Menu

Manchester United – Manchester City (Premier League)

À entrada para este dérbi de Manchester apenas três pontos separam os dois rivais. Com o colapso inesperado do Chelsea o Manchester City é, sem dúvida, o candidato mais forte ao título. Mas, sem qualquer tipo de brilho, o United lá se vai arrastando e está suficientemente perto para começar a ter ideias. Resta saber que desgaste os exigentes encontros da Liga dos Campeões, com uma viagem a Moscovo para os Red Devils, deixaram nas duas equipas.

Quando se olha para o Manchester United, no terceiro lugar da Liga Inglesa, a três pontos da liderança, somos tentados a pensar que os Red Devils estão de volta ao topo do futebol inglês. Mas quando olhamos com mais atenção começa a perplexidade. O melhor que podemos dizer da equipa trabalhada por Louis van Gaal é que, a espaços, é altamente eficaz. Aconteceu em Goodison Park. Aqueles três a zero não traduz o que se passou em campo. Não houve uma grande exibição, não foi dominante nem explosiva. Os Toffees abanaram com o golo de Schneiderlin e depois foi ficar à coca para aproveitar momentos de exposição do adversário. Conta na mesma, é até inteligente, mas não apaixona os adeptos ingleses que querem ver garra, empenho. E isso o United de Van Gaal não tem.

Na verdade, na primeira vez em que a equipa teve que medir forças com um adversário do topo da classificação – no caso o Arsenal – levou um banho de humildade. Os Gunners deram um banho de bola – criatividade, posicionamento tático, entrosamento – e os Red Devils saíram humilhados (3-0) do Emirates, coisa que não se vi há muito.

Na quarta-feira o Manchester United foi a Moscovo, enfrentar o CSKA, e apesar do técnico holandês preferir puxar as orelhas a Anthony Martial, devia estar muito mais focado na falta de ideias, de ritmo e soluções que a sua equipa evidenciou em campo. O jovem francês cometeu um erro, sim, que só não acontece a quem não tenta ir às bolas. Custou um penálti. De Gea e o poste ainda defenderam a meias mas a recarga de Doumbia entrou. Mas também foi Martial a marcar o golo da igualdade, que fez com que o United não saísse da Rússia de mãos vazias. Um ponto permite ao clube agarrar o segundo lugar do grupo B, com uma vitória, um empate e uma derrota.

Luke Shaw, McNair e Ashley Young são as baixas por lesão. Schweisteiger continua em dúvida.

Onze Provável: De Gea – Darmian, Smalling, Jones, Blind – Schneiderlin, Carrick – Mata, Rooney, Memphis – Martial.

premier leagueO Manchester City é o oposto do seu rival. Aos Citizens não falta brilhantismo e fantasia. Em determinadas alturas a equipa pode ser apaixonante mas é também inconstante. Tanto é capaz de aplicar 3-0 ao Chelsea como ir a White Hart Lane sofrer um desaire pesado (4-1). Normalmente o City ressente-se muito da ausência de certas peças-chave – Kompany na defesa, David Silva na organização do ataque ou Aguero na finalização – mas com estes nomes de fora ou condicionados tem acumulado triunfos e até goleadas. Venceu os dois últimos compromissos da fase de grupos da Liga dos Campeões – com o Borussia de Monchengladbach (1-2) e o Sevilla (2-1) – e goleou nas duas jornadas mais recentes do campeonato – Newcastle (6-1) e Bournemouth (5-1).

O resultado de quarta-feira é mais lisonjeiro do que aquilo que se viu no relvado. O clube espanhol até marcou primeiro, por intermédio de Konoplyanka, e, para sermos justos, marcou também o golo da igualdade, já que foi autogolo de Rami. Kevin de Bruyne fez aquilo para que o contrataram – decidir jogos – já em tempo de descontos, com um lance vistoso. Mas a verdade é que tinha estado bastante discreto, à semelhança dos companheiros, até esse momento. Justiça lhe seja feita, quando a oportunidade surgiu ele não desperdiçou.

Aguero, Clichy e Delph contunam a recuperar de lesões. David Silva está em dúvida.

Onze Provável: Hart – Sagna, Otamendi, Kompany, Kolarov – Touré, Fernandinho – Navas, Sterling, De Bruyne – Bony.

Manchester United 4-2 Manchester City Premier League 2014/15
Manchester United 0-3 Manchester City Premier League 2013/14
Manchester United 1-2 Manchester City Premier League 2012/2013
Manchester United 1-6 Manchester City Premier League 2011/2012

O City venceu três das quatro últimas deslocações a Old Trafford, excetuando precisamente a da temporada passada. Neste período houve uma média de 4.75 golos por partida.

Prognóstico Odd Casa Erro
Mais de 2.5 golos 1.83 Betrally
manchesterunited
Manchester United
  • País: Inglaterra
  • Estádio: Old Trafford
  • Cidade: Manchester
  • Fundação: 1878

Ver ficha completa

manchestercity
Manchester City
  • País: Inglaterra
  • Estádio: Etihad
  • Cidade: Manchester
  • Fundação: 1880

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1831
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 767
  • Próg. errados 1035
comments powered by Disqus

Últimos jogos