Menu

Portugal – Bélgica (Amigável de Seleções)

Leiria recebe o encontro de preparação que esteve agendado para Bruxelas mas que os atentados na capital belga vieram inviabilizar por questões de segurança. Portugal vai tentar limpar o sabor amargo deixado pelo desaire frente à Bulgária, embora Fernando Santos continue com as experiências e o adversário seja bastante mais exigente. Para a seleção belga será, certamente, um jogo emotivo e a equipa que lidera o ranking FIFA quererá deixar uma afirmação forte em campo.

Portugal entrou bem no encontro amigável da passada sexta-feira. Foram quinze minutos iniciais dinâmicos, com a seleção das Quinas a jogar sem um avançado de referência e com os quatro homens da frente – João Mário, Nani, Cristiano Ronaldo e Rafa – a trocarem frequentemente de posições. Houve situações de perigo, não concretizadas e contra a corrente do jogo Marcelinho fez o golo da Bulgária, num lance em que Pepe não fica isento de responsabilidades. Portugal continuou a controlar a partida, durante longos períodos os búlgaros não saíram do seu meio-campo, mas com a equipa portuguesa muito balanceada no ataque foram várias as ocasiões em que o adversário teve oportunidade para alargar o marcador. Aquilo que começou por ser uma estratégia interessante, a precisar de melhorar os automatismos e o entrosamento, passou a ser uma insistência que não levava a lado nenhum. A Bulgária, uma seleção que não se conseguiu apurar para a fase final do Europeu, foi muito eficaz na componente defensiva e não se deixou desbaratar pelas trocas entre os homens mais avançados. Mas a figura da noite foi mesmo o guardião Vladislav Stoyanov, que além de defender o penálti de Ronaldo travou tudo o resto que mandaram na sua direção. A entrada de Ricardo Quaresma mexeu com o jogo, como sempre acontece quando o extremo do Besiktas sai do banco, mas não foi suficiente para que Portugal chegasse ao golo. Pelo meio ainda houve tempo para a estreia de Renato Sanches – sem acontecimentos dignos de registo – e uma mudança de sistema, com a entrada de Éder para fornecer essa referência na área adversária.

A comitiva portuguesa acusou certa azia pela derrota – com o selecionador a reconhecer que não gosta de perder – mas agora todos falam em ultrapassar isso fazendo melhor na terça-feira. Vai ser mesmo necessário fazer bastante melhor. Portugal tem um problema sério. Quando uma equipa tem como ponta-de-lança o Éderzinho é mesmo imperioso procurar alternativas.

Fernando Santos experimentou no treino a dupla Danilo/ Renato Sanches, sendo assim uma forte possibilidade no onze inicial. André Gomes, que foi poupado durante os primeiros dias devido a uma pubalgia, foi reintegrado no treino a cem por cento. Também o central Ricardo Carvalho, que andou adoentado, passa a ser opção.ouveH

Onze Provável: Rui Patrício – Cédric, José Fonte, Ricardo Carvalho, Raphael Guerreiro – Danilo, Renato Sanches – André Gomes, Nani, Bernardo Silva, Ronaldo.

amigável internacionalMarc Wilmots resistiu durante algum tempo à ideia de mudar o jogo de preparação da seleção para o nosso país. Mas rapidamente ficou evidente que não havia condições logísticas e de segurança para manter a partida para Bruxelas, uma cidade que continua altamente condicionada pelas movimentações das forças de segurança. Adiar também não era aconselhável já que a Bélgica só tinha um encontro agendado para esta pausa internacional e o Euro aproxima-se a passos largos. Apesar do choque daquilo que se viveu na capital belga a vida e também o futebol continuam. Uma semana depois dos atentados a equipa nacional de futebol, a líder do ranking FIFA, mede forças com Portugal em Leiria. Como se não bastassem os condicionalismos dos acontecimentos trágicos, Wilmots também tem que trabalhar com baixas importantes na convocatória devido a lesão.

A indisponibilidade de Kevin de Bruyne, Vincent Kompany e Jan Vertonghen já eram conhecidas. O último a cair da convocatória foi Eden Hazard. As faltas vão ser mais complicadas de suprir na defesa, sendo que é cada vez mais provável que Thomas Vermaelen seja adaptado ao lado esquerdo, por falta de alternativas credíveis.

No Euro 2017 a Bélgica ficou incluída no grupo E, juntamente com a Itália, Suécia e República da Irlanda.

Onze Provável: Courtois – Denayer, Boyata, Lombaerts, Vermaelen – Nainggolan, Witsel – Mirallas, Dembélé, Chadli – Lukaku.

Bélgica
1-2
Portugal
Euro 2008 (Q)
Portugal
4-0
Bélgica
Euro 2008 (Q)
Bélgica
1-1
Portugal
Amigáveis 2000

A seleção portuguesa venceu os dois últimos confrontos com a congénere belga. Mas já ocorreram há oito anos, ainda a Bélgica não tinha esta fornada de talento que agora apresenta. Foi no apuramento para o Euro de 2008, ainda Scolari era o selecionador.

Prognóstico Odd Casa Erro
Bélgica para marcar primeiro 2.25 Betrally
portugal
Portugal
  • País: Portugal
  • Estádio:
  • Cidade: Lisboa
  • Fundação: 1914

Ver ficha completa

belgica
Bélgica
  • País: Bélgica
  • Estádio:
  • Cidade: Bruxelas
  • Fundação: 1895

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1831
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 769
  • Próg. errados 1037
comments powered by Disqus

Últimos jogos