Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Manchester City?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

etihad
Etihad
  • País: Inglaterra
  • Cidade: Manchester
  • Capacidade: 60.000

Ver ficha

Por muitos encarado como o segundo clube de Manchester, o City teve o privilégio de ser o primeiro conjunto da cidade a conquistar uma honra nacional, quando venceu a Taça de Inglaterra em 1904. Depois de em 1899 ter vencido a Segunda Divisão, o Manchester City entrou no século XX como a referência futebolística da cidade.

Fundado em 1880 com o nome de St. Marks (West Gordon), transformado em Ardwick AFC em 1887, só em 1894 o clube viria a adotar o nome pelo qual é hoje reconhecido. A história inicial do clube ficou também marcada por um grande incêndio que destruiu o seu estádio, Hyde Road, em 1920, tendo levado à mudança para Maine Road, que durante oitenta anos viria a ser a sua casa.

manchester_city

Festejos do título em 2012

Foi preciso esperar vinte anos para ver o Manchester City vencer outra Taça. Aconteceu em 1934, depois de em 33 ter atingido a final. Durante a caminhada para esse título, o Manchester City bateu o recorde de assistência num jogo realizado em Inglaterra, vendendo 84.569 bilhetes para o encontro frente ao Stoke City, em Maine Road. Em claro crescendo, o clube venceria o primeiro título da Primeira Divisão em 1937, mas no ano seguinte acabou por descer de divisão, apesar de ter o melhor ataque da competição.

O Manchester City nunca conseguiu deixar de ser um clube de altos e baixos, como muitos outros clubes em Inglaterra. Em 1955, sob a liderança do jogador Don Reevie, que viria a dar nome ao “Reevie Plan”, um estilo de jogo semelhante ao da Hungria, onde Reevie atuava como “falso” ponta-de-lança, a equipa voltou a atingir uma final da FA Cup, vencendo-a em 1956. Mas em 1963 os Citizens voltavam a cair na divisão inferior.

Um período áureo da equipa iniciou-se com a contratação do técnico Joe Mercer, que teria como adjunto Malcolm Allison (que anos mais tarde viria a treinar o Sporting). Com Mercer a comandar a equipa, o Manchester City conquistou a Segunda Divisão em 1965-66, voltou a ganhar a Primeira Divisão em 1967-68 e trouxe para casa a Taça dos Vencedores das Taças de 1970. Mas depois da bonança, regressou a tempestade a Maine Road, com o Manchester City a viver os seus anos mais negros nas décadas de 80 e 90, com constantes subidas e descidas e uma ida até à terceira divisão inglesa.

Foi preciso esperar pelo século XXI para que o clube conseguisse manter-se, de uma forma mais constante, na Premier League, primeiro com algumas alterações na sua forma de funcionamento, depois com a mudança para o Estádio City of Manchester, em 2003, e, finalmente, e depois de uma atribulada compra do clube por um investidor tailandês, a chegada do Abu Dhabi United Group ao controlo. A partir de Agosto de 2008, a história do City mudava radicalmente.

Aguero Tevez

Aguero e Tevez

A injeção de largas somas de dinheiro permitiu a chegada de nomes sonantes. Robinho foi o primeiro craque a vestir a camisola destes novos Citizens, seguindo-se Kolo Touré, Adebayor, Carlos Tévez, Yaya Touré, Aguero, Balotelli e o técnico Roberto Mancini. Foi sob o comando do italiano que o Manchester City se aproximou da luta pelo título inglês, o que viria a conseguir na época de 2011-12, numa luta ombro a ombro com o seu rival United, conquistando nos minutos de compensação a saborosa vitória.

Hoje em dia, o clube é presença constante nas competições europeias, embora ainda lute para conquistar um título a esse nível. Na Premier League, passou a fazer parte dos favoritos à conquista do campeonato, apresentando também um fulgor financeiro que lhe permite superiorizar-se a grande parte dos seus adversários.