Menu

A Betclic oferece-te um bónus de25€ grátis para este jogo!

Nick Kyrgios – Rafael Nadal (ATP Masters Madrid)

Nick Kyrgios passou por Ryan Harrison com toda a naturalidade e espera, fresco, por Rafa Nadal. O espanhol teve recorrer à sua capacidade de superação para sobreviver ao duelo com Fabio Fognini. Os dois rivais estiveram três horas em court, na quarta-feira, e foi evidente que o rei da terra batida não estava a cem por cento. Felizmente, o italiano também não estava nos seus dias e teve os costumeiros apagões que tantas vezes o deitam a perder.

Nick Kyrgios teve que retirar o nome do Millennium Estoril Open, onde seria um dos cabeças de cartaz, na sequência do falecimento do avô. O evento português ia ser a sua estreia em terra batida e assim sendo os primeiros encontros da temporada nesta superfície só aconteceram na Caja Mágica de Madrid.

Ao seu estilo, o australiano já se anda a dizer ansioso por cruzar o caminho de Nadal mal o sorteio anteviu essa possibilidade. Fez o seu caminho lidando com adversários que o foram ajudando a entrar no ritmo. O cipriota Marcos Baghdatis (7-6, 6-4) ainda foi capaz de o forçar a um tie break, no primeiro set, mas a capacidade de resistência esgotou-se aí. Na segunda ronda o opositor foi o norte-americano Ryan Harrisson (6-3, 6-3), quadragésimo sétimo do ranking, mas fora do seu habit em terra batida.

Em Miami, o último torneio ATP em que participou, Kyrgios chegou aos quartos de final, etapa onde em que foi travado pelo suíço Roger Federer (7-6, 6-7, 7-6).

mutua-madridRafael Nadal sobreviveu a um duro duelo com Fabio Fognini (7-6, 3-6, 6-4). O encontro prolongou-se por três horas, só o primeiro set durou uma hora e vinte e dois minutos. Desde o arranque que se percebeu que o espanhol não estava a cem por cento. Com muitos erros na resposta ao serviço, coisas mesmo disparatadas, pouca profundidade nas pancadas e outras coisas atípicas no jogo de Nadal. De tempos a tempos lá vinha ao de cima a garra do menorquino e foi ela que lhe permitiu resistir nos momentos decisivos. A otite com que chegou a Madrid ainda deve estar a fazer o seu efeito. Quanto mais não seja, os problemas do ouvido afetam o equilíbrio e perceção sensorial.

Rafael Nadal venceu os dois anteriores torneios em terra batida em que participou – o Masters de Monte Carlo, onde bateu na final o compatriota Albert Ramos (6-1, 6-3), e o ATP de Barcelona, às custas de Dominic Thiem (6-4, 6-1) – e há grandes expetativas para o que o espanhol possa alcançar quando chegar a Roland Garros. Mas Madrid talvez não faça parte dessa senda vitoriosa, dada a sua saúde física. Já se sabe que as rondas iniciais são sempre complicadas para Rafa mas desta vez pode ser mais do que isso. E Kyrgios está à espera, no pico das suas capacidades atléticas e com bastante repouso competitivo.

Nadal sagrou-se quatro vezes campeão no Mutua Madrid Open (2005, 2010, 2103, 2014) e nas últimas quatro edições nunca ficou aquém da meia-final. Nos últimos dois anos o obstáculo a interpor-se entre si e o título foi o mesmo, Andy Murray: em 2015 na final (6-3, 6-2) e no ano passado na semifinal (7-5, 6-4).

2016 Masters de Roma Nadal 2 6 6 6 R16
Kyrgios 1 7 2 4
2014 Wimbledon Kyrgios 3 7 5 7 6 R16
Nadal 1 6 7 6 3

Este será o terceiro confronto entre Nick Kyrgios e Rafael Nadal. O australiano venceu o primeiro, há três anos, em Wimbledon; o espanhol levou a melhor no ano passado, nos oitavos de final do Masters de Roma. Em qualquer dos casos, o derrotado reclamou sempre um dos sets para si.

Prognóstico Odd Casa Erro
Kyrgios vence 2.85 Betclic
Nick_Kyrgios
Nick Kyrgios
  • País: Austrália
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

rafael nadal
Rafael Nadal
  • País: Espanha
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1932
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 809
  • Próg. errados 1097
comments powered by Disqus

Últimos jogos