Menu

FC Midtjylland – APOEL (Liga dos Campeões)

Em jogo da 1ª mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, o campeão dinamarquês recebe o detentor do título cipriota. O FC Midtjylland, que eliminou o Lincoln Red Imps de Gibraltar na eliminatória anterior, recebe o APOEL de Domingos Paciência, formação que deixou o Vardar da Macedónia pelo caminho.

O FC Midtjylland vive o melhor período desde a sua fundação. Criado no ano de 1999 fruto de uma fusão entre os clubes Ikast fS e Herning Fremad, os “ulvene” (lobos) celebraram a conquista do primeiro título de campeão nacional na última temporada. Tal feito permitiu o acesso à Liga dos Campeões, numa estreia absoluta depois de várias participações na ex-Taça UEFA/atual Liga Europa ao longo dos últimos anos. Para já, o saldo é extremamente positivo para o emblema que se estreou na segunda pré-eliminatória: Frente ao Lincoln Red Imps, de Gibraltar, o Midtjylland foi capaz de triunfar nos dois jogos da eliminatória. Primeiro na Dinamarca, por 1-0, e depois em Gibraltar, por 2-0. Os nórdicos demonstraram frieza pouco comum a um estreante e conseguiram avançar para a ronda seguinte.

Agora, o desafio é bem maior.  O 200º classificado do ranking da UEFA defronta o APOEL, que é 62º e conta, naturalmente, com maior experiência nestas lides que a equipa que atua no MCH Arena, em Herning. Ainda assim, além das duas vitórias na  Liga dos Campeões, o Midtjylland já se encontra a competir também na liga dinamarquesa e o desempenho verificado é igualmente positivo: Em dois jogos, somou duas vitórias e partilha o topo da tabela com o Odense. Além de ter ganho ao Viborg por 2-0 na estreia, na segunda jornada, foi ao terreno do Sonderjysk levar a melhor por 1-2.

A equipa comandada por Jess Thorup manteve a sua base relativamente ao ano passado – nota para o facto de, a nível continental, terem defrontado o Panathinaikos nas rondas preliminares da Liga Europa acabando eliminados. A saída mais significativa foi a do guarda-redes Haugaard, que rumou aos ingleses do Stoke City. Também quatro jovens de nacionalidade nigeriana – Uzochukwu, Ashiru, Odeyemi e Sly – abraçaram novos projetos.  Quanto a contratações, sublinhe-se o regresso de Kian Hansen ao país natal proveniente do Nantes, do guarda-redes Mikkel Andersen e dos extremos Daniel Royer e Awer Mabil. Apesar da tenra idade – apenas 20 anos – é provável que o avançado Pione Sisto, muito cobiçado por toda  a Europa e que esteve recentemente no europeu sub-21 na República Checa, seja o nome com maior mediatismo neste conjunto. É, na verdade, uma equipa muito jovem. Olhando para o quarteto defensivo que alinhou na última jornada da liga dinamarquesa, verificamos isso mesmo: Munksgaard (17 anos), Banggaard (21 anos), Sviatchenko (23 anos) e Moller (22 anos).

Onze provável: Andersen – Romer, Sviatchenko, Hansen, Lauridsen – Sparv, Olsson, Jakob Poulsen – Larsen, Sisto, Duncan.

Liga dos CampeõesO APOEL de Domingos Paciência, atendendo aos resultados até agora somados, parece estar ainda longe da forma desejada. Apesar do largo favoritismo na eliminatória frente ao Vardar, – que se confirmou com a passagem dos cipriotas –  o APOEL não foi capaz de ganhar qualquer um dos dois jogos disputados. Não tomando os jogos de pré-época como particularmente relevantes, certo é que o clube de Nicósia averbou derrotas diante de Lechia Gdánsk (4-1), Arka Gdynia (2-1) e Lech Poznan (3-0). Com o campeão da macedónia, valeu o empate a um fora depois de um nulo em casa. O golo da equipa de Skopje surgiu já em tempo de compensação, depois de o APOEL se ter colocado em vantagem quando estava decorrida uma hora de jogo, cortesia do argentino De Vincenti.

Quanto a transferências, além da entrada de Domingos Paciência no comando técnico, verificaram-se algumas alterações relativamente ao plantel da última temporada. Saíram Kaká, Lanig, Djebbour, Tiago Gomes, Sheridan e Riise. O APOEL reforçou-se, no entanto, com alguns bons nomes. Codina, Luís Leal (ex-Estoril), Piatkowski, Stilic, Makrides ou Astiz são alguns dos atletas com os quais Domingos pode contar.

O campeonato cipriota começa apenas no próximo dia 11, pelo que o foco da equipa nesta eliminatória é total. Com maior experiência em contexto europeu e de Liga dos Campeões, o “Thrylos” (a lenda, como lhe chamam os seus adeptos) quer continuar em prova e inicia a caminhada rumo a esse mesmo objetivo fora de portas.

Onze provável: Waterman – Mário Sérgio, Astiz, Vinicius, Antoniades – Morais, Makrides, Sotiriou – De Vicenti, Vander, Luís Leal.

Pese embora a maior experiência europeia do APOEL que lhe confere favoritismo à passagem, o Midtjylland está em boa fase e chega muito motivado a este compromisso. Joga perante os seus adeptos e, depois de ter avançado na eliminatória anterior, pouco tem a perder e certamente procurará aproveitar o arranque “aos solavancos” deste APOEL.

Prognóstico Odd Casa Erro
Vitória do Midtjylland 2.09 Dhoze
FC Midtjylland
FC Midtjylland
  • País: Dinamarca
  • Estádio: MCH Arena
  • Cidade: Herning
  • Fundação: 1999

Ver ficha completa

apoel
APOEL
  • País: Chipre
  • Estádio: GSP
  • Cidade: Nicosia
  • Fundação: 1926

Ver ficha completa

Afonso Canavilhas
  • Próg. realizados 1574
  • Média Odds usadas 1.79
  • Próg. certos 815
  • Próg. errados 679
comments powered by Disqus

Últimos jogos