Menu

Marcel Granollers – James Blake (Open dos Estados Unidos)

A armada espanhola está fragilizada com a saída de Rafael Nadal. Contudo, ainda existem tenistas que podem conseguir bons resultados no Open dos Estados Unidos como David Ferrer, Nicolas Almagro ou Feliciano Lopez. Numa linha mais secundária, existem tenistas como Marcel Granollers, que apesar de raramente conseguirem atingir as rondas finais em torneios de Grand Slam, estão sempre dispostos a surpreender. Mas para conseguir seguir em frente, o tenista de 26 anos necessita de ultrapassar um dos jogadores mais experientes do circuito: o norte-americano James Blake. Apesar da diferença de idades, os dois já jogaram entre si numa ocasião. Foi em 2008, no ATP de Houston, com o tenista espanhol a triunfar em três sets.

Marcel Granollers vive um dos seus melhores momentos da carreira. Ainda em julho, chegou a ser número 19 do ranking mundial, a sua melhor classificação de sempre. Atualmente na 24ª classificação do ranking, o tenista oriundo de Barcelona tem como melhor campanha a final conseguida no ATP de Umag, sendo derrotado por Marin Cilic. De resto, Granollers tem sempre ultrapassado algumas rondas nos torneios e são raras as ocasiões em que é surpreendido por tenista de ranking inferir. A regularidade é mesmo a melhor arma de um tenista que, pelo facto de não ser muito talentoso, faz da paciência e da sua preparação física as suas melhores armas. No que toca a resultados no torneio norte-americano, Granollers tem como melhor campanha a 3ª ronda conseguida o ano passado, quando foi obrigado a retirar-se depois de estar a perder frente a Juan Carlos Ferrero. De resto, foi duas vezes à 2ª ronda e ficou duas vezes pela estreia, uma no quadro principal e outra na fase de qualificação.

us openJames Blake tem feito um ano bastante abaixo das expetativas. Com os seus 32 anos, o norte-americano tem acusado a sua faca preparação física e tem sido eliminado precocemente nos torneios. O melhor que ele conseguiu em 2012 foi atingir os quartos-de-final de um torneio ATP, tendo até ao momento apenas cinco triunfos em 16 jogos. Por isso, também tem optado por jogar alguns torneios de nível challenger, sem grande sucesso. Antigo número 4 mundial, Blake tem um longo historial no Open dos Estados Unidos. A sua primeira participação na prova foi em 1999. Desde então, o melhor que conseguiu foi atingir duas os quartos-de-final, em 2005 e 2006. Desde então, o melhor que conseguiu foi chegar aos oitavos-de-final e três vezes à 3ª ronda.

Durante o duelo, Granollers certamente irá tentar prolongar ao máximo as trocas de bolas, de forma a desgastar o já debilitado físico de James Blake, que foi obrigado a jogar quatro sets na ronda anterior. Contudo, Blake sabe que está numa suas últimas participações no maior torneio jogados nos Estados Unidos. Por isso, espera-se que o tenista de 32 anos jogue um ténis muito reto e com bastante agressividade, não só para diminuir o tempo de jogo, mas também para contrariar as bolas spinadas de Granollers. Perante estes dados, parece mais do que natural o encontro ser vencido em mais de três sets por qualquer um destes tenistas. Por outro lado, não é de todo descabido acreditar que Blake possa conseguir aqui uma surpresa, tendo em conta o fraco desempenho de Granollers tanto nas outras edições do Open dos Estados Unidos, como também nos restantes torneios de piso rápido.

A Bet365 dá-lhe 50€ de bónus para apostar neste jogo: http://bitly.com/50eurbonus

Prognóstico Odd Casa Erro
Número de sets: + de 3.5 1.44 Bet365
Granollers
Marcel Granollers
  • País: Espanha
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

James Blake
James Blake
  • País: Estados Unidos
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Luciano Larrossa
  • Próg. realizados 47
  • Média Odds usadas 1.79
  • Próg. certos 23
  • Próg. errados 21
comments powered by Disqus

Últimos jogos