Menu
  • 23 julho
  • 02:00
  • Dhoze

Panamá – México (Gold Cup 2015)

Sendo uma possibilidade esta meia-final não deixa de ser um espanto. O Panamá consegue o brilharete de estar a um jogo do título sem ter vencido uma única partida. Em teoria o México tem uma equipa muito superior, em qualidade e quantidade de opções. Mas a sua prestação nesta edição da Gold Cup só muito a espaços se aproximou daquilo que os homens de Miguel Herrera são capazes. O apuramento para este encontro só aconteceu no final do prolongamento, com um penálti duvidoso.
Gold Cup 2015O Panamá passou toda a fase de grupos a acumular empates. Independentemente da valia dos adversários Haiti, Honduras e Estados Unidos foram despachados com o 1-1 da praxe. Para não variar, a receita manteve-se já nos quartos de final. Luís Tejada aproveitou um erro clamoroso da defesa de Tinda de e Tobago e abriu o marcador para os panamianos, ainda na primeira metade. Mas o capitão Kanwyne Jones fez o jogo regressar à estaca zero, com um golo a abrir o segundo tempo. Depois foi o tempo a arrastar-se durante o que faltava dos noventa minutos, mais um prolongamento. Até a marcação das grandes penalidades se foi arrastando: foram precisas dezanove para decidir o vencedor. Trindade e Tobago marcou cinco e desperdiçou outras tantas; o Panamá marcou seis e falhou três. Mas será sempre a defesa final do guarda-redes do LA Galaxy, Jaime Penedo, a ficar na retina, como o lance que deu à equipa do Caribe a sua segunda semifinal consecutiva da Gold Cup, exatamente contra a mesmo opositor. Há dois anos o México, também favorito, saiu pela porta dos fundos, cortesia que Blas Pérez e Román Torres bem gostariam de repetir.

Onze provável: Jaime Penedo – Armando Cooper, Román Torres, Harold Cummings, Eric Davis – Valentim Pimentel, Miguel Camargo, Gabriel Gómez, Alberto Quintero – Blas Pérez, Luís Tejada.

A eliminação nas meias-finais da competição, em 2013, custou o lugar ao então selecionador José Manuel de la Torre e mergulhou o México numa onda de depressão coletiva. Só a chegada de Miguel Herrera, como uma injeção de energia, evitou que a equipa ficasse de fora do Mundial do Brasil. E agora o atual responsável técnico da seleção mexicana também tem o seu lugar em risco. Podemos dizer que foi ele que se pôs a jeito. Afinal, Herrera anunciou alto e bom som que era sua obrigação trazer a Gold Cup para casa. Arriscou levando uma equipa de segundas linhas para representar o país na Copa América e saiu de lá enxovalhado, sem uma vitória. O pior foi que o toque a reunir dos nomes fortes não se traduziu numa prestação avassaladora, como a goleada do primeiro jogo podia fazer crer. Se Cuba foi um saco de pancada (6-0), a Guatemala mostrou que com oposição capaz a música seria outra (0-0). E Trindade e Tobago quase deixou os mexicanos por terra, no encontro que fechou o grupo C (4-4). A Costa Rica só foi mandada para casa ao fim de cento e vinte minutos. E mesmo assim, graças a uma grande penalidade assinalada por derrube de Oribe Peralta n grande área costarriquenha. Ao fim da terceira ou quarta repetição ficamos com a noção de que a falta existe, há um toque no pé de Peralta que o desequilibra. Mas tenho muitas dúvidas que um árbitro ou um fiscal de linha, em velocidade corrida, pudesse ter essa perceção clara. O certo é que Andres Guardado não desperdiçou e o México segue para a sua meia-final, esperando um resultado oposto à da última edição. Mas terão que fazer pela vida para isso acontecer, bem mais do que têm demonstrado até aqui.

Onze provável: Guillermo Ochoa – Paul Aguilar, Diego Reyes, Maza Rodríguez, Yasser Corina, Miguel Layún – Hector Herrera, Jonathan dos Santos, Andres Guardado – Carlos Vela, Oribe Peralta.

O México leva clara vantagem nos confrontos diretos: venceu oito dos trezes, incluindo os dois mais recentes. Mas o Panamá ganhou a última meia-final que disputaram, precisamente na edição anterior da Gold Cup o que, animicamente, tem o seu peso.

México 1-0 Panamá Amigáveis 2014
México 2-1 Panamá WC 2014 (Q)
Panamá 2-1 México Gold Cup 2013
México 1-2 Panamá Gold Cup 2013
Panamá 0-0 México WC 2014 (Q)
Prognóstico Odd Casa Sucesso
Vai haver penálti 3.30 Dhoze
Panamá
Panamá
  • País: Panamá
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

México
México
  • País: México
  • Estádio:
  • Cidade: Cidade do México
  • Fundação: 1922

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1830
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 767
  • Próg. errados 1035
comments powered by Disqus

Últimos jogos