Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Vasco da Gama?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

estadio São Januário
São Januário
  • País: Brasil
  • Cidade: Rio de Janeiro
  • Capacidade: 24.584

Ver ficha

O Club de Regatas Vasco da Gama foi fundado em 1989 por portugueses e luso-descendentes, dedicando-se, nos primeiros anos, apenas ao remo. Em 1913, após uma digressão da selecção de futebol de Lisboa pelo Rio de Janeiro. Com o sucesso obtido por esta equipa, muitas outras comunidades portuguesas foram encorajadas a fundar os seus próprios clubes. Assim nasceu o Lusitânia, que admitia apenas jogadores portugueses no seu plantel, no entanto sem grande sucesso. Foi por isto que eu 1915 que os dirigentes do Vasco da Gama, clube aberto a todas as comunidades e estratos sociais, decidiram incorporar o Lusitânia, dando assim origem ao departamento de futebol do Vasco da Gama.

Estreando-se na 3ª divisão estatal, o Vasco da Gama de imediato estabeleceu as suas intenções de se elevar para junto dos grandes brasileiros. Foi então o que começou a acontecer em 1922, quando venceram a sua primeira prova oficial ao conquistarem o título de campeões da Série B do Campeonato Carioca. Na temporada seguinte o clube voltou a mostrar-se a alto nível, voltando mesmo a conquistar o título, desta vez o do Campeonato Carioca, tornando-se assim na primeira equipa “não elitista” a fazer frente, e com sucesso, aos clubes mais ricos da cidade, algo que não foi bem aceite. Devido a isto, os clubes ricos da cidade pediram a exclusão do Vasco da Gama da liga, devido ao facto de jogarem com negros e analfabetos. Obviamente este pedido não foi acedido, e como resultado disso equipas como o Botafogo, Fluminense e Flamengo desvincularam-se da Liga Metropolitana dos Desportos Terrestres, fundando a Associação Metropolitana de Desportos Atléticos.

Desta forma o Vasco da Gama não teve dificuldades em conquistar mais um título de Campeão Carioca em 1924, que repetiu em 1929, entrando assim na década de 30 para conquistar mais dois títulos de campeão estatal, em 1934 e 1936. Nos 10 anos que se seguiram os camisas pretas vincaram ainda mais o seu estilo de jogo com mais quatro conquista no campeonato estatal, tendo a primeira acontecido em 1945, a segunda em 1947 e a terceira e quarta em jeito de bicampeonato, nas temporadas de 1949 e 1950.

Na década de 50 o Vasco da Gama espalhou a sua magia pelo mundo inteiro, tendo infligido no ano de 1957, em Camp Nou, uma derrota de 7-2 ao Barcelona, que continua a ser o maior desaire sofrido pela equipa catalã no seu reduto. Ainda antes disto, os vascaínos conquistaram os títulos de campeões cariocas em 1952 e 1956, juntando mais um à conta em 1958.

Na década de 60 o Vasco deu os primeiros passos no campeonato nacional, conquistando a primeira classificação de relevância em 1965, ao ficar classificado no 2º lugar da tabela do brasileirão. Ainda assim esta foi uma década difícil para os camisas pretas, que não conseguiram conquistar qualquer título nestes 10 anos. Com vontade de apagar esta má década, o Vasco conquista mais um Campeonato Carioca em 1970, seguindo-se em 1975 o título de campeão brasileiro ao vencer o Brasileirão depois de derrotar o Cruzeiro por 2-1. Ainda antes do fim da década, o Vasco da Gama sagraria-se por mai um vez campeão estatal, em 1977, para em 1979 voltar a ficar perto do título nacional, tendo neste ano sido remetido à 2ª posição da tabela.

Na década de 80 o Vasco da Gama começou por conquistar mais um título Carioca, em 1982, tendo depois deste seguido-se mais um 2º lugar na tabela geral do Brasileirão. Em jeito de bis foi como o Vasco conquistou mais dois títulos do Campeonato Carioca, em 1987 e 1988, para em 1989 conquistar o seu segundo título de campeão nacional, desta vez por vencer o São Paulo, por 1-0, na final.

A década de 90 foi certamente a mais dourada de toda a história do Vasco da Gama. Os primeiros triunfos destes dez anos aconteceram 1992, e repetiram-se nas duas temporadas seguintes, conferindo assim ao Vasco o tri-campeonato estatal. A este triplo seguiu-se o terceiro campeonato nacional conquistado pelo clube, em 1997, ao qual se seguiram, em 1998, os títulos de vencedor da Taça Libertadores da América e do Campeonato Carioca. Na competição continental o título foi conquistado ao superiorizarem-se ao Barcelona, do Equador, na final, já depois de terem deixado para trás equipas como o River Plate, o Grêmio e o Cruzeiro.

À entrada para o novo milénio, o Vasco da Gama resolveu voltar a fazer vibrar os seus adeptos com mais duas conquistas de extrema importância. A primeira aconteceu no Campeonato Brasileiro, naquele ano denominado de Copa João Havelange, enquanto que o segundo apareceu na Copa Sul-Americana, equivalente à europeia Liga Europa, à altura denominada de Copa Mercosul ao vencerem o Palmeiras na final, depois de um agregado de 4-4, pelos golos marcados fora. Daí em diante o Vasco conseguiria apenas conquistar mais um título, o de campeão do Rio, ao vencer mais um Campeonato Carioca em 2003. Nos anos que se seguiram, o destaque das exibições desta equipa vai para o ano de 2006 quando atingiram pela primeira vez a partida final da Copa Brasil, tendo no entanto acabado derrotado pelo Flamengo. Duas temporadas depois, e as consecutivas más prestações do Vasco acabariam mesmo por conduzir o clube à despromoção nacional, sendo assim obrigados em 2009 a disputar a Série B do Brasileirão. Ainda assim a passagem da equipa pelo escalão secundário do futebol carioca revelaria-se curto, visto que logo nessa temporada o Vasco alcançou a subida ao conquistar o título de campeão da prova. Em 2011 o Vasco da Gama parecia de volta ao grandes tempos, tendo conseguido a primeira campanha relevante no Brasileirão, onde foi segundo, conquistando depois disto o seu primeiro título de campeão da Copa Brasil  ao derrotar o Coritiba, mais uma vez pelos golos marcados fora, após um agregado de 3-3.

Já na mais recente temporada de 2013 o Vasco da Gama voltou a fraquejar no panorama nacional, e acabou novamente despromovido à Série B do Brasileirão após se ter classificado na 18ª posição da Série A. Também no Campeonato Carioca as coisas não correm da melhor forma ao camisas negras, que atravessam já uma seca de 11 temporadas sem qualquer título conquistado.