Menu
LaLiga 33ª Jornada

Getafe – Real Madrid (Liga BBVA)

O Getafe espera aproveitar alguma euforia dos Merengues, depois da reviravolta espantosa do meio da semana, para pontuar. A derrota no El Madrigal levou à saída de Escribán, para dar lugar a Esnáider. O clube dos arredores de Madrid tem seis jornadas para se pôr a salvo. Zidane confirmou que o Real Madrid vai proceder a alterações no onze, embora menores do que no passado fim de semana. Com os tropeções do Barça o título volta a ficar em aberto e não se pode desperdiçar nada.

O Getafe está na décima oitava posição, com vinte e oito pontos. Se a temporada terminasse agora seria um dos despromovidos à Liga Adelante. O clube não vence uma partida desde meados de janeiro (2D/ 10D), tendo somado uns míseros dois pontos em trinta e seis possíveis, de lá para cá. Objetivamente, está assim explicada a classificação dos Azulones, mas quando olhamos para o plantel chegamos facilmente à conclusão de que a equipa podia estar noutra posição, tem qualidade para isso. Outro aspeto assustador é que nestes doze últimos jogos marcou apenas quatro golos, tendo concedido vinte e oito.

A derrota no El Madrigal (2-0) ditou o afastamento de Fran Escribán. Apesar de elogiar as capacidades profissionais do treinador o presidente disse-se forçado a uma atitude. É o velho recurso à chicotada psicológica para tentar forçar uma reação. Entra Juan Eduardo Esnáider para o último fôlego do Getafe. Faltam seis jogos para terminar o campeonato e a equipa tem essas mesmas finais para se manter no primeiro escalão. O técnico argentino disse acreditar na manutenção dos Azulones e que se sentia capacitado para ajudar a equipa a alcançar essa segurança. De que forma, preferiu responder em campo e vamos ter que aguardar por sábado para perceber as diferenças.

Esnáider não poderá contar com Emiliano Velásquez, que está lesionado, nem com Álvaro Medrán, que cumpre castigo.

Onze Provável: Guaita – Darmián Suárez, Vergini, Cala, Álvaro Pereira – Lacen, Juan Rodrígues – León, Victor Rodríguez, Sarabia, Álvaro Vásquez.

Liga BBVAO Real Madrid levou um susto e tanto em Wolfsburg (2-0) mas esse sinal de alarme só serviu para unir a equipa em volta de um objetivo claro: dar a volta à eliminatória. Diante de um Santiago Bernabéu lotado os Merengues viveram uma noite que tão cedo não esquecerão. Cristiano Ronaldo silenciou, mais uma vez e veremos por quanto tempo, os críticos, fazendo aquilo para que lhe pagam. Ser o líder, o homem que carrega o Real Madrid nos ombros, e dá a cara nos momentos decisivos. Um hat trick que dá total sentido à frase dos festejos. De facto, quando é preciso e com uma regularidade impressionante, “ele está ali” e resolve. O português é o melhor marcador da Liga dos Campeões e tornou-se o primeiro a conseguir fazer três triplas na mesma edição da prova. Registe-se ainda que Cristiano jogou todos os jogos do Real na Liga Espanhola. Nem os guarda-redes cumpriram a integridade desses minutos, uma evidência mais da extraordinária capacidade atlética do capitão português, e da sua ética de trabalho.

Com os tropeções do Barça o título espanhol volta a ser uma possibilidade. Os Merengues estão no terceiro lugar, com setenta e dois pontos, um atrás dos Colchoneros e a quatro dos catalães. Aquilo que a certa altura pareceu fora de alcance volta a estar no horizonte e o Real tem que fazer a sua parte – vencer os jogos – e espreitar uma aberta. Zinedine Zidane já confirmou que irá proceder a alguma rotação no onze, embora não tão extensa como na jornada anterior, na receção ao Eibar (4-0). Danilo está castigado e é o único indisponível no plantel. É natural que Raphael Varane jogue de início, dando descanso a um dos centrais. No meio campo-campo também é provável a utilização de James Rodríguez, para dar folga a Modric ou Kroos. Na frente atacante o candidato mais provável ao descanso é Karim Benzema, que apresentou queixas físicas, e nesse caso o técnico francês vai voltar a apostar em Jesé, um jogador que tem agarrado bem as oportunidades.

Como nota de rodapé: o Real viu o seu desejo duplamente atendido. Não vai defrontar o Atlético na meia-final da Liga dos Campeões e o adversário será o Manchester City.

Onze Provável: Navas – Carvajal, Varane, Ramos, Marcelo – James Rodríguez, Casemiro, Kroos – Bale, Ronaldo, Jesé.

Real Madrid 4-1 Getafe
Liga BBVA 15/16
Real Madrid 7-3 Getafe
Liga BBVA 14/15
Getafe 0-3 Real Madrid
Liga BBVA 14/15

O Real Madrid venceu os últimos seis confrontos com o Getafe, marcando mais de quatro golos de média por partida.

Prognóstico Odd Casa Sucesso
Real Madrid: Mais de 2.5 golos 1.86 Betrally
getafe
Getafe
  • País: Espanha
  • Estádio: Coliseum Alfonso Pérez
  • Cidade: Getafe
  • Fundação: 1945

Ver ficha completa

realmadrid
Real Madrid
  • País: Espanha
  • Estádio: Santiago Bernabéu
  • Cidade: Madrid
  • Fundação: 1902

Ver ficha completa

Justa Barbosa
Justa Barbosa
  • Próg. realizados 1873
  • Média Odds usadas 2.21
  • Próg. certos 787
  • Próg. errados 1059
comments powered by Disqus

Últimos jogos