Menu

Real Madrid – Atlético de Madrid (Liga dos Campeões)

O mítico estádio de Milão, e um dos palcos mais antigos da Europa, acolhe este sábado, às 19:45, a tão esperada final da Liga dos Campeões entre os gigantes de Madrid, Real e Atlético. Esta é uma reedição da final de 2013/14 onde os rivais de Madrid discutiram o título de Campeão Europeu no Estádio da Luz, em Lisboa, tendo os Merengues triunfado por 4-1, após prolongamento. Contudo, o Atlético de Madrid chega aqui após tirar do seu caminho dois dos principais candidatos a vencerem esta prova, Bayern de Munique e Barcelona. Este será um jogo de alta intensidade, extremamente táctico e onde os pormenores poderão ser decisivos.

Para chegar a esta etapa da prova, o Real Madrid começou por se superiorizar no Grupo A, constituído pelo PSG, Shakhtar Donetsk e Malmo. Depois de conseguir o 1º lugar com 16 pontos, os Merengues avançaram até às eliminatórias onde tiraram do seu caminho a AS Roma, nos oitavos de final, o Wolfsburg, nos quartos de final, e o Manchester City, nas meias finais. Esta é uma reedição da final da Liga dos Campeões da temporada de 2013/14, disputada no Estádio da Luz, onde os Merengues estiveram em desvantagem no marcador desde o minuto 36′, 0-1, graças a uma saída infeliz de Iker Casillas, até ao minuto 90+3 em que Sergio Ramos, de cabeça, igualou o marcador e obrigou o jogo a ir a prolongamento. No prolongamento, os Galácticos fizeram valer a sua melhor condição física e apontaram mais 3 golos, Dí Maria, Marcelo e Cristiano Ronaldo. Esta foi uma temporada peculiar para os homens de Madrid, que após se encontrarem em 3º lugar com 12 pontos de desvantagem do líder Barcelona, à 27ª jornada, conseguiram uma incrível recuperação sob os comandos de Zinedine Zidane, que veio ocupar o cargo de Rafael Benítez, levando a decisão do título espanhol até à última jornada, apesar de o Barcelona ter sido sagrado campeão, terminado assim em 2º lugar com 90 pontos, fruto de 28 vitórias, 6 empates e 4 derrotas, com parciais de 110 golos marcados e 34 golos sofridos.

O Real Madrid é o clube com mais troféus na competição, tendo conquistado 10 no total, e esta é uma final especial para o português Cristiano Ronaldo que, desde o novo formato da Champions, é um dos 4 jogadores que conseguiram marcar em duas finais, juntamente com Raúl, Messi e Eto’o, caso Ronaldo marque, torna-se no primeiro jogador a marcar golos em 3 finais da Liga dos Campeões, desde o novo formato. Desde a final de 2013/14 que os Merengues enfrentaram o Atlético de Madrid por 10 ocasiões, tendo apenas conseguido vencer uma vez, perdendo 5 jogos e empatando os 4 restantes. Os Galácticos estão cientes do perigoso inimigo que têm pela frente, o que não é para menos, visto que tiraram o Bayern de Munique e o Barcelona da prova, contudo, não são uma equipa que marca muitos golos, tendo apenas marcado 16 golos em todos os jogos da prova, curiosamente, os mesmo que Cristiano Ronaldo. Nos 12 jogos que os pupilos de Zinedine Zidane disputaram nesta Liga Milionária, venceram em 9 ocasiões, empataram 2 vezes e perderam o restante jogo, tendo marcado 27 golos e concedido apenas 5. Esta é uma equipa bastante versátil ofensivamente, conseguindo criar perigo à baliza adversária tanto com ataques vindos dos flancos, pelo meio do terreno, contra-ataques, jogo aéreo, bolas paradas e de remates de longa distância, contudo, irão enfrentar o melhor sector defensivo da Europa, o que lhes irá complicar o trabalho ofensivo.

Nos seus últimos 5 jogos oficiais, o Real Madrid apresenta um histórico de 3 vitórias e 2 empates. Esta sequência de resultados iniciou-se com um empate por 0-0 em terreno do Manchester City, em jogo a contar para a Liga dos Campeões. Seguiu-se uma vitória por 0-1 em terreno da Real Sociedad, uma vitória por 1-0 na recepção ao Manchester City, em jogo a contar para a Liga dos Campeões, uma vitória por 3-2 na recepção ao Valencia, e na última jornada, uma vitória por 0-2 em terreno do Deportivo. Rapahel Varane, lesionado, é baixa confirmada. Cristiano Ronaldo, embora se especule que poderá falhar a final depois de um choque com o guarda-redes durante o treino, deverá estar apto para jogar.

Onze Provável: Navas – Carvajal, Ramos, Pepe e Marcelo – Modric, Casemiro e Kroos – Bale, Benzema e Ronaldo.

Liga dos CampeõesAtlético de Madrid, por sua vez, para chegar a esta etapa da prova começou por se superiorizar no Grupo C, constituído pelo Benfica, Galatasaray e Astana. Depois de conseguir o 1º lugar do agrupamento com 13 pontos, os Colchoneros avançaram até às eliminatórias onde atravessaram verdadeiras provas de fogo ao ter que tirar do seu caminho o PSV, nos oitavos de final, o Barcelona, nos quartos de final, e o Bayern de Munique, nas meias finais. Esta é a segunda vez que se encontram na final da Liga dos Campeões no espaço de 3 temporadas, tendo os pupilos de Diego Simeone enfrentado os Merengues em 2013/14, um jogo onde o Atlético de Madrid esteve a 2 minutos de se sagrar Campeão Europeu, não fosse a cabeçada de Sérgio Ramos aos 90+3′ a estragar a festa Colchonera. Nessa final, os Indios criaram sempre perigo através de bolas paradas e estagnavam o forte poder ofensivo do seu adversária com a sua incrível teia defensiva, no entanto, foi o cansaço que acabou por levar a melhor e o Real Madrid começou a conseguir ter controlo do jogo a meio da 2ª parte, acabando mesmo por marcar no instantes finais da partida, levando-a a prolongamento. Já no campeonato caseiro, os pupilos de Diego Simeone estiveram sempre na corrida pelo título, tendo apenas ficado afastados do 1º lugar ao perderem na penúltima jornada em casa do já relegado Levante, por 2-1, terminando assim a temporada em 3º lugar com 88 pontos, fruto de 28 vitórias, 4 empates e 6 derrotas, com parciais de 63 golos marcados e 18 golos sofridos.

Os Madrilenos chegam então aqui com claras intenções de quem se quer desforrar do que aconteceu à 2 anos no Estádio da Luz, e não é por acaso que estes são considerados um grande perigo para o Real Madrid, uma vez que eliminaram os dois grandes candidatos a estarem na final desta prova, Barcelona e Bayern de Munique, e ainda detêm um forte favoritismo no que toca a confrontos directos, visto que nos últimos 10 derbys de Madrid, desde a final de Lisboa, os pupilos de Diego Simeone festejaram 5 vezes, enquanto que o Real venceu apenas 1 embate. Não deixa de ser um facto que os Colchoneros marcaram apenas 16 golos nesta competição, os mesmos que Cristiano Ronaldo apontou individualmente, e até sofreram dois golos a mais que o Real Madrid, contudo, independentemente destes factos, os Indios podem encontrar-se mais motivados ao terem sobrevivido às provas de fogo a que foram postos durante as eliminatórias. Os homens de Diego Simeone, apesar de contarem com dois avançados de grande qualidade e bons na finalização, Griezmann e Fernando Torres, não demonstram grande versatilidade ofensiva, sendo no sector defensivo que se encontra a sua maior força ao serem detentores de uma qualidade e organização acima da média. Griezmann é o 5º melhor marcador da Liga dos Campeões com 7 tentos assinalados.

Nos seus últimos 5 jogos oficiais, o Atlético de Madrid apresenta um histórico de 3 vitórias e 2 derrotas. Esta sequência de resultados iniciou-se com uma vitória por 1-0 na recepção ao Bayern de Munique, em jogo a contar para a Liga dos Campeões. Seguiu-se uma vitória por 1-0 na recepção ao Rayo Vallecano, uma derrota por 2-1 em terreno do Bayern de Munique, em jogo a contar para a Liga dos Campeões, uma derrota por 2-1 em terreno do Levante, e na última jornada, uma vitória por 2-0 na recepção ao Celta de Vigo. Diego Simeone tem 100% do seu plantel disponível para este embate,

Onze Provável: Oblak – Juanfran, Giménez, Godín e Luis Filipe – Ñíguez, Koke, Gabi e Carrasco – Griezmann e Torres.

Nos seus últimos 10 confrontos directos, o Atlético de Madrid venceu 5 partidas, tendo o Real Madrid vencido apenas 1 vez. Os restantes 4 embates terminaram empatados.

Real Madrid 0-1 Atlético Madrid
Liga BBVA 2015/16
Atlético Madrid 1-1 Real Madrid
Liga BBVA 2015/16
Real Madrid
1-0
Atlético Madrid
LC 2014/15
Atlético Madrid
0-0
Real Madrid
LC 2014/15
Atlético Madrid 4-0 Real Madrid
Liga BBVA 2014/15
Real Madrid 2-2 Atlético Madrid
Copa Rey 2014/15
Atlético Madrid 2-0 Real Madrid
Copa Rey 2014/15
Real Madrid 1-2 Atlético Madrid
Liga BBVA 2014/15
Atlético Madrid 1-0 Real Madrid
Supercopa 2014
Real Madrid 1-1 Atlético Madrid
Supercopa 2014

Este é então um jogo entre dois vizinhos de Madrid, o que irá tornar ainda mais bem disputada esta final que se espera ser extremamente táctica, com uma elevada intensidade e poderá ser decidida nos pormenores. O Real Madrid chega aqui com um maior número de golos marcados e um menor número de golos sofridos, no entanto, estes não tiveram que enfrentar adversários da qualidade do Barcelona e Bayern de Munique, como o Atlético de Madrid. É de esperar que os Colchoneros consigam estagnar o elevado poder ofensivo dos Merengues durante grande parte do jogo, como aconteceu em Lisboa, aplicando a sua forte teia defensiva e a jogar sempre atrás da linha da bola, e caso cheguem primeiro ao golo, será uma tarefa de grande dificuldade para o Real Madrid conseguir recuperar. Contudo, jogar neste estilo de jogo requer uma grande capacidade física, um factor que pode ser aproveitado pelos Merengues. Antevê-se um jogo com poucos golos, onde o vencedor, se a partida não for decidida através de penaltis, não deverá triunfar por uma vantagem superior a 1 golo.

Prognóstico Odd Casa Retorno
Handicap Asiático: Atlético de Madrid +1 1.52 Betrally
realmadrid
Real Madrid
  • País: Espanha
  • Estádio: Santiago Bernabéu
  • Cidade: Madrid
  • Fundação: 1902

Ver ficha completa

atle de madrid
Atlético de Madrid
  • País: Espanha
  • Estádio: Vicente Calderón
  • Cidade: Madrid
  • Fundação: 1903

Ver ficha completa

Fabio Mota
Fabio Mota
  • Próg. realizados 1852
  • Média Odds usadas 1.83
  • Próg. certos 970
  • Próg. errados 788
comments powered by Disqus

Últimos jogos