Depois de ter perdido na passada semana, numa deslocação a Lyon, o Paris SG recuperou vantagem sobre os seus perseguidores ao beneficiar de um empate no encontro entre Marselha e Monaco, para além da derrota do Lyon na visita ao terreno do Bordéus. Uma oportunidade para respirar melhor oferecida à equipa de Unai Emery, que não sentiu dificuldades para bater o Montpellier.

Melhor defesa? Já eras

Cavani

Cavani confirmou recorde de golos no Paris SG

O Montpellier chegava a Paris com a melhor defesa da Ligue 1 e com um excelente histórico de resultados frente às equipas dos primeiros lugares da classificação. No entanto, encontrar um Paris SG a precisar de uma demonstração de força não era um bom contexto para esta visita. Isso mesmo ficou à vista ao fim de onze minutos, com Cavani a marcar o primeiro para o PSG e a fazer-se recordista de golos com a camisola da equipa.

O festival continuou, com Neymar a marcar, de penálti, ainda na primeira parte, conseguindo ainda um segundo tento a fechar a contagem, depois de Di Maria ter elevado a diferença para três a zero. O Montpellier tinha na defesa a sua principal força, não conseguindo aqui, nem demonstrá-la, nem apresentar argumentos ofensivos que se contrapusessem ao descalabro no setor mais recuado. Boas notícias para o PSG, quando o melhor ainda estava para vir.

Domingo em Paris

Sentados no sofá, a ver pela televisão os seus perseguidores, os adeptos do Paris SG tiveram um domingo de satisfação. À tarde, frente a um Bordéus que vai acordando de uma quebra e consequente queda nos lugares do fundo da tabela, o Lyon não foi capaz de dar seguimento ao bom resultado da passada semana. Todos os golos ocorreram ainda na primeira parte, com de Préville a abrir o marcador aos 22 minutos, Malcom a aumentar num penálti cinco minutos depois, e, em cima do apito para o intervalo, Marcelo a reduzir e Laborde, também de penálti, a colocar a marca em 3-1. Otávio ainda haveria de ser expulso no segundo tempo, mas já sem impacto no decorrer da partida.

O jogo grande da jornada ocorreu em Marselha, já noite dentro. E se Rudi Garcia esperava criar uma vantagem que lhe desse alguma tranquilidade no pódio, o golo de Keita Baldé logo a abrir terá deixado alguma apreensão no ar. Não durou muito tempo, no entanto, a vantagem do Monaco, com Rami a fazer o empate. Numa partida em que os golos ficaram reservados para os primeiros minutos de cada metade, Germain colocou o Marselha em vantagem, mas Fabinho, pouco depois, restabeleceu o empate. Marselha, no terceiro lugar, e Monaco, no quarto, mantém as posições, ainda que um ponto mais perto do Lyon.

O fim-de-semana acabou, mesmo, por ser muito cruel para as equipas posicionadas na primeira metade da tabela. Entre os oito primeiros classificados, apenas o Paris SG e o Nantes (que goleou em Guingamp com três golos sem resposta) venceram, tendo os restantes seis conjuntos perdido pontos nesta jornada. Um dado interessante a contribuir para um equilíbrio crescente na tabela da prova, com onze pontos de distância entre o 6º e o 19º classificados.

Boas Apostas!