bem lançado, com um título em Chennais, logo em janeiro, e chegou longe na defesa do troféu em Melbourne, tendo caído nas meias-finais quando chocou de frente com Djokovic(6-2, 6-2). Não se deixando desmoralizar, imediatamente a seguir foi vencer o torneio de Roterdão, sacrificando Tomas Berdych. A quebra aconteceu depois. Em Monte Carlo o suíço anunciou oficialmente a separação e até Paris a temporada de terra batida parecia ter sido um fracasso. Mas, em Roland Garros Stan foi “the man” e surpreendeu meio-mundo ao roubar a coroa de glória, há tanto sonhada, a Novak Djokovic (4-6, 6-4, 6-3, 6-4). Foi o segundo título num Grand Slam para o suíço. Ainda houve uns quartos de final em Wimbledon (Gasquet, 6-4, 4-6, 3-6, 6-4, 11-9) e a semifinal do US Open (Federer, 6-4, 6-3, 6-1), com o escândalo protagonizado pela explosão de Kyrgios, em pleno court. Mais um abanão até a conquista do quarto título do ano, no Open do Japão, onde bateu Benoit Paire.

ATP FinalsO grupo Ilia Nastase junta Andy Murray, Rafael Nadal, Stan Wawrinka e David Ferrer. Há duas vagas para as semifinais e ao contrário do grupo Stan Smith, aqui não há favoritos tão evidentes. Em circunstâncias normais, o escocês tem tudo para passar como primeiro do grupo. Nos seus dias inspirados Wawrinka pode vencer até Djokovic mas nos outros dias pode-se deitar suplantar por adversários bastante modestos. Dessa entrega do suíço dependem as chances dos dois espanhóis.

Rafael Nadal teve um ano muito difícil. Depois das temporadas anteriores ter estado limitado por problemas físicos, desta feita, como o próprio resumiu, teve “uma lesão mental” que afetou a sua confiança em court. Mas à medida que a época ia chegando ao fim, e depois de falhar o título de Rei da Terra Batida pelo décimo primeiro ano consecutivo, Rafa reagiu e parece cada vez mais ele mesmo. Mesmo com todas as crises existenciais o espanhol conquistou um título da Séria ATP 500 em, em Hamburgo, onde conseguiu também bater uma das suas bestas negras dos tempos mais recentes, Fábio Fognini. Também se sagrou campeão em Estugarda, significativo porque há cinco anos que não vencia um torneio em relva. Há sinais de recuperação, mental, de confiança, e a prová-lo estão as duas finais – Pequim e Basileia – e uma semifinal – Shanghai, no último mês.

2015 Paris – Masters Wawrinka 2   7 7 QF
Nadal 0 6 6
2015 Shanghai – Masters Nadal 2   6 6 QF
Wawrinka 0 2 1
2015 Rome Wawrinka 2   7 6 QF
Nadal 0 6 2
2015 Abu Dhabi – exh. Nadal 2   7 6
Wawrinka 0 6 3
2014 Australian Open Wawrinka 3   6 6 3 6 F
Nadal 1 3 2 6 3

Nadal tem larga vantagem no historial de confrontos – catorze contra apenas três – mas isso foi acumulando ao longo de anos de domínio do espanhol. Neste momento há números bastante mais fiáveis se analisarmos apenas os duelos em 2015. Fora quatro, com dois triunfos para cada lado. No espaço de três semanas Rafa afastou Stan nos quartos de final de Shanghai e Wawrinka retribuiu o mimo na mesma etapa do Masters de Paris.

Prognóstico Odd Casa Erro
Mais de 2.5 Sets 2.20 Betrally
Stanislas Wawrinka
Stanislas Wawrinka
  • País: Suíça
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

rafael nadal
Rafael Nadal
  • País: Espanha
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1908
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 803
  • Próg. errados 1079
comments powered by Disqus

Últimos jogos