Menu

A Betclic oferece-te um bónus de25€ grátis para este jogo!

Independiente del Valle – Atlético Nacional (Taça Libertadores)

O Olímpico de Atuhalpa, em Quito, engalanar-se-á para receber a primeira mão da final da Libertadores 2016. A epopeia protagonizada pelo Independiente del Valle, clube que é a maior sensação da atual temporada futebolística na América do Sul. Os colombianos do Atlético Nacional querem pôr fim ao sonho equatoriano para poderem erguer a taça, equipa que tem rubricado uma grande campanha desde a primeira fase.

A terceira campanha do Independiente del Valle na fase final da Copa Libertadores está a ser uma das maiores surpresas do futebol sul-americano das últimas temporadas. O emblema de Sangolquí, nos arredores de Quito, ascendeu ao principal escalão do futebol equatoriano pela primeira vez em 2010 e, depois de dois anos em que lutou pela permanência, tem vindo a intrometer-se na luta pelos postos cimeiros da pauta classificativa. Sem qualquer título do principal escalão no respetivo palmarés, o Independiente vive o momento mais importante da respetiva história ao alcançar a final da competição de clubes mais importante da América do Sul.

Para uma equipa que nunca tinha alcançado a fase a eliminar da Libertadores, o Independiente del Valle tem demonstrado uma capacidade de resistência às adversidades absolutamente notável. Mesmo nos momentos de maior aperto, a equipa tem conseguido responder da melhor forma, uma vez que estamos a falar de um conjunto que foi capaz de “sair com vida” (futebolisticamente falando) de dois grandes palcos do futebol sul-americano: Monumental Nuñez e Bombonera. O Independiente tem conseguido aproveitar da melhor forma o factor casa, fazendo valer o facto de jogar a quase três mil metros de altitude no Olímpico de Athualpa. De resto, sublinhe-se que a equipa equatoriana partiu sempre em vantagem para a segunda mão de cada eliminatória. O triunfo em plena Bombonera, na última ronda, foi a “cereja no topo do bolo” de uma jornada em que conseguiu garantir o acesso à final da prova.

Tal como o técnico Pablo Repetto referiu em jeito de antevisão ao primeiro jogo da final, o Independiente del Valle e o Atlético Nacional são duas equipas com caraterísticas semelhantes. Fisicamente disponíveis, fortes em transição e letais no ataque. Do ponto de vista ofensivo, José Angulo, Junior Sornoza e Cabezas têm sido três peças fundamentais no esquema de Repetto.

Onze Provável: Azcona, Nuñez, Arturo Mina, Luis Caicedo, Luis Ayala, Mario Rizotto, Júnior Sornoza, Jefferson Orejuela, Julio Angulo, José Angulo, Bryan Cabezas

copa libertadores 2014Se o Independiente del Valle é a grande surpresa da prova, o Atlético Nacional também tem sido colocado num pedestal pelo bom futebol que pratica. A equipa colombiana está a rubricar um trajeto admirável desde a fase de grupos, etapa que concluiu com 16 pontos, marca ímpar na atual edição da competição. Na fase a eliminar, deixou para trás Huracán (já se tinham defrontado na fase de grupos), Rosario Central e São Paulo. No compromisso com o emblema brasileiro, a formação que veste de verde e branco impôs-se de forma assinalável, ao vencer ambos os encontros (0-2; 2-1), dando mais uma prova da elevada maturidade do ponto de vista competitivo. Miguel Borja foi o “carrasco” do São Paulo, ao apontar os quatro golos do Atlético na eliminatória.

Com 23 golos marcados em 12 jogos, a capacidade em termos ofensivos é o principal cartão de visita desta formação do Atlético Nacional. A liderança do experiente Macnelly Torres, os pormenores técnicos de Sebastián Pérez, a vertigem conferida por Marlos Moreno e Andres Ibarguen e a eficácia de Miguel Borja são as principais armas do conjunto arquitetado por Reinaldo Rueda, técnico que tem sido muito elogiado pela imprensa sul-americana. O Atlético Nacional mediu forças com o Tolima no último domingo mas alinhou numa versão alternativa, dado que Pablo Repetto quer que os habituais titulares estejam fisicamente bem para um encontro que se adivinha de grande exigência na altitude da capital do Equador.

Onze Provável: Franco Armani, Daniel Bocanegra, Alexis Henríquez, Davinson Sánchez, Farid Días, Alejander Mejía, Macnelly Torres, Sebastián Pérez, Marlos Moreno, Ibarguen, Miguel Borja

Embora estejamos a falar de uma final entre duas equipas com experiências totalmente diferentes a este nível, perspetivam-se dois encontros equilibrados. Nesta primeira mão, o Atlético Nacional procurará evitar que se confirma a tendência das últimas eliminatórias, procurando impedir que o Independiente del Valle se coloque em vantagem. No Morumbi, o Atlético Nacional não vacilou, mas desta feita terá outra contrariedade no seu encalço: A altitude de Quito.

Prognóstico Odd Casa Erro
Vitória do Independiente del Valle 2.35 Betclic
independiente del valle
Independiente Del Valle
  • País: Equador
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

atletico nacional
Atlético Nacional
  • País: Colômbia
  • Estádio:
  • Cidade: Medellin
  • Fundação: 1947

Ver ficha completa

Afonso Canavilhas
  • Próg. realizados 1576
  • Média Odds usadas 1.79
  • Próg. certos 818
  • Próg. errados 680
comments powered by Disqus

Últimos jogos