Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Swansea City?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

Liberty Stadium
Liberty Stadium
  • País: Inglaterra
  • Cidade: Swansea
  • Capacidade: 20.532

Ver ficha

Fundado em 1912, com o nome de Swansea Town, o clube galês começou a competir na Segunda Divisão da Southern League, tal como outras equipas do Sul de Gales. Logo na sua primeira época, venceu a Taça do País de Gales, competição que viria a vencer por dez vezes na sua história. No momento da sua fundação, terrenos numa zona conhecida por Vetch Field foram alugados para construir o seu campo de jogo, onde viriam a ficar até 2005.

Após a interrupção das competições devido à I Guerra Mundial, a Southern League viu o seu número de equipas drasticamente reduzido, tendo o Swansea sido repescado para disputar a divisão principal desta liga. Após quatro épocas nesse nível, o Swansea foi um dos fundadores da Terceira Divisão da Liga Inglesa, em 1920, não mais tendo voltado a competir fora dela. 1925 marca o seu ano de estreia na Segunda Divisão, tendo no ano seguinte jogado uma meia-final da Taça de Inglaterra pela primeira vez, saindo derrotados por 3-0, frente ao Bolton. Outro registo digno de nota na história dos galeses na década de 20, é um jogo amigável disputado frente ao Real Madrid, que acabaram por vencer por 3-0.

Paulo Sousa Swansea

P.Sousa na sua passagem pelo Swansea

A II Guerra Mundial foi seguida de uma descida à Terceira Divisão, de onde o Swansea voltou logo no ano seguinte, para viver um estável período de 15 anos na Segunda Divisão. Neste intervalo de tempo, o Swansea fez também a sua estreia nas competições europeias, como representante do País de Gales, na Taça dos Vencedores das Taças. No ano de 1961-62, a equipa foi eliminada na Ronda Preliminar pelo Motor Jena da RDA. Em 1964, disputam as meias-finais da Taça de Inglaterra pela segunda vez, voltando a perder, por 1-2, desta vez frente ao Preston North End. Na temporada de 66-67 regressaram às competições europeias para, uma vez mais, serem eliminados logo na primeira ronda, desta feita pelos búlgaros do Slavia de Sófia.

Um dos períodos mais negros da história do Swansea foi o que se seguiu, com consecutivas descidas de divisão e um 21º lugar na Quarta Divisão, em 73-74, fazendo com que a equipa tivesse que concorrer para ser aceite na Liga Inglesa, o que se veio a verificar. Poucos anos depois, em 77-78, a equipa foi liderada por Harry Griffiths até Março, altura em que este se demitiu e foi contratado John Toshack para o seu lugar. A equipa estava bem classificada e Toshack, com apenas 28 anos, levou-a à subida de divisão. Começava assim uma louca subida que levaria os galeses a jogar na Primeira Divisão, em 81-82, a sua mais memorável temporada até à data. Mantendo-se pelos primeiros lugares, o Swansea terminou como 6º classificado, para além de ter sido também neste ano que, pela única vez na sua história, o clube conseguiu ultrapassar uma eliminatória europeia.

Curiosamente, o seu adversário na Ronda Preliminar foi o Sporting de Braga. Eliminado este e os malteses do Sliema na eliminatória seguinte, o Swansea ficaria pelo caminho apenas na segunda eliminatória, derrotados pelo Paris Saint-Germain. Logo no ano seguinte, devido a problemas financeiros e a uma má gestão das contratações, o Swansea ver-se-ia de novo envolvida numa espiral de mudanças de divisão, agora no sentido contrário. John Toshack saiu em 83-84 (tornando-se treinador do Sporting na temporada seguinte, o que o levou a uma longa carreira internacional) e em 1986 a equipa estava de regresso à Quarta Divisão, de onde tinha saído apenas oito antes. Seguiu-se mais de uma década de problemas financeiros e desportivos, associados a mudanças na posse do clube, até que em 2001, um fundo criado por adeptos do Swansea financiou a compra do clube, garantindo assim a sua estabilidade.

Michu Swansea

Michu, estrela da equipa

2005 foi o ano que marcou a subida do Swansea à League One (Terceira Divisão), sob o comando do espanhol Roberto Martínez, que também levaria o clube à subida para o Championship (Segunda Divisão), onde em 2008-09 falharam o acesso aos playoffs por um ponto. Também em 2005 se deu a mudança de estádio, para o novo Liberty Stadium, com mais condições para suportar o crescimento do clube. Em 2009-10, o Swansea foi treinado pelo português Paulo Sousa, substituído no ano seguinte por Brendan Rodgers, que através dos playoffs, acabaria por devolver o clube à divisão maior do futebol inglês.

Com um estilo de jogo bastante atrativo, mantido pelos treinadores do clube nos últimos dez anos, o Swansea, agora treinado por Michael Laudrup, é um dos clubes sensação da atual Premier League, tendo vencido já este ano a Taça da Liga e preparando-se para regressar às competições europeias no próximo ano (pela primeira vez representando a Inglaterra). A saúde financeira que carateriza o conjunto galês é outra das faces invejáveis deste clube que vive uma fase de sucesso, esperando-se que esta seja mais prolongada do que a sua história revelou no passado.