Menu
  • 25 junho
  • 19:00
  • Betclic

A Betclic oferece-te um bónus de25€ grátis para este jogo!

Irão – Portugal (Mundial 2018)

Portugal defronta a seleção asiática treinada por Carlos Queiroz na última jornada da fase de grupos. Para a Seleção das Quinas basta um empate para seguir para os oitavos mas o Irão chega a esta altura em condição de fazer história. Vai ser um jogo duríssimo. De um lado, o conhecimento que o selecionador adversário tem dos jogadores lusos. Do outro, a necessidade da restante equipa se soltar a se aproximar do nível de Cristiano Ronaldo. Não se perspetivam alterações, a não ser por necessidade.

O Irão entrou nesta Mundial da Rússia como patinho feio do Grupo B mas há entrada para a derradeira jornada da fase de grupos ainda não está descartado. Carlos Queiroz gosta de lembrar que estão aqui contra tudo e contra todos, é uma narrativa que funciona em termos de motivação. De facto, os jogadores iranianos têm perfeita noção que apesar das dificuldades tem hipótese de fazer história para o seu país. Nunca o Irão foi além desta etapa num Campeonato do Mundo de Futebol. Os três pontos permitem-lhes sonhar.

No jogo de estreia o Irão (0-1) teve uma pontinha de sorte já que venceu Marrocos com um autogolo de Bouladdouz bem para lá dos noventa. Não retira mérito, eles continuaram a acreditar e foram felizes, isso faz parte do futebol. O desafio subiu de nível no encontro seguinte, quando teve pela frente La Roja. A estratégia de Queiroz traduz-se em fábula: ele disse aos jogadores para não se preocuparem enquanto os espanhóis andassem a passear o cão no parque. Era deixá-los. O que não podia acontecer era o “bobi” vir brincar para o jardim iraniano. A mensagem foi entendida. Defensivamente rigorosos, como é habitual nas equipas do português, os homens de Queiroz sabem ser agressivos e usar o físico para defenderem as posições mais recuadas. No entanto, no início do segundo tempo, Diego Costa conseguiu iludir as defesas e marcou o golo que valeu os três pontos a Espanha. Ainda houve festejos eufóricos quando Saeid Ezatolahi parecia ter feito a igualdade mas a consulta do VAR anulou a pretensão.

Onze Provável: Beiranvand – Rezaeian, Pouraliganji, Hosseini, Hajsafi – Ezatolahi – Taremi, Ebrahimi, Amiri, Ansarifard – Azmoun.

Fernando Santos diz que quer é passar Mundial 2018 - Russiaaos oitavos, o que na prática pode significar jogar para o empate. Portugal e Espanha partem para o último jogo da fase de grupos em igualdade absoluta. Têm ambos quatro pontos (1E/ 1V), ambos quatro golos marcados e um sofrido. Em última análise, se as duas equipas fizerem o mesmo resultado na segunda-feira a disciplina (número e qualidade de cartões recebidos) pode vir a ser o critério de desempate.

Nos dois jogos já disputados, a seleção portuguesa foi o cliché que lhe apontam: Cristiano Ronaldo e poucos mais. Ressalva para Rui Patrício, que frente a Marrocos (1-0) teve intervenções preciosas. Depois do hat trick à Espanha (3-3), o capitão português abriu o ativo na segunda partida logo ao quarto minuto, com um cabeceamento. Mas é necessário que o resto da equipa eleve substancialmente o nível, para se aproximar no nível de CR7.

O selecionador mostrou-se desagradado com a exibição e não há como discordar. Depois do golo Portugal recuou, como já tinha acontecido no duelo ibérico, demasiado e ficou refém da ideia de que precisa de sofrer para selar o resultado. Preocupam os passes errados, a ansiedade quando se tem a bola, a dificuldade em lidar com a pressão agressiva de adversários como Marrocos.

As alterações devem ser pontuais. Santos bem gostaria de rodar alguns jogadores mas o caracter decisivo do encontro não permite muito isso. É possível que André Silva possa entrar de início, para ser mais um homem a exigir atenção dos defesas iranianos. No meio-campo cresce a possibilidade de João Moutinho ficar de fora já que o médio esteve sem treinar durante a semana devido a forte gripe. Adrién Silva é o mais forte candidato à vaga, se se confirmar a ausência.

Onze Provável: Patrício – Cédric, Pepe, José Fonte, Guerreiro – Bernardo Silva, Adrien, William Carvalho, João Mário – André Silva, Cristiano Ronaldo.

Portugal
2-0
IrãoIrão
Mundial 2006
Portugal
3-0
IrãoIrão
Taça Independência 72

Portugal venceu os dois confrontos anteriores com a seleção iraniana, o último dos quais no Mundial da Alemanha, em 2006, Deco marcou o primeiro e Cristiano o segundo, de grande penalidade.

Prognóstico Odd Casa Erro
Cristiano Ronaldo marca 1.88 Betclic
Irão
Irão
  • País: Irão
  • Estádio:
  • Cidade: Teerão
  • Fundação: 1920

Ver ficha completa

portugal
Portugal
  • País: Portugal
  • Estádio:
  • Cidade: Lisboa
  • Fundação: 1914

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 2085
  • Média Odds usadas 2.2
  • Próg. certos 880
  • Próg. errados 1180
comments powered by Disqus

Últimos jogos

O jogo a dinheiro real só é permitido a pessoas com mais de 18 anos de idade. Seja responsável e jogue com moderação. Neste site promovemos o jogo como uma actividade de entretenimento. É extremamente importante que jogue de uma forma responsável. Saiba mais na página jogo responsável.