Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Portuguesa?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

estadio Canindé
Canindé
  • País: Brasil
  • Cidade: São Paulo
  • Capacidade: 21.004

Ver ficha

A Associação Portuguesa dos Desportos foi fundada em 1920 a partida da união de cinco equipa de descendência lusa já existentes na cidade de São Paulo, sendo elas: Associação 5 de Outubro, Esporte Club Lusitano, Luzíadas Futebol Club, Portugal Marinhense e Associação Atlética Marquês de Pombal. Assim nasceu a inicialmente chamada de Associação Portuguesa de Esportes, que, apesar de se ter conseguido filiar à Federação Paulista de Futebol logo nesse ano, não conseguiu a autorização para disputar logo o campeonato. Isto motivou então a união da recém formada equipa com a Associação Atlética Mackenzie College, e assim disputaram o Campeonato Paulista por duas temporadas sob a denominação de Portuguesa-Mackenzie.

Finalmente em 1923 a Associação Portuguesa de Esportes inicia-se a competir no campeonato estatal sem qualquer tipo de ajuda, mas os adeptos precisaram ainda de mais 10 anos para verem a primeira grande temporada da equipa Lusa. Isto aconteceu então em 1933 quando a equipa conquistou dois terceiros postos nas duas competições mais importantes que disputava, sendo elas o Campeonato Paulista e o Torneio Rio-São Paulo. Logo após duas temporadas, os adeptos celebram o primeiro título da Portuguesa, que aconteceu em 1935 no Campeonato Paulista, tendo a equipa liderado a tabela durante toda a prova, para no fim arrecadar o título com uma vitória de 5-2 sobre o Ypiranga. No ano seguinte o feito repete-se e a Associação Paulista dos Desportos vence pela segunda vez consecutiva o Campeonato Paulista, de novo ao bater o Ypiranga na final, desta vez por 6-1. Depois deste bi-campeonato as prestações da equipa começaram a descer de rendimento e novo acontecimento relevante viria a acontecer apenas em 1940 com a conquista do 2º posto da tabela do Campeonato Paulista.

A equipa Lusa atravessaria então uma década de 40 com poucos feitos, entrando nos anos 50 com aquele que foi considerado como o melhor plantel da história da Portuguesa, onde jogadores como Djalma Santos e Julinho Botelho se destacaram. Esta equipa começou a fazer história logo em 1952 ao conquistar o Torneio Rio-São Paulo, que era uma das mais consagradas provas brasileiras da altura. Esta conquista seria repetida apenas dois anos mais tarde, em 1955 ao vencer o Palmeiras SE na final.

Na década de 60 voltaram a ser poucos os momentos de glória da Portuguesa, tendo o melhor dessa década acontecido logo em 1960, com a 2ª posição no Campeonato Paulista, seguido de um 5º lugar na primeira participação da equipa numa prova nacional – o Troféu Roberto Gomes Pedrosa, em 1967. Depois desta primeira experiência nacional bem sucedida, as seguintes não aconteceram da mesma forma, e a Portuguesa entrou na década de 70 fora do panorama nacional. No entanto, o 3º posto do campeonato paulista na primeira temporada da década garantiu-lhes uma nova presença  no campeonato brasileiro, agora já com o nome actual – Série A. As boas prestações estatais mantiveram-se, e a Portuguesa dos Desportos acabaria por conquistar o seu 3º título de campeã estatal em 1973. Somente dois anos depois a equipa voltaria a estar perto do feito, mas desta acabou por ficar classificada na 2ª posição atrás do São Paulo.

Daí em diante a equipa perderia algum do seu ímpeto estatal, passando a classificar-se numa zona mais central da tabela, ainda que na metade superior. A nível nacional, na temporada de 1982 acontece a primeira participação da equipa na Série B do Brasileirão, que se repetiu no ano seguinte. Em 1984 a Portuguesa volta a disputar a Série A nacional, e em 1985 volta a estar perto da surpresa no Campeonato Paulista ao garantir mais um segundo posto na prova.

Depois de mais uma boa temporada, a Portuguesa dos Desportos voltaria a adormecer por 11 temporadas, até 1996, quando surpreendeu quer a níveis estatais quer nacionais, ao conquistar uma 3ª posição no Campeonato Paulista e a 2ª na Série A do Brasileirão, o que lhes valeu a qualificação para a Copa Sul-Americana de 1997, onde no entanto não foram bem sucedidos, tendo sido afastados logo na 1ª fase da prova depois de perderem 4-1 diante do Atlético Mineiro, que acabaria por se sagrar vencedor da prova.

Após esta experiência internacional, a Portuguesa conseguiu ainda uma boa classificação no Brasileirão de 1998, ao alcançar o 4º posto, no entanto, estas boas campanhas não perduraram e logo após a entrada no século XXI, em 2002, o clube foi despromovido à Série B nacional. 4 Anos depois, em 2006, a equipa viria também a descer à Série A2 do Campeonato Paulista, subindo de divisão de imediato em 2007, ao conquistar o título da segunda divisão de São Paulo. Também neste ano a Portuguesa dos Desportos alcançou a promoção de regresso à Série A nacional depois de se classificar na 3ª posição da segundona do Brasileirão. Ainda assim, esta promoção em pouco mudou a produtividade da equipa que logo no ano seguinte voltaria a ser relegado à Série B nacional.

A passagem da equipa pelo escalão secundário do futebol brasileiro voltaria a revelar-se curta, com a promoção a ser alcançada logo após duas temporadas, em 2011, com a conquista do título de campeã da Série B do Brasileirão. No ano de regresso à elite brasileira a Portuguesa voltou a fraquejar no campeonato estatal, sendo novamente despromovida em 2012, desta vez apenas por uma temporada, visto que alcançaram a promoção para junto dos grandes do estado de São Paulo com mais um título de campeão da Série A2 do Campeonato Paulista em 2013, ano também em que voltaram a ser despromovidos da Série A do Brasileirão.