Menu

New York City – Orlando City (MLS)

Como se sobrevive a uma derrota por sete golos de diferença perante o nosso maior rival? Ora aí está algo que se espera ter o New York City encontrado uma resposta. Uma semana depois de ter sofrido uma goleada épica na semana das rivalidades, o conjunto de Patrick Vieira recebe os Orlando City e tem a obrigação de mostrar toda uma outra face, correndo o risco de aquilo de bom que foi sendo construído possa quebrar-se e cair com o conjunto pela tabela classificativa abaixo. Jogar em casa, no entanto, nunca foi o forte do City, que perante Orlando volta a ter teste à sua resistência.

Terá sido o dia mais negro da ainda curta história dos New York City, mas também para o seu treinador, Patrick Vieira, que não esperaria vir para os Estados Unidos e ficar exposto a uma humilhação deste tamanho, sobretudo frente a um rival da mesma cidade. É neste contexto que o City volta a jogar em casa, terreno quase amaldiçoado para os seus jogadores. A verdade é que o plantel e a forma de jogar da equipa em nada beneficia com as dimensões do terreno de jogo, expondo-se a perder muitas vezes a bola com a pressão facilitada dos adversários, bem como lhe falta espaço para explorar a velocidade dos extremos e dos criativos que tem entre os seus melhores jogadores. O problema é que a equipa tarda mesmo em conseguir encontrar alternativas, questionando-se mesmo se faria sentido que a equipa fosse construída para jogar de outra forma, tendo em conta os objetivos de grandeza alimentados pela administração. O Yankee Stadium está longe de ser um quintal e, por isso mesmo, a busca poderá demorar e o sofrimento perdurar. Matarrita está convocado para atuar pela seleção da Costa Rica na Copa América, Mikey Lopez suspenso por acumulação de amarelos e Conor Brandt lesionado.

Onze Provável: Saunders – RJ Allen, Brillant, Hernández, Martínez – Poku, Bravo, Pirlo – Shelton, David Villa, McNamara.

MLSOs Orlando City têm apenas uma vitória nos últimos oito jogos disputados, vivendo uma espécie de crise existencial que não tem fim à vista. A equipa de Adrian Heath tem procurado resistir nas ausências de Kaká, que falhou cinco jogos por lesão e está agora de partida para a Copa América Centenário, onde será substituto de Douglas Costa, lesionado. Sem o camisola dez, com uma linha defensiva que perdeu referências em relação ao ano passado e com um Júlio Baptista que demora a encontrar a melhor forma (se é que ainda poderá ser melhor do que aquilo que é neste momento), o conjunto da Florida vai dependendo do rendimento de Cyle Larin, que parece ser um dos raios de sol no meio do cinzento que reina na equipa. Reforços para a defesa precisam-se, mas neste domingo talvez nem seja por aí que a equipa se exporá em demasia. Recuados e fechados no seu meio-campo, os homens de Orlando vão esperar a subida da equipa adversária para tentar surpreender no contra-ataque ou numa bola parada. Sem Pedro Ribeiro, Darwin Ceren, Seb Hines e Rafael Ramos todos lesionados, tal como Mateos, suspenso, pontuar será mesmo um bom resultado para a equipa de Adrian Heath.

Onze Provável: Bendik – Alston, Redding, Boden, Brek Shea – Higuita, Carrasco – Winter, Julio Baptista, Nocerino – Larín.

No ano passado, em três jogos, as duas equipas experimentaram todos os resultados possíveis. Este ano, Orlando já visitou o Yankee Stadium uma vez e aqui venceu por 1-0.

Jogo de enorme responsabilidade para os New York City, que precisam de mostrar uma outra face, depois da goleada da semana passada. Isso poderá ser o motor de uma vitória.

Prognóstico Odd Casa Erro
Vitória dos New York City 1.80 Betrally
New York City FC
New York City FC
  • País: Estados Unidos
  • Estádio: Yankee Stadium
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

orlando city
Orlando City
  • País: Estados Unidos
  • Estádio: Orlando Citrus Bowl
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Luís Cristóvão
Luís Cristóvão
  • Próg. realizados 2838
  • Média Odds usadas 2.16
  • Próg. certos 1331
  • Próg. errados 1465
comments powered by Disqus

Últimos jogos