Menu

Guiné Conacri Sub-23 – Paraguai Sub-23 (Torneio de Toulon)

Guiné Conacri e Paraguai participam pela primeira vez no Torneio de Toulon, ambos com as formações sub-23. Koly Koivogui convocou vinte jogadores, todos a jogar no estrangeiro, de França aos Estados Unidos, e há aqui muito potencial. Por contraste, a convocatória de Carlos Humberto Paredes tem como espinha dorsal elementos do Cerro Porteño e Libertad e todos os chamados jogam em clubes domésticos.

A Guiné Conacri Sub-23 é uma de duas seleções africanas a fazer a sua estreia no Torneio de Toulon. Será também a estreia para o Mali, que ficou inserido no Grupo A, dos anfitriões. Os guineenses estão integrados no Grupo B, onde também compete o Paraguai, Portugal, Inglaterra e Japão.

O selecionador da Guiné Conacri escolheu vinte jogadores para trazer ao Internacional de Esperanças e todos eles já jogam em clubes estrangeiros. A grande maioria – catorze – alinham em França mas há também quem esteja a representar equipas belgas, eslovacas e até norte-americanas. O extremo esquerdo Pépé Guilavogui fez a sua formação no Atlético de Madrid mas neste momento joga pelo Spartak Trnava, da Eslováquia. E o avançado Mamadou Guirassy está há três anos nos NJIT Highlanders, uma equipa da Universidade de Nova Jérsia.

Depois do encontro com os paraguaios, a Guiné tem encontros marcados com a seleção portuguesa, já no próximo sábado, inglesa e japonesa.

Onze Provável: Doukouré – Sory Conté, Kamano, Abdoulayé Cissé, Magora, Diallo, Guilavogui, Salimou Touré, Mara, Molimono, Guirassy.

Esta é também a primeiraTorneio de Toulon participação do Paraguai Sub-23 no Internacional de Esperanças de Toulon. Por contraponto com a realidade da congénere guineense, todos os jogadores convocados por Carlos Humberto Paredes encontram espaço para jogar em clubes domésticos. O Cerro Porteño é o clube que mais contribuiu para este contingente, com sete elementos,

toda a linha, desde a baliza à linha avançada. E o conjunto fica completo com mais umas notas do Olimpia (2), Nacional, General Diaz e Rubio Ñu (1). Um cenário que não deixa de ser interessante, o facto deste jogadores ainda estarem todos no seu país natal. É certo que esta é uma equipa bastante jovem – o mais velho é o guarda-redes Alan Vento, com vinte e um anos.

O calendário coloca o Paraguai Sub-23 na rota do Japão (sábado), Inglaterra (dia 25) e Portugal (a 27 de maio) para fechar a fase de grupos.

Onze Provável: Mereles – Melgarejo, Jiménez, Paniagua, Alderete, Saucedo, Prieto, Vieira, Villasanti, Báez, Sergio Diaz.

A quadragésima quarta edição do Torneio de Toulon conta com a participação de dez países e sendo uma prova para promover as esperanças cada país opta por trazer uma seleção sub-23 ou sub-20, conforme se adeque melhor aos quadros competitivos em que está inserido. Não é o caso da Guiné Conacri ou do Paraguai mas vários conjuntos que marcam presença no torneio este ano – França, Porugal, México, Japão, entre outros – aproveitam a competição para fazer preparação para os Olímpicos do Rio de Janeiro, que se vão realizar em setembro.

As duas representações estreiam-se esta quinta-feira no Torneio de Toulon e também inaugural o historial de confrontos entre ambas, dentro deste escalão de formação.

Prognóstico Odd Casa Sucesso
Vitória do Paraguai 2.35 Betrally
guiné conacri
Guiné Conacri Sub-23
  • País: Guiné Conacri
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

paraguai
Paraguai Sub-23
  • País: Paraguai
  • Estádio:
  • Cidade:
  • Fundação:

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1831
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 769
  • Próg. errados 1037
comments powered by Disqus

Últimos jogos