Menu
Premier League 22ª Jornada

Liverpool – Manchester United (Premier League)

Jogo grande do fim de semana em Inglaterra. O que vai estar em causa não é o título mas o futuro de Van Gaal. As duas equipas empataram por 3-3 a meio da semana. Mas enquanto o Liverpool lutava para arrancar esse resultado ao Arsenal, o Manchester United deixava-se travar pelo Newcastle. Os Ded Devils estiveram a vencer por dois a zero e deixaram-se ultrapassar. Para não variar, o treinador holandês caiu em cima dos seus jogadores, no final. Neste momento há três pontos de diferença entre os dois clubes.

A vinda de Jurgen Klopp para o Liverpool foi um sinal da vontade que o clube tem de voltar à ribalta do futebol em Inglaterra mas o “normal one” nunca disse que ia fazer milagres. As mudanças de liderança, sobretudo da personalidade do treinador alemão e do seu relacionamento com os jogadores, já se vão fazendo sentir. Mas este Liverpool continua a não ser uma grande equipa. São as sobras de decisões anteriores, os vestígios das escolhas de Brendan Rodgers, e não chegam para dar o salto. Não tenho dúvidas que o alemão vai fazer o Liverpool evoluir mas vai precisar de um elenco à sua medida. Esta é uma fase de adaptação do plantel às novas ideias, tentando mostram que têm o necessário para encaixar no modelo do treinador. Os mais talentosos são também bastante jovens e isso, aliado à transição, justifica as exibições explosivas contra adversários mais exigentes, assim como algumas quebras diante de jogos à partida menos estimulantes.

Na quarta-feira os Reds receberam a visita do conjunto de Wenger em Anfield e fomos presenteados com um jogo com tudo o que o futebol inglês é suposto ser. Ninguém quer perder, luta-se por cada metro quadrado de terreno, belos golos e incerteza até ao fim. Sempre tu cá, tu lá, golos a responder a golos. Mignolet podia ter feito mais no golo de Giroud, na sequência de um cruzamento. Aos vinte minutos já Roberto Firmino tinha feito a sua dobradinha e, pelos menos até à saída de Milner, foi um perigo real para o setor recuado dos Gunners. O ex-Citizen estava a fazer as vezes do lesionado Coutinho, repartindo as responsabilidade de fazer a bola chegar ao avançado brasileiro com Lallana. A entrada de Benteke desestabilizou um pouco esta dinâmica.

Por falar em lesionados, as limitações continuam a ser grandes nesta plantel. Joe Gomez, Ings, Skrtel, Origi, Coutinho e Rossiter continuam de fora. Lovren, Ibe e Sturridge podem voltar a ser opção.

Onze Provável: Mignolet – Clyne, Touré, Sakho, Moreno – Allen, Can, Henderson – Milner, Firmino, Lallana.

premier leagueO Manchester United também teve a sua versão de jogo do campeonato inglês à antiga. Golos, emoção até ao fim, sim. Mas tudo nivelado por baixo. Sim, eu sei que esta filosofia do futebol inglês que nos apaixona nem sempre implica uma partida bem jogada, bem pelo contrário. E este foi um desses casos. Os Red Devils estiveram com dois golos sem resposta de vantagem sobre a equipa de Steve McClaren, que tem as limitações que todos sabemos, e deixou-se alcançar. Paul Dummett acabaria por sentenciar a coisa aos noventa minutos, com um remate de fora da área. Mata foi deixado no banco e só entrou a quinze minutos do fim e Marouane Fellaini fez dupla com Moragan Schneiderlin à frente da defesa. Frente a um adversário com evidentes fragilidades como os Magpies a exibição do United é ainda mais confrangedora.

No final Louis van Gaal criticou os seus jogadores pela incapacidade em marcar golos e fechar o resultado e o nome mencionado foi o de Wayne Rooney. O capitão desperdiçou uma oportunidade flagrante mas pelo menos fez dois golos, um de penalidade. Jesse Lingard e Fellaini falharam também em situações semelhantes. A cada semana que passa se diz em Inglaterra que a permanência do técnico holandês está por um fio. Mas pode bem ser desta que a corda rompe. A conjugação de uma visita a Anfield – sabemos que a rivalidade entre Liverpool e United tem tradição – e a receção ao Southampton – com o historial que existe entre os dois treinadores holandeses – pode ser a tempestade perfeita.

Scheweinsteiger e Phil Jones ainda estão em dúvida. Descartados continuam Shaw, Powell, Valencia e Rojo.

Onze Provável: De Gea – Darmian, Smalling, Blind, Young – Carrick, Schneiderlin – Mata, Herrera, Martial – Rooney.

Manchester United 3-1 Liverpool Premier League 2015/16
Liverpool 1-2 Manchester United Premier League 2014/15
Manchester United 3-0 Liverpool Premier League 2014/15
Manchester United 0-3 Liverpool Premier League 2013/14
Manchester United 1-0 Liverpool Capital One Cup 2013/14
Liverpool 1-0 Manchester United Premier League 2013/14

O United venceu quatro dos últimos seis confrontos com o Liverpool (4V/ 2D) e Van Gaal deu-se sempre bem nos confrontos com Brendan Rodgers. Veremos como se vai sair no duelo com Klopp.

Prognóstico Odd Casa Erro
Mais de 2.5 golos 2.20 Betrally
liverpool
Liverpool
  • País: Inglaterra
  • Estádio: Anfield Road
  • Cidade: Liverpool
  • Fundação: 1892

Ver ficha completa

manchesterunited
Manchester United
  • País: Inglaterra
  • Estádio: Old Trafford
  • Cidade: Manchester
  • Fundação: 1878

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1899
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 797
  • Próg. errados 1075
comments powered by Disqus

Últimos jogos