Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Zeljeznicar?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

O FK Željezničar foi fundado em 1921 por trabalhadores dos caminhos de ferro que em comum nutriam uma paixão pelo futebol. Os primeiros anos do clube não foram economicamente saudáveis tendo sido organizadas festas e convívios de onde todos os lucros revertiam a favor da equipa. No entanto este tipo de eventos não chegavam para dar saúde às finanças do Željezničar pelo que, apesar de ter estado bem perto do fim, graças à força de vontade e motivação dos jogadores o clube conseguiu superar as dificuldades ao obter bons resultados nas competições que ia disputando, vencendo mesmo equipas mais bem construídas e com muito maior poder monetário.

Com a chegada da II Guerra Mundial à capital bósnia as competições naquele país foram interrompidas e vários jogadores, quer do Željezničar quer de outros clubes da região, foram aniquilados por fazerem parte das forças de resistência. Quando terminou a guerra a equipa teve que passar por um processo de recontrução. Este processo revelou ter sido bem executado, e logo em 1946 o clube vence a Liga da região da Bósnia, alcançando assim um lugar na discussão do título da Jugoslávia, país que na altura englobava todas as regiões a leste do Mar Adriático. O clube não alcançou o sucesso na discussão do título da Jugoslávia, mas ainda assim continuou forte nas competições da região bósnia e mais tarde, já na década de 70, o Željezničar sagrou-se campeão da Jugoslávia. Este feito aconteceu na temporada 1972/73 e foi como que a rampa de lançamento da equipa na Europa. Na temporada 1980/81 o clube alcança a final da Taça da Jugoslávia onde acabaria por cair ao pés de outra equipa bósnia, o Velez Mostar. Todas estas boas campanhas a nível nacional foram concedendo à equipa oportunidade para se mostrarem nas competições europeias, tendo realizado nestas a melhor prestação na temporada 1984/85 quando atingiram as meias finais da Taça UEFA sendo eliminados nesta fase pelos húngaros do Videoton. Este acontecimento foi realmente importante para todas as pessoas da Jugoslávia, mesmo que não adeptas do clube ou até mesmo de futebol, todas sentiram tristeza por ver o Željezničar a ser eliminado numa fase tão avançada da prova.

Aquando da dissolução da Jugoslávia entre 1989 e 92 o futebol na Bósnia voltou a parar e o Estádio Grbavica foi um dos primeiros edifícios bósnios a ser destruídos pela guerra civil pelo que, após a revolução o Željezničar voltou a ter que ser reconstruído voltando a participar num campeonato apenas em 1994 que, apesar de ter alcançado apenas o 4º posto na tabela, foi festejado como se de uma vitória se tratasse. No ano seguinte, já com a guerra terminada, foi então formado um campeonato organizado. O Željezničar não demoraria muito tempo até conquistar o primeiro título de campeão desta prova que aconteceu logo em 1998, quando enfrentaram os rivais do FK Sarajevo na partida de discussão do título que venceram por 1-o com o golo da vitória a ser marcado em cima dos 90′.

Depois do primeiro título o clube continuou a ser um dos principais candidatos ao troféu, repetindo mesmo a conquista nos anos de 2001 e 2002. Neste último ano o clube tornou-se no bósnio mais bem sucedido nas competições europeias ao atingir a terceira ronda de pré-eliminatórias onde acabou eliminado pelo Newcastle. Depois disto o clube atravessaria mais um fase complicada da sua história com o dinheiro a ser o maior dos problemas, mas não o único. As sucessivas mudanças de treinador e os consecutivos maus resultados afastaram da equipa os adeptos, que chegaram mesmo a fazer boicotes aos jogos.

Jogadores do Željezničar na comemoração dos 90 anos de história da equipa.

Jogadores do Željezničar na comemoração dos 90 anos de história da equipa.

Acabou por ser finalmente no ano de 2009 que uma profunda reestruturação do clube mudou praticamente tudo, iniciando o clube a nova temporada com um novo presidente e um novo treinador, Amar Osim, que já havia treinado a equipa entre 2001 e 2003. A época 2009/10 começou melhor que as anteriores, mas ainda não perfeita. Com o decorrer da temporada e a subida do rendimento da equipa os adeptos voltaram a deslocar-se ao estádio para apoiar o Željezničar que recuperou e voltou a conquistar o título de campeão ainda nesse ano. Na temporada 2010/11 o clube falhou a conquista do título de campeão nacional mas festejou o dia em que completou os 90 anos de existência com a conquista da Taça da Bósnia. O título de campeão voltaria finalmente na época 2011/12, com o Željezničar a repetir também a conquista da Taça para assim festejar a conquista de todas as competições bósnias.

Desde então que o clube se tem mantido ao mais alto nível, sendo o mais titulado e o mais bem sucedido de toda a Bósnia, lançando inclusive grandes jogadores para o futebol mundial, como é o caso de Edin Dzeko. O homem dianteiro do Manchester City representou esta equipa de Sarajevo nos escalões de formação durante as temporadas 2003/04 e 2004/05.