Menu

Nicolas Almagro – Andy Murray (ATP – Madrid Open)

Em teoria, Almagro, o quarto espanhol mais cotado do circuito ATP – depois de Nadal, Ferrer e Robredo –, parte para esta partida com Andy Murray em desvantagem. Mas se o britânico ocupa o oitavo lugar do ranking, com potencial de Top-5, não deixa de ser verdade que está afastado da competição desde a primeira semana de Abril, continua sem treinador e ainda não participou num único torneio de terra batida este ano. Do outro lado está um especialista na superfície, sempre combativo, e que esta temporada até já venceu o número um mundial, Rafa Nadal.

A argila é, sem dúvida, o piso de eleição de Nicolas Almagro. Em 2014 conta catorze vitórias e sete derrotas, apenas duas partidas disputadas em sintéticos. Curiosamente, ambas aconteceram no Masters de Miami, onde acabou eliminado na terceira ronda pelo americano John Isner (7-5, 6-3). O murciano foi semifinalista nos dois primeiros torneios que disputou esta época, Vina del Mar e Buenos Aires.

mutua-madridNo Chile perdeu com o italiano Fabio Fognini, num encontro muito inconstante, como atestam os parciais de 6-4, 1-6 e 7-6. Já na Argentina caiu às mãos do compatriota David Ferrer, em dois sets sem reação (6-4, 6-2). Dois meses depois chegou mesmo à final de Houston, nos Estados Unidos, saindo, também dessa vez, derrotado por um outro espanhol, Fernando Verdasco (6-3, 7-6). Em Monte Carlo até ia bem lançado mas teve que se retirar nos oitavos, como um problema na perna esquerda, quando estava para enfrentar Wawrinka. No torneio seguinte, em Barcelona, apresentou-se em grande forma. Após ter derrotado o eslovaco Martin Klizan (7-5, 7-6), o espanhol vingou-se da final de Houston, eliminando Verdasco com dois parciais de 6-3. Mas o momento alto da época, talvez mesmo da carreira, ainda estava para vir.

À décima primeira tentativa, debaixo do escaldante sol da Catalunha, Nicolas Almagro bateu Rafa Nadal nos quartos-de-final de Barcelona. Precisou de muita garra, e de quase três horas, mas fê-lo. Ainda por cima tendo que recuperar de uma derrota pesada no primeiro set (2-6, 7-6, 6-4). Infelizmente, fazer história esgota, física e mentalmente, e nas meias-finais Almagro não aguentou a pressão de Santiago Giraldo (46º). Na estreia no Mutua Madrid Open, o número vinte e quatro do ranking teve que sofrer para levar de vencido Andrey Golubev (61º). O tenista cazaque ainda salvou quatro bolas de encontro, antes de ceder diante do adversário no terceiro parcial, e segundo tiebreak da partida (6-3, 6-7, 7-6).

Em Março deste ano Andy Murray anunciou a separação. Ivan Ledl, que o tinha acompanhado nos últimos dois anos, deixava de fazer parte do seu staff. Dois anos em que o britânico se transfigurou, passando de um tenista que tinha chegado a quatro finais de majors a detentor de títulos em dois Grand Slam – Open dos Estados Unidos e Wimbledon. O problema que teve nas costas, e que eventualmente teve de ser resolvido com cirurgia, abalou muito a confiança de Andy, que demorou a encontrar a melhor forma e não venceu nenhum outro torneio desde o sucesso na relva de Wimbledon.

Depois de um arranque de época sem brilho – três quartos-de-final e uma semifinal – e do afastamento da Taça Davies, diante da Itália – o ex-número quatro do mundo decidiu que ia tirar algum tempo para treinar o seu jogo em terra batida, enquanto escolhia criteriosamente o seu novo treinador, alguém que possa puxar por ele e fazê-lo evoluir ainda mais. Esta quarta-feira, Murray faz a sua estreia no Masters 1000 de Madrid, e na temporada em argila. A indecisão sobre o treinador mantém-se, embora agora Andy ande a namorar a ideia de recorrer aos serviços de John McEnroe. Vamos ver em que estado o campeão olímpico se apresenta neste seu primeiro torneio de terra batida.

Nicolas Almagro e Andy Murray encontraram-se quatro vezes em torneios ATP, com saldo favorável ao britânico, 1-3. Contudo, é significativo que a única vitória do espanhol, em 2008, no Roland Garros, tenha sido também o único encontro em terra batida. Murray saiu vitorioso em Cincinnati (2009), Indian Wells (2010) e nos quartos-de-final do Torneio Olímpico de Londres, em 2012.

A Bet365 oferece-lhe 50€ de bónus para apostar neste jogo: http://bitly.com/50eurbonus

Prognóstico Odd Casa Erro
Vitória de Nicolas Almagro por 2-1 4.00 Bet365
nicolas almagro
Nicolas Almagro
  • País: Espanha
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Andy Murray
Andy Murray
  • País: Inglaterra
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1830
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 767
  • Próg. errados 1035
comments powered by Disqus

Últimos jogos