Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Norwich City?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

estadio Carrow Road
Carrow Road
  • País: Inglaterra
  • Cidade: Norwich
  • Capacidade: 27.244

Ver ficha

Fundado em 1902, o clube adquiriu estatuto profissional logo em 1905, tendo-se juntado à Southern League. Inicialmente, o Norwich era conhecido como “The Citizens”, mas em 1907, devido ao seu Presidente, que criava canários, os equipamentos foram alterados para o atual amarelo e passaram a ser reconhecidos como os “The Canaries”. Poucos anos depois, com a interrupção das competições devido à I Guerra Mundial, o Norwich City começou a sentir grandes problemas financeiros e acabou por entrar, voluntariamente, em liquidação, no ano de 1917. Dois anos depois, o clube é refundado e, aproveitando a criação da Terceira Divisão da Liga de Futebol, o Norwich passou a competir a esse nível.

Bryan Gunn Norwich

Bryan Gunn, figura da história dos Canaries

Durante a década de 20, a melhor classificação obtida pelo clube foi um 8º lugar. Só em 1933-34 conseguiram a promoção à Segunda Divisão. Mesmo que desportivamente essa promoção não tenha vindo ligada a maiores sucessos, o número de espetadores nos jogos caseiros era cada vez maior, sendo que a administração se decidiu a mudar para Carrow Road, onde se encontra ainda hoje a casa do Norwich. Em 1939, o clube volta a descer à Terceira Divisão, posição onde se encontra depois do regresso da competição, interrompida de novo aquando da II Guerra Mundial.

Só bem depois da Guerra o Norwich começa a entrar no caminho do sucesso. Ainda no terceiro nível do futebol inglês, atinge as meias-finais da Taça de Inglaterra em 1959, eliminando, pelo caminho, o Tottenham e o Manchester United da Primeira Divisão. Na época seguinte, o Norwich sobe à Segunda Divisão e em 1962 conquista a Taça da Liga Inglesa, batendo na final o Rochdale, em dois jogos, com um resultado total de 4-0. Durante o resto da década de 60, o Norwich nunca alcançou melhor do que um 6º lugar na Segunda Divisão. Mas na década seguinte viria a estrear-se entre os maiores do futebol inglês.

1971-72 é a época de estreia na Primeira Divisão. Logo no ano seguinte, o Norwich atinge a final da Taça da Liga, perdendo por 0-1 para o Tottenham. Depois de uma rápida passagem pela Segunda Divisão, com regresso ao topo logo assegurado, mais uma final da Taça da Liga, desta vez perdida para o Aston Villa, também por 0-1. Só em 1984-85 os “The Canaries” viriam a conquistar esta competição, batendo na final o Sunderland por 1-0. No entanto, esse ano ficaria marcado negativamente pelo regresso à Segunda Divisão. No segmento de más notícias, o Norwich viria também a ser afastado da sua primeira participação nas competições europeias, dada a suspensão dos clubes ingleses, depois do acidente de Heysel Park.

Paul Lambert Norwich

Paul Lambert devolveu o Norwich ao topo

Em 85-85, o Norwich é campeão da Segunda Divisão e vive os seus melhores anos. Atinge as meias-finais da Taça de Inglaterra em 1989 e 1992 e anda pelos primeiros lugares da Primeira Divisão. Chega a estar muito perto do título na temporada de estreia da Premier League, em 1992/93. Num plantel com vários jogadores marcantes, como o guarda-redes Bryan Gunn e os avançados Mark Robbins e Ruel Fox, a equipa andou na frente da Liga até que uma quebra no final da temporada os fez ser ultrapassados pelo Manchester United e Aston Villa. No ano seguinte, estrearam-se na Taça UEFA e, apesar de eliminados pelo Inter de Milão na terceira ronda, conseguiram deixar o Bayern de Munique pelo caminho, com uma grande vitória no Estádio Olímpico.

Em 94-95, o Norwich inicia mais uma queda nas profundezas do futebol inglês, atingindo a Terceira Divisão em 1997. O clube anda em altos e baixos durante mais de dez anos, tendo pelo meio voltado à Premier e caído na Terceira uma vez mais. Em 2009, Paul Lambert é contratado para treinar a equipa e consegue conquistar o título da Terceira Divisão, logo seguido de um 2º lugar no Championship. De regresso à Premier League, o Norwich vai conseguindo manter-se como uma equipa do meio da tabela, sonhando com a possibilidade de, em breve, voltar a conquistar um título.