Menu
  • 22 junho
  • 17:00
  • Betclic

A Betclic oferece-te um bónus de25€ grátis para este jogo!

Hungria – Portugal (Euro 2016)

É tempo de decisão. A seleção portuguesa chega à última jornada da fase de grupos do campeonato da Europa sem qualquer garantia, num grupo que está a ser mais equilibrado do que o esperado. Pedro Abrunhosa deu voz ao cântico de apoio à seleção nesta fase final, mas o objetivo para a derradeira jornada obedece a outra letra do cantor português: “Fazer o que ainda não foi feito” e conquistar o primeiro triunfo na fase de grupos deste campeonato da Europa.

A Hungria chega à derradeira jornada da fase de grupos na liderança do grupo F, contexto que nem o adepto mais optimista seria capaz de perspetivar. Aquela que era, à partida, a seleção menos cotada do grupo, contabiliza quatro pontos e está em óptima posição para garantir o acesso aos oitavos-de-final, já que mais não seja enquanto uma das melhores terceiras colocadas. A vitória na estreia, diante da Áustria (0-2), catapultou os húngaros para esta situação. No segundo encontro, a conquista de um precioso ponto no confronto com a Islândia permitiu continuar na liderança, uma vez que Portugal e Áustria empataram sem golos.

Focando-nos nos dois jogos que a Hungria já disputou nesta fase final, podemos considerar que a seleção assumiu dois perfis distintos, demonstrando uma versatilidade interessante. No primeiro jogo, cederam a iniciativa à Áustria que teve mais bola e procurou constantemente causar estragos em ataque organizado, lançando o perigo no contra-ataque e denotando sagacidade suficiente para causar danos à Áustria nas aproximações que realizou à área contrária. A Hungria foi mais oportuna, eficaz e colocou a concorrência em alerta. Já na segunda jornada, em desvantagem da Islândia desde os últimos minutos da primeira parte, viu-se obrigada a assumir os destinos do jogo e fê-lo bem, procurando desmontar a organização defensiva dos islandeses.

Estabelecendo um paralelo entre as duas equipas em causa, note-se que a Hungria tem uma proposta de jogo bem mais agradável, menos assente na prevalência da dimensão física. A capacidade de sair rápido para o contra-ataque poderá ser importante frente a Portugal.

Onze Provável:  Király, Ádam Lang, Richárd Guzmics, Roland Juhász, Tamás Kádár, Ádám Nagy, Zoltán Gera, László Kleinheisler, Balázs Dzsudzsák, Tamás Priskin, Zoltán Stieber

euro 2016Encontro decisivo para Portugal, tido como favorito à passagem na primeira posição à entrada para este campeonato da Europa. A desilusão face aos resultados dos dois primeiros encontros não pode toldar o raciocínio dos portugueses, por muito que custe empatar diante de seleções num pedestal inferior em termos qualitativos, a verdade é que a seleção portuguesa foi muito superior em ambos os jogos.

O problema não é de hoje, mas a seleção portuguesa continua órfã de uma referência no ataque. Para Fernando Santos, Éder parece não ter o perfil ideal, de tal modo que o seleccionador nacional tem procurado explorar as potencialidades de Cristiano Ronaldo na área, ainda que o português se sinta muito mais confortável pelo corredor, espaço em que o seu futebol ganha mais dimensão. Expectativa para aferir se, para este jogo com a Hungria, Fernando Santos poderá alterar a versão em que a equipa tem atuado.

A prestação dos atletas que compõem o setor intermediário tem sido muito discutida. Do primeiro para o segundo jogo, Fernando Santos retirou Danilo do onze inicial e promoveu a entrada de William Carvalho, que rubricou uma exibição positiva. Para esta partida, é expectável que se verifique outra alteração, desta feita em função da condição de André Gomes e Raphael Guerreiro. O médio do Valência poderá sair do onze para ceder o lugar a Adrien – ainda não teve minutos neste Europeu – ou Renato Sanches. Quanto ao lateral-esquerdo que está a caminho do Borussia Dortmund, tudo indica que seja substituído por Eliseu.

Onze Provável: Rui Patrício, Vieirinha, Pepe, Ricardo Carvalho, Eliseu, William Carvalho, João Moutinho, João Mário, Nani, Quaresma, Ronaldo

No compromisso diante da Áustria, a seleção portuguesa dispôs de mais ocasiões de golo que na jornada inaugural, frente à Islândia. Houve várias situações de finalização com destino à baliza austríaca, porém, Robert Almer revelou-se uma barreira intransponível e, quando não o fez, o poste encarregou-se de negar o golo a Cristiano Ronaldo. De orgulho ferido e empenhada em acabar com as duvidas, a seleção portuguesa entrará com tudo no jogo, procurando adiantar-se desde cedo no marcador. De resto, o único golo luso apontado até à data nesta fase final surgiu ainda no primeiro tempo do compromisso com a Islândia.

Prognóstico Odd Casa Sucesso
Portugal Para Marcar na 1ª Parte 1.60 Betclic
Hungria
Hungria
  • País: Hungria
  • Estádio:
  • Cidade: Budapeste
  • Fundação: 1901

Ver ficha completa

portugal
Portugal
  • País: Portugal
  • Estádio:
  • Cidade: Lisboa
  • Fundação: 1914

Ver ficha completa

Afonso Canavilhas
  • Próg. realizados 1739
  • Média Odds usadas 1.78
  • Próg. certos 899
  • Próg. errados 756
comments powered by Disqus

Últimos jogos

O jogo a dinheiro real só é permitido a pessoas com mais de 18 anos de idade. Seja responsável e jogue com moderação. Neste site promovemos o jogo como uma actividade de entretenimento. É extremamente importante que jogue de uma forma responsável. Saiba mais na página jogo responsável.