Regressa hoje a competição na Liga dos Campeões e as melhores equipas da Europa lutam pelo título mais reconhecido em todo o mundo do futebol. O Real Madrid conquistou, no ano passado, na final de Lisboa, a sua décima Taça e enfrenta, na presente temporada, a tradição de ninguém conseguir vencer a Liga dos Campeões duas vezes. A última vez que isso aconteceu foi no final dos anos 80, ainda a prova se chamava Taça dos Campeões Europeus.

Os jogos da primeira mão destes oitavos-de-final repartem-se por quatro dias e duas semanas, com o Manchester City – Barcelona a ser o confronto que reclama maiores atenções, pelo equilíbrio e pelo tamanho dos talentos e dos orçamentos em disputa. Mas comecemos pelos jogos desta semana.

Mourinho e Paulo Sousa: o treinador português

Paulo Sousa

Paulo Sousa quer escrever história

Os dois técnicos portugueses que entram em campo esta semana têm estilos e objetivos bem diferentes. José Mourinho chega com uma das equipas mais poderosas da prova, considerado favorito a um título que já venceu por duas vezes. Paulo Sousa, pelo contrário, está com uma das equipas mais frágeis da competição, a tentar escrever história com um apuramento para os quartos-de-final.

A enorme experiência de Mourinho, frente a um Paris SG fragilizado pelas lesões, deverá ser um ponto a ter em conta para o jogo desta noite. Bem consciente de que, nesta fase da Liga dos Campeões, mais importante do que o espetáculo é o apuramento, o Chelsea deverá guardar a bola e tentar retirar a linha ofensiva parisiense do jogo. Algo um tanto diferente daquilo que Paulo Sousa tentará para o seu Basel. Frente a um FC Porto que revela alguma insegurança na saída de bola, o Basel subirá as suas linhas, para tentar provocar o erro e aproveitar vantagens. Ou seja, Sousa oferecerá a bola ao adversário só para a poder recuperar onde a sua equipa prefere.

Bayern e Real Madrid de olhos na final

Cristiano Ronaldo Liga dos Campeões

Pode o Real quebrar a tradição?

Os outros jogos desta primeira semana parecem deixar poucas dúvidas quanto ao que esperar. O Bayern de Munique reencontrou-se com a sua força e visita um Shakhtar Donetsk sem casa numa eliminatória onde os golos germânicos poderão ser a única coisa que haverá para contar (e os dedos de uma mão não deverão chegar).

Já o Real Madrid tem alimentando algumas inseguranças, sobretudo depois da pesada derrota frente ao Atlético na Liga BBVA, mas o Schalke 04 será a equipa com menos futebol destes oitavos-de-final, não tendo dado nenhum sinal na fase de grupos de que poderá criar perigo.

O equilíbrio inconstante

Na próxima semana, os jogos serão mesmo de muito equilíbrio. Na partida que coloca, frente a frente, Manchester City e Barcelona, os muitos milhões e as genialidades em campo tomarão conta das ocorrências. Difícil prever aquilo que se vai passar. Se os Citizens vivem com o trauma de não conseguir chegar longe na Liga dos Campeões, os catalães sabem bem que o seu bom momento depende, quase exclusivamente, da boa forma de Leo Messi. Ainda assim, como de Inglaterra não chegam notícias de que alguém conseguirá parar o astro argentino, o Barcelona ainda é visto como o favorito.

Nos restantes três encontros, o Atlético de Madrid não deverá ter muitas dificuldades para ultrapassar o Bayer Leverkusen, mas a Juventus perante o Borussia Dortmund promete uma viagem ao passado do futebol europeu. Dois grandes símbolos do futebol dos respetivos países, a Juventus luta por alargar a influência em Itália ao espetro europeu, enquanto o Dortmund vive pesadelos na Bundesliga, mas quer continuar a ser um grande.

Leonardo Jardim

Leonardo Jardim quer subir cotação

O último jogo que visitamos coloca em campo mais um técnico português. Leonardo Jardim foi contratado para uma equipa milionária e acabou a liderar um conjunto de imensa juventude que vai criando jogadores para dar o salto. Afinal, parece tudo aquilo que Wenger sonha fazer, mas numa outra dimensão. Num confronto entre realidades díspares mas com objetivos semelhantes, Leonardo Jardim tem uma grande oportunidade para fazer disparar a sua cotação.