Manchester City – Tottenham (Premier League)

Na temporada passada os Spurs foram massacrados nas duas vezes em que defrontaram os Citizens. Só no Etihad levaram seis, sem direito a golo de honra. Mauricio Pochetino desvaloriza. Nem o City é o mesmo do ano passado e a equipa orientada por ele é bem distinta das formações de Villas-Boas e Sherwood. Esta é a ocasião ideal para o provar.

Assim que terminou a jornada sete da Liga Inglesa o plantel do Manchester City espalhou-se aos quatro ventos, em representação de uma dezena de seleções nacionais nos mais diversos compromissos de apuramento. É o que dá ter os melhores, um conjunto de jogadores de elite verdadeiramente invejável. Claro que provoca interrupções no trabalho das equipas mas as maiores preocupações são o desgaste, as viagens e claro, a possibilidade de lesões enquanto ao serviço dos respetivos países. Manuel Pellegrini pode respirar de alívio, nenhum elemento regressa com limitações físicas deste intervalo. A única dúvida prendia-se com o regresso de Yayá Touré, que esteve a representar a Costa do Marfim num jogo de apuramento com o Congo. No entanto, o médio fez questão de antecipar o voo de volta de modo a estar disponível para o treino de quinta-feira e provar ao seu treinador condição física para alinhar frente ao Tottenham.

Regista-te já
para acederes
ao prognóstico

  • Conteúdos exclusivos
  • Prognósticos
  • Tutoriais
  • Estratégias e dicas