FC Porto, Sporting e Liverpool mudaram de fornecedores de equipamentos este verão, assinando novos contratos com marcas que estão em crescendo no mercado europeu. No entanto, a grande bomba do mercado dos equipamentos surgiu ontem com a revelação de um acordo entre Manchester United e Adidas, que só será efetivo na temporada de 2015/16. De qualquer maneira, os valores envolvidos colocam, desde já, os Red Devils num patamar totalmente diferente da sua concorrência.

Parece que Louis Van Gaal poderá começar a sonhar com grandes voos. A Adidas pagará ao Manchester United cerca de 95 milhões de euros de temporada, voltando a equipa os Red Devils depois de o ter feito, pela última vez, na longínqua época de 1991/92, uma temporada onde ainda nem sequer existia a Premier League. Este acordo substitui o anterior que o clube tinha com a Nike, de quem recebia “apenas” 27 milhões por ano. Os números surpreendem porque, este ano, a equipa com maior acordo de sponsorização de equipamentos é o Real Madrid, que recebe 30 milhões por ano da Adidas. Ou seja, o novo acordo mais do que triplica o líder de mercado. Impressionante.

Luta de marcas em Inglaterra

Com esta nova incursão no mercado inglês, a Adidas conquista terreno à sua grande concorrente, a Nike, visto que junta os Red Devils ao Chelsea. Para além destes clubes, a Adidas apresenta como grande referências do seu catálogo o Bayern de Munique, o AC Milan, o Flamengo, o Benfica e, na próxima temporada, também a Juventus. Quem já colocou uma lança na Liga Inglesa foi a norte-americana Warrior, que, com 28,6 milhões de euros anuais, vai passar a equipar o Liverpool, que espera poder levar a sua equipa a tentar, de novo, o regresso aos títulos. Para além dos Reds, a Warrior estará também presente junto dos escudos do Stoke City.

Outros números em Portugal

Sporting Sel Açores

Sporting com novas cores

A mesma Warrior conseguiu convencer o FC Porto a mudar de fornecedor dos seus equipamentos, terminando uma ligação de catorze anos com a Nike. O anterior acordo da equipa portista fê-la receber perto de 15 milhões de euros por quatro temporadas, não tendo sido revelado o montante do atual acordo. Para além destas equipas, a Warrior equipará ainda o Sevilha. Trata-se de uma entrada em força no mercado do futebol, com vários nomes que estarão presentes nas principais competições europeias da temporada que agora começa.

Quem também terá novo fornecedor de equipamentos é o Sporting, que optou pela oferta da italiana Macron, marca que também fornece outros clubes, como o Nápoles. Curiosamente, a marca italiana perdeu este ano o fornecimento de camisolas ao AS Monaco, que se mudou para a Nike, mas mantém uma estratégia de crescimento noutras ligas europeias. A apresentação dos novos equipamentos dos leões não deixou, no entanto, de ser marcada por alguma polémica. A inovação de retirar o preto dos calções, substituindo-o pelo verde, não foi bem recebida pelos adeptos da equipa leonina, prevendo-se que essa opção possa vir a ser repensada até ao início do campeonato.

Boas Apostas!