Ganhar milhões hoje, ou o campeonato no Domingo?

Esta deve ter sido a dúvida de Jorge Jesus. Se num lado estão os sempre muito preciosos milhões, do outro o muito necessário segundo campeonato consecutivo que o SL Benfica persegue há já não se sabe quantos anos.

Para que lado tombará o treinador do SL Benfica?

Por uma questão de prestigio e de maioridade do treinador e do clube, esta questão nem deveria ser colocada. Em primeiro lugar porque, por maioria de razões, o SL Benfica ainda deveria estar na Europa para além do Natal e, depois, mesmo afastado demasiado cedo como o foi nesta época, o SL Benfica e o seu treinador deveriam entrar em cada jogo, mesmo os que são a feijões, mesmo os da Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa, mesmo os jogos amigáveis, de preparação e de homenagem, deveriam ser para ganhar. O estatuto de uma equipa cria-se com o desenho com que entra em cada jogo: é para ganhar ou para passear? É preciso que se avise que se fala de futebol, e não de uma visita excursionista da terceira idade.

Mas sobre o caso, nada mais há a fazer. O SL Benfica está fora das competições europeias, Liga dos Campeões e Liga Europa. O jogo de hoje, contra o Bayer Leverkusen é para cumprir calendário. Mas ainda há muito dinheiro em jogo. Por isso se estranha a opção de Jorge Jesus. Porque se coloca numa situação de, ou tudo ou nada, em que o nada é real.

Ao colocar todas as fichas no jogo do campeonato nacional contra o FC Porto (se o SL Benfica ganhar, distancia-se 6 pontos do seu mais directo adversário e consegue um passo de gigante em direcção à renovação do título, se o FC Porto ganhar, iguala o SL Benfica e cria pressão para o resto do campeonato, e já se viu como é que Jorge Jesus reage à pressão), o treinador do SL Benfica está obrigado a ir ganhar ao Dragão. Porque ao prescindir dos titulares neste último jogo da Liga dos Campeões, Jorge Jesus está a dizer que o que lhe interessa (e que lhe resta) é o campeonato. E se, com a equipa principal, não conseguir vencer no Dragão, Jorge Jesus está a dizer que o FC Porto e o seu treinador, Julen Lopetegui são melhores que ele e a sua equipa.

Hoje

Deixando de lado o facto de Jorge Jesus ter ido para São Petersburgo sem ter estudado a lição (o facto de não saber que estava arredado da Europa depois da derrota com o Zenit e da vitória do AS Monaco), e se ter colocado fora da Europa antes de tempo, há ainda um jogo que Jorge Jesus deveria tentar ganhar, por causa das verbas que implicam a vitória, e sabendo que, dali, já não cai mais nenhum, por causa do prestígio que tanto custou a ganhar, ainda para mais, jogando em casa, e ainda, por causa dos pontos amealhados que poderão manter, ou não, o actual número de equipas portuguesas na Liga dos Campeões e na Liga Europa.

Bayer Leverkusen 3 - 1 SL Benfica 2014

Em Leverkusen, o SL Benfica perdeu por 3 a 1 com o Bayer, mas hoje quer inverter, com um SL Benfica alternativo

Por isso não se percebe que Jorge Jesus tenha deixado de fora o trio argentino, Sálvio, Nico Gaitán e Enzo Pérez, e ainda o incansável uruguaio, Maxi Pereira, para além do actual guarda-redes titular, o brasileiro Júlio César. Sendo que, de fora, e por castigo, já teriam de ficar Luisão e Samaris e, por não inscrição, Jonas.

No entanto, é de salientar a aposta em novos nomes que pouco têm podido mostrar. Serão os casos dos defesas Lisandro López e Loris Benito, dos médios Bryan Cristante, Tiago Correia (Bebé) e Pizzi.

Para além destas novidades, voltam a jogo, e à titularidade, o guarda-redes Artur Morais, o extremo Ola John, e o avançado Lima, que voltou a reencontrar-se com os golos. Mantêm-se na equipa André Almeida (se bem que noutra posição), Jardel e Talisca. Nos convocados ainda Paulo Lopes, para a baliza, César e Sílvio, para a defesa, João Teixeira e Gonçalo Guedes para o meio-campo, e, ainda Derley e Nelson Oliveira para o ataque.

Mas o que parece uma oportunidade para os menos utilizados, também pode parecer um certo desinteresse pelo jogo. Não interessa ao SL Benfica o dinheiro da UEFA? Não interessa a Jorge Jesus continuar a mostrar trabalho na Europa para não lamentar a sua não inclusão na lista dos melhores treinadores do ano? Conseguirão motivar-se, os jogadores, para o jogo para o qual o treinador não mostra motivação?

Dentro de algumas horas já se poderá perceber com que estado de espírito, Jorge Jesus e a sua equipa subirão ao relvado da Luz e que jogo farão. Até lá, o que parece, parece.

Domingo

E se no jogo de hoje o SL Benfica até pode não se importar em perder, até pode prescindir de um milhão de euros e dos pontos para Portugal, no ranking da UEFA, Domingo outras coisas estarão em jogo. E a mais evidente é que Jorge Jesus apostou tudo na vitória no Dragão e, se tal não acontecer, é a estratégia do treinador que vai por água abaixo.

FC Porto 2 - 1 SL Benfica 2014

Na época passada o SL Benfica foi perder por 2 a 1 ao Dragão, mas ainda conseguiu ser campeão nacional. Como será esta época?

Ao prescindir dos jogadores de que prescinde hoje, Jorge Jesus está a guardar a equipa mais forte para o jogo que irá fazer contra o FC Porto.

Desse confronto poderão surgir 3 situações, sendo que só uma é preocupante, mas só outra é a que abriga toda a estratégia do treinador do SL Benfica. Se ganhar, como para onde Jorge Jesus parece apontar, o SL Benfica distancia-se do seu adversário 6 pontos, o que dará algum fôlego a esta equipa de Jorge Jesus, ansiosa por falhar a Europa e, nervosamente à procura de um segundo título de campeão nacional consecutivo. Se empatar, do mal o menos, as distâncias mantêm-se, tendo o FC Porto a continuação da Liga dos Campeões, e o SL Benfica só as competições internas, garantindo mais descanso a uma equipa que à outra. Se perder, o FC Porto agarra o SL Benfica, com a agravante de, ao continuar na Liga dos Campeões, ao contrário do seu adversário, está a passar um atestado de menoridade a uma equipa que jogou tudo no campeonato e vê a aposta ser colocada em cheque. E a pressão irá toda para o SL Benfica e para Jorge Jesus que, como já se disse, com a qual lida muito mal. E isso poderá ser um caminho para colocar toda uma época em risco.

E depois, no meio de tudo isto, e com a ausência do SL Benfica da Liga dos Campeões e da Liga Europa, que jogadores irão sair em Janeiro?

Por isso hoje Jorge Jesus tem este dilema: quer ganhar hoje ou quer ganhar Domingo? No melhor dos Mundo seria ganhar os dois jogos. Mas tal não parece provável. A ver vamos.

Boas Apostas!