Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Nacional-AM?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

Foi em 1913 na cidade de Manaus, capita do estado do Amazonas, numa altura em que o futebol na cidade começava a aparecer, após um desentendimento entre o capitão e o dirigente da recente formada equipa – Manaus Sport Clube, nasce o Nacional Futebol Clube, contando com uma grande parte dos jogadores do Manaus no seu plantel. O nome Nacional foi escolhido tendo em conta a visão da equipa que era destinada a jogadores brasileiros, enquanto que o Manaus, com dirigência inglesa, tinha também a sua maioria de jogadores desta nacionalidade.

O novo clube inicia-se na disputa do Campeonato Amazonense logo em 1914, festejando o seu primeiro título em 1916, quando inicia uma série vitoriosa de 5 campeonatos consecutivos, sendo interrompido apenas em 1921 pelo Rio Negro. Ainda assim o Nacional não perdeu o seu nível exibicional e respondeu com um bicampeonato em 1922 e 23. Depois disto houve uma interrupção na competição que se prolongou até ao final da década, voltando o Nacional a competir apenas em 1928.

Durante toda a década de 30 e ainda no início dos anos 40 o Nacional manteve a sua hegemonia conquistando 8 títulos de 1930 a 1946. Depois disto, muito por culpa da dirigência do clube, muitos adeptos deixaram de apoiar a equipa por não concordarem com as baixas expectativas e os fracos apoios que lhe eram oferecidos. Consecutivamente o rendimento dos jogadores baixou e o Nacional atravessaria uma fase menos boa, conquistando apenas 4 títulos até 1965, sendo os últimos dois sido conquistados de forma consecutiva em 1963 e 64, que deram ao clube também os títulos de vencedor do último campeonato amador e do primeiro nacional.

Com o início da era profissional do futebol amazonense, o Nacional, também conhecido por Naça, voltou a dominar o futebol dos campos da Amazónia, conquistando nem período de dez anos, entre 1965 e 75, 4 títulos de campeão do Campeonato Amazonense, para depois conquistarem o hexacampeonato entre 1976 e 1981, sendo interrompido na temporada de 1982, novamente pelo Rio Negro, para depois conquista um tetra-campeonato entre 1983 e 1986.

Depois deste período de domínio nos campeonatos estatais, o Nacional voltou a perder algum do seu ímpeto e o Rio Negro aproveitou a chance a impôs-se no Campeonato Amazonense permitindo ao Naça conquistar a prova apenas por 3 ocasiões na década de 90, em 1991, 95 e 96. No 2000, de viragem do século, o Nacional empenhou-se para deixar a sua marca no milénio e voltou a ser campeão do Campeonato Amazonense.

Desde então que a equipa tem vindo a perder espaço no panorama nacional e também estatal, tendo apenas conquistado 3 títulos de campeão do Amazonas na última década em 2002, 2003 e 2007, tendo a sua mais recente conquista sido alcançada em 2012, permitindo-lhes assim disputar a Série D do Brasileirão em 2013.