Menu

Kei Nishikori – Pablo Andujar (Barcelona Open)

A provar que a conquista do ano passado não foi um acidente, Kei Nishikori progrediu até à sua segunda final no Real Clube de Ténis Barcelona com autoridade. Vai ter oposição nativa mas o adversário seria, à partida, dos mais insuspeitos de entre os que constituíam a armada espanhola. Pablo Andujar não se deixou abater por obstáculos maiores e está, pela primeira vez, na final de um torneio da série ATP 500. Será que leva o Godó consigo?

Kei Nishikori disse, no fim da meia-final que o opôs ao eslovaco Martin Klizan, que ter vencido o Troféu Conde de Godó, no ano passado lhe deu tamanha confiança que mudou a forma como encarava a terra batida. Dizia o japonês que o seu jogo se tinha tornado mais agressivo e que a partir de então o serviço e a resposta melhoraram significativamente. A expressão que utilizou foi curiosa, disse que o seu estilo se tinha tornado mais espanhol. De certa forma, há um ano Nishikori ainda estava a testar-se nesta superfície, que não era o seu habitat natural. A verdade é que ele tem tudo para ser um vencedor no pó de tijolo, muito ao estilo do que faz David Ferrer. O excelente jogo de pés, o domínio da linha de fundo, a movimentação, variedade de soluções do seu ténis e a consistência que exponencia todas essas qualidades ajudam-no a bater praticamente qualquer opositor. Assim seja capaz de se manter saudável.

ATP Barcelona Sabadell OpenKei Nishikori passeou as suas capacidades de modo autoritário pelas várias rondas do Open de Barcelona. Só por uma vez foi obrigado a um terceiro set, isso prova o domínio exercido. Teymuraz Gabashvili (6-3, 6-4), Santiago Giraldo (6-2, 6-1), Roberto Bautista-Agut (6-2, 3-6, 6-1) e Martin Klizan (6-1, 6-2) não foram capazes de lhe criar dificuldades. Esta tarde, no court principal em Barcelona, o nipónico anulou por completo o eslovaco. Sem demonstrar intenções de tomar prisioneiros, o número cinco mundial só consentiu a Klizan a conquista de três jogos em toda a partida e não lhe permitiu nenhuma quebra de serviço.

Se a presença de Nishikori na final de Barcelona era por demais expetável, o opositor que encontrará do outro lado da rede é a maior surpresa. Dos vários espanhóis que integraram o quadro principal, Pablo Andujar seria um dos menos prováveis a chegar ao jogo do título. Nada de pessoal, só que havia pesos pesados na corrida. E o mérito é todo do tenista de Cuenca. O sorteio não lhe preparou um caminho de facilidades, bem pelo contrário. Dos cinco adversários que teve que ultrapassar para chegar à final só um tinha uma posição inferior à sua no ranking – Albert Ramos, 67º (6-4, 6-1) – e mesmo assim era a imediatamente a seguir. Os restantes eram do top-30 para cima, alguns grandes especialistas em terra batida. Encontro a encontro o sexagésimo sexto tenista mais cotado do circuito foi avançando. Depois de Ramos foi a vez de Leonardo Mayer (2-6, 6-1, 6-2), a que se seguiu o italiano Fabio Fognini (6-3, 6-4), que tinha eliminado Rafa Nadal. Até chegar à meia-final e David Ferrer. O compatriota, oitavo do ranking ATP, até começou a ganhar vantagem cedo na partida, chegando rapidamente ao 3-0 no primeiro set mas recorrendo a um serviço poderoso e eficaz Andujar conseguiu voltar à partida e empurrar a decisão do set para tie break. O segundo parcial começou equilibrado até o saque de Ferrer deixar de entrar e aí Pablo viu o caminho aberto para a final. Será a sua primeira em Barcelona, onde o melhor resultado tinha sido chegar aos oitavos, em 2007. Mas será a sua estreia na luta por um título de carreira na categoria ATP 500. Os troféus que tem são todos de eventos ATP 250.

Nishikori venceu dois dos três confrontos com Andujar e, a não ser que entrem fatores de ordem física, dificilmente lhe escapa o segundo título em Barcelona.

2014 US Open Nishikori 1   6 6 0     2R
Andujar 0 4 1 0    
2013 Masters de Madrid Andujar 2   6 7       QF
Nishikori 0 3 5    
2011 Winston Salem Nishikori 2   7 6       2R
Andujar 0 6 2      

A Bet365 oferece-lhe 50€ de bónus para apostar neste jogo: http://bitly.com/50eurbonus

Prognóstico Odd Casa Sucesso
Nishikori vence por 2-0 1.60 Dhoze
Kei Nishikori
Kei Nishikori
  • País: Japão
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

pablo andujar
Pablo Andujar
  • País: Espanha
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 2085
  • Média Odds usadas 2.2
  • Próg. certos 880
  • Próg. errados 1180
comments powered by Disqus

Últimos jogos