Menu

A Betclic oferece-te um bónus de25€ grátis para este jogo!

Rafael Nadal – Fabio Fognini (ATP Masters Miami)

Rafa está a um passo de garantir a sua terceira final da temporada. Para isso terá que mostrar em court o seu melhor ténis. Nadal e Fognini são velhos conhecidos e o espanhol sabe que o italiano é um adversário complicado que mexe com os nervos de qualquer um, até do próprio. Fabio Fognini não facilitou diante da limitação física de Nishikori e alcançou assim a sua segunda meia-final num Masters 1000.

Rafael Nadal nunca venceu o Open de Miami, apesar de ter sido quatro vezes finalista (2005, 2008, 2011 e 2014). Sentir que está a um passo de garantir a terceira final da temporada deve ser um enorme alento para o espanhol. Pode ser que à terceira seja de vez e rompa o enguiço. No Open da Austrália perdeu o título para Roger Federer (6-4, 3-6, 6-1, 3-6, 6-3) e no México Open foi derrotado por Sam Querrey (6-3, 7-6).

Com a saída de cena de Nishikori, que defendia em Miami os pontos relativos ao jogo do título da edição do ano passado, Nadal, que é agora número sete mundial, deve dar entrada no top-5 na próxima revisão do ranking ATP.

À parte o apagão monumental no primeiro set frente a Philipp Kholschreiber (0-6, 6-2, 6-3), o tenista espanhol tem estado muito forte e consistente na campanha em Key Biscane. Dudi Sela (6-3, 6-4), Nicholas Mahut (6-4, 7-6) e Jack Sock (6-2, 6-3) foram despachados em sets diretos. E mesmo frente ao alemão, depois daquele arranque desastroso, a reação não se fez esperar. Nos quartos de final Rafael Nadal não deu a menor hipótese ao norte-americano. Salvou seis dos sete pontos de break que enfrentou e foi muito incisivo a aproveitar todas as oportunidades para se distanciar do opositor.

Fabio Fognini chega pemiami_300la segunda vez na carreira a uma semifinal de um Masters 1000. A primeira tinha acontecido em 2013, em Monte Carlo, onde só parou quando bateu de frente com Novak Djokovic (6-2, 6-1). Desde que chegou à Florida, o italiano foi avançando paulatinamente, sem alarido, às custas de Ryan Harrison (6-4, 7-5), João Sousa (6-4, 7-5), Jerémy Chardy (3-6, 6-4, 6-4) e Donald Young (6-0, 6-4), até ao embate com Kei Nishikori (6-4, 6-2). Desde o início da partida se percebeu que o japonês não estava a cem por cento mas noutras ocasiões ele já mostrou ser capaz de reação quando muito está de rastos. Mas cansaço é uma coisa, uma lesão é outra. O problema na perna esquerda, seja ele muscular ou da articulação do joelho, deixou Nishikori preso de movimentos e sem conseguir colocar peso nas pancadas. A percentagem de pontos ganhos com o primeiro serviço, por exemplo, caiu dos cinquenta e dois por cento no primeiro parcial para os vinte e nove no segundo. Ninguém resiste a valores destes.

Fabio Fognini, agora quadragésimo da hierarquia, é capaz do melhor e do pior em court, dependendo de para onde incida o vento. No duelo com Nishikori ele manteve muito centrada e sem disparates que normalmente distraem o adversário mas também o próprio. Veremos se isso se mantém frente a Nadal.

2016 Barcelona Nadal 2 6 7 QF
Fognini 0 2 6
2015 Pequim Nadal 2 7 6 SF
Fognini 0 5 3
2015 US Open Fognini 3 3 4 6 6 6 3R
Nadal 2 6 6 4 3 4

Rafael Nadal venceu sete dos dez confrontos que teve com Fabio Fognini, incluindo os dois mais recentes, em Pequim e Barcelona. 2015 foi o ano de maior sucesso para o italiano nesta rivalidade, uma período em que Rafa estava a passar por dificuldades e se viu anulado por Fognini na sua superfície de eleição, a terra batida, na meia-final do Rio de Janeiro e em Barcelona.

Prognóstico Odd Casa Erro
Nadal vence por 2-1 3.75 Betclic
rafael nadal
Rafael Nadal
  • País: Espanha
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Fabio Fognini
Fabio Fognini
  • País: Itália
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1905
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 802
  • Próg. errados 1076
comments powered by Disqus

Últimos jogos