Menu

Jo-Wilfried Tsonga – Gilles Muller (Wimbledon)

Tsonga, que optou por se manter fora de competição desde a semifinal de Roland Garros, vai estrear-se em relva no All England Tennis Club frente a Muller. É o que se chama mergulhar de cabeça. Já o luxemburguês aproveitou a eliminação cedo em Paris para fazer a transição para a nova superfície em contexto competitivo. Claro que o francês é um bom jogador em relva e Muller nem tanto. Veremos como as distintas estratégias os prepararam para este Grand Slam.

Jo-Wilfried Tsonga começou tarde mas não demorou a ganhar andamento. Depois da operação ao ombro o francês regressou evidenciando um quadro mental muito positivo. Mesmo que a estreia em Miami se tenha provado um tanto precoce, Tsonga soube retirar de forma estratégica e não deixou que isso o abalasse na temporada de terra batida. Sempre em crescendo, desde os iniciais oitavos em Monte Carlo à meia-final do Major do seu país. Aliás, a prestação em Roland Garros foi a todos os títulos memorável. Da terceira ronda para cima foram partidas duríssimas, tanto física como mentalmente, e o número doze do mundo só não levou a melhor frente ao que viria a ser o campeão do torneio, Stan Wawrinka, que jogou a um nível estratosférico.

Wimbledon 2014É, portanto, natural, que o francês esteja confiante e motivado por aquilo que alcançou no início do mês. E que dada a sua temporada curta tenha optado por não forçar demasiado. Mas, claro, o primeiro encontro numa superfície distinta é sempre um desafio de adaptação, e Tsonga vai fazê-lo na estreia em Wimbledon. Veremos se a estratégia foi a mais acertada ou se essa falta de competição o vai fragilizar.

Jo-Wilfried Tsonga foi por duas vezes finalista do Major Britânico. Em 2011 tropeçou em Novak Djokovic e no ano seguinte em Andy Murray. O seu registo de vitórias e derrotas em relva também abona a seu favor. Foram cinquenta e oito para apenas dezoito, o que faz dele um tenista bastante competente nesta superfície que não é para todos.

Gilles Muller não facilitou. Ao ser afastado cedo de Roland Garros – na segunda ronda, às mãos de Novak Djokovic (6-1, 6-4, 6-4) – planeou as semanas seguintes de modo a praticar ao máximo em relva. E parece ter compensado. Foi semifinalista em Hertogenbosch, batido então por David Goffin (7-6, 6-4). Em Queen’s foi barrado nos quartos de final pelo homem da casa, Andy Murray (3-6, 7-6, 6-4), depois de se ter desembaraçado de Mikhail Youzhny (6-7, 6-4, 7-6) e Grigor Dimitrov (6-4, 7-6).

O luxemburguês de trinta e dois anos nunca foi além da terceira ronda em Wimbledon, tendo já ficado pela primeira eliminatória em três anos.

Apesar da diferença de estatuto – um é décimo segundo e o outro quadragésimo quarto – a série de confrontos é liderada pelo jogador menos cotado. Ainda assim, convém ter em conta que a última vitória de Muller data já de 2007.

2014 Metz Tsonga 2   7 6 R16
Muller 0 6 4
2007 Challenger de Besancon Muller 2   6 7 QF
Tsonga 0 4 5
2005 Challenger de Córdoba Muller 1   7 1R
Tsonga 0 6

A Bet365 oferece-lhe 50€ de bónus para apostar neste jogo: http://bitly.com/50eurbonus

Prognóstico Odd Casa Erro
Vitória de Jo-Wilfried Tsonga por 3-0 3.20 Bet365
Tsonga
Jo-Wilfried Tsonga
  • País: França
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

gilles_muller
Gilles Muller
  • País: Luxemburgo
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1788
  • Média Odds usadas 2.22
  • Próg. certos 749
  • Próg. errados 1010
comments powered by Disqus

Últimos jogos