Menu
  • 10 janeiro
  • 18:00
  • Betrally

Minnesota Vikings – Seattle Seahawks (NFL)

São esperados dezoito graus negativos para a hora do jogo entre Minnesota e Seattle no TCF Bank Stadium, no domingo. Temperatura gélida para um encontro que se prevê escaldante. Este é um dos encontros mais aguardados embora quase todos vejam os Seahawks como vencedores antecipados. Será um frente a frente entre o melhor running back desta Liga e a melhor unidade defensiva. Que tem também um quarterback de elite a fazer máximos de carreira. Que pode Minnesota fazer contrabalançar este favoritismo?

Mike Zimmer tem todas as razões para estar radiante e orgulhoso dos seus Minnesota Vikings. É impressionante a mudança que um treinador competente consegue operar com três fornadas de draft talentosas. Por fim a equipa foi capaz de quebrar hegemonia do Packers na NFC Norte e roubou-lhes a divisão com um triunfo em Green Bay, na derradeira jornada da temporada regular (20-13). Mas o título da divisão era, já se sabia, um presente envenenado já que implicava medir forças com os Seahawks na primeira ronda dos play-offs. Na semana treze as duas equipas cruzaram-se e Seattle passou como um rolo compressor por Minnesota (38-7). Poucos esperam um desfecho radicalmente diferente para este jogo dos wildcards embora, para sermos justos, esse jogo foi o pior dos Vikings em toda a época.

Minnesota tem o melhor running back desta edição da NFL. Aos trinta anos Adrian Peterson somou mil quatrocentas e oitenta e cinco jardas, onze touchdowns e uma média de quatro jardas e meia por tentativa. Para se ter uma ideia ainda mais clara do peso que as suas atuações têm no registo global da equipa, os Vikings são o décimo sexto melhor ataque na distância percorrida mas passam para quarto quando se contabiliza apenas o jogo em corrida, que é quase exclusivamente responsabilidade de Peterson. Curiosamente, o jogo em Seattle foi a pior prestação do RB esta temporada, limitado a oito tentativas e umas míseras dezoito jardas em progressão.

NFLPara ter alguma hipótese de seguir em frente Minnesota terá que apostar forte no jogo pelo chão desde o primeiro instante e não abandonar o plano mesmo que custe a avançar, como fez no jogo anterior. De preferência com Stefon Diggs e Kyle Rudolph a dar algumas opções ao seu quarterback para romper. Teddy Bridgewater esteve bem no seu segundo ano e demonstrou qualidades importantes mas esta será a sua estreia nos play-offs e isso será sempre um problema.

Do outro lado está a equipa que todos gostariam de evitar. Os Seattle Seahawks tiveram um arranque incaracterístico mas a segunda metade foi feita em velocidade warp. Está de volta o coletivo que intimida em todas as componentes do jogo. Comecemos pela imagem de marca, a defesa. Apesar dos percalços iniciais Seattle está no topo dos rankings defensivos: segundo melhor no total de jardas concedidas (duzentas e noventa e um ponto oito); primeiro no que respeita ao número de pontos (dezassete ponto três). Os melhores a travar o jogo em corrida, segundo a fazer o mesmo ao passe. Mas a unidade ofensiva dos Sehawks não fica atrás. Russell Wilson já provou que apesar da idade é um quarterback de elite mas este ano está a fazer números astronómicos. Russel tornou-se o primeiro jogador da NFL a somar mais de quatro mil jardas, mais de quinhentas pelo seu próprio pé, e acima de trinta touchdowns numa só época. Dos trinta e quatro TD’s que leva esta temporada, vinte e quatro aconteceram nos últimos sete jogos. Não vou ser exaustiva para não maçar. E para ajudar à festa Marshawn Lynch está de regresso, após lesão.

A verdade é que em condições normais os Seahawks, que nos dois últimos anos chegaram consecutivamente ao Super Bowl, são claros favoritos. São de outro campeonato. Mas os Vikings têm aqui uma oportunidade histórica e Zimmer. E já referi que vão estar dezoito graus abaixo de zero e vento, ainda por cima?

Minnesota Vikings Seattle Seahawks TCF Bank Stadium (Minneapolis, MN) D 38-7
Minnesota Vikings Seattle Seahawks CenturyLink Field (Seattle, WA) D 41-20
Minnesota Vikings Seattle Seahawks CenturyLink Field (Seattle, WA) D 30-20
Minnesota Vikings Seattle Seahawks H. H. Humphrey Metrodome (Minneapolis) V 35-9

Seattle soma nove vitórias nos catorze confrontos diretos com Minnesota, incluindo os últimos três.

Prognóstico Odd Casa Erro
Handicap Pontos: Seattle Seahawks -5 1.95 Betrally
Vikings
Minnesota Vikings
  • País: Estados Unidos
  • Estádio:
  • Cidade: Minnesota
  • Fundação: 1961

Ver ficha completa

seattle seahawks
Seattle Seahawks
  • País: Estados Unidos
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1899
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 797
  • Próg. errados 1075
comments powered by Disqus

Últimos jogos