Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Spartak de Moscovo?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

Otkrytie Arena
Otkrytie Arena
  • País: Rússia
  • Cidade: Moscovo
  • Capacidade: 42.000

Ver ficha

Fundado em 1922, o Spartak de Moscovo mudou de nome duas vezes nos seus primeiros 13 anos de historia, até que em 1935, com inspiratório no líder de uma famosa revolta de escravos contra o império romano, Spartacus. O Spartak teve a sua origem no chamado futebol marginal, praticado por jovens de classes desfavorecidas da sociedade russa que praticavam a modalidade em qualquer espaço disponível. Por consequência da rebeldia de alguns destes jovens toda a forma de jogo da equipa era bastante espontânea, com um estilo bastante característico, reconhecido ainda nos dias de hoje. Como resultado de tudo isto, os adeptos do Spartak desce cedo ficaram reconhecidos pelos seus actos de violência e agressividade, o que fez com que o clube se diferenciasse ainda mais dos outros dois clubes da cidade, o Dínamo e o CSKA de Moscovo, associados a policia secreta e ao Exercito Vermelho, respectivamente.

Foi mesmo no primeiro ano com o nome de Spartak de Moscovo que a equipa venceu o seu primeiro campeonato nacional da antiga URSS, conquistando ainda mais dois, em 1938 e 39, antes da interrupção causada pela 2ª Guerra Mundial.

Depois de quase dez anos sem campeonatos, o futebol regressa na década de 60 e o Spartak volta em grande forma, vencendo 6 campeonatos nas duas décadas seguintes. Depois desta abundância o clube passa por um período de maus resultados, não conseguindo mesmo evitar a descida em 1976.

Em 1977 o clube encontra-se na Segunda Divisão da URSS e agora sobre a orientação de Konstantin Beskov, que começou da melhor maneira possível ao conseguir regressar ao campeonato principal logo na primeira época  vencendo ainda o titulo de campeão da primeira liga no ano seguinte.

O clube confiou em Beskov até 1988, período em que o clube conquistou apenas um campeonato. A vaga de treinador foi colmatada por Oleg Romantsev, um antigo jogador do clube, que não conseguiu impedir o Dínamo de Moscovo de vencer a ultima edição do Campeonato da URSS.

Em 1990 foi criada a Liga Russa, e entre 1992 e 2001 o Spartak ganhou nove campeonatos russos e mostrou-se na Europa ao vencer os galácticos do Real Madrid e impondo uma famosa derrota por 4-1 ao Arsenal na Champions de 2001.

Em 2002, Oleg Romantsev, que era também já o presidente do clube desde 1996, decidiu afastar-se e Andrei Tchervitchenko assumiu o comando, mas foi claramente uma ma escolha para a cadeira do poder visto que Tchervitchenko envolveu o clube em esquemas de corrupção, afundando-o. Para felicidade dos adeptos, este mandato terminou mais cedo visto que o presidente foi condenado em 2004 a uma pena de prisão.

Desde 2005 que Leonid Fedun é o presidente do clube, tendo passado uns duros 3 primeiros anos com diversas trocas no comando técnico, até que em 2008 é contratado Michael Laudrup e apesar de também não ter vingado em 2009 é Valeriy Karpin que decide assumir funções internamente e com a sucessão de bons resultados acaba por ficar a treinar o clube durante três anos, abandonando-o depois de se classificar para a Liga dos Campeões pelo segundo lugar na Liga Russa. Unay Emery foi o escolhido para assumir as rédeas do clube mas cedo se viu que não tinha sido uma boa opção, sendo novamente Valeriy Karpin quem assume o comando, novamente de forma interina, sendo já uma grande figura no clube.