Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Málaga?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

Estádio La Rosaleda
La Rosaleda
  • País: Espanha
  • Cidade: Málaga
  • Capacidade: 29.500

Ver ficha

A 3 de Abril de 1904 foi fundado o Málaga Football Club, sendo a equipa que originou outros clubes. Os principais fundadores foram Antonio López, Montault Don Felix Perez, Don Ernesto Rittwagen, Enrique García de Toledo e Don Emilio Menasrd Andersen, este que ainda foi jogador mas tornou-se o presidente de honra, tanto do Club Desportivo Malacitano como do Club Desportivo Málaga. Depois, em 1909, o Málaga F.C. muda o seu nome para F.C. Malagueño. Em 1915, devido a uma segmentação do F.C. Malagueño, nasce o Málaga F.C. e desde ai que surge uma grande rivalidade entre as duas equipas. Na temporada de 1924, o Málaga F.C. conseguiu subir à primeira regional de Andaluzia. Em 1927 e graças aos esforços feitos pelo presidente, Sr. Larrazaga, o Rei Alfonso XIII distinguiu o clube com o título de Real. Contudo tal designação duraria apenas até surgirem as dificuldade económicas, o que levou o clube a reaparecer na temporada de 1930-1931 com o nome de Málaga Sport Club.

Málaga 1998-1999

Equipa do Málaga CF quando ascendeu à primeira divisão em 1998-1999, depois de vários anos de instabilidade.

A 22 de Março de 1933, o F.C. Malagueño e o Málaga Sport Club convocaram uma reunião com os sócios, onde decidiram a fusão entre os dois clubes, ficando denominado como Club Deportivo Malacitano. Nessa mesmo reunião, decidiram que a construção do estádio devia ser mais rápida, gerando assim uma sociedade anónima de forma a fornecer os fundos necessários. Em 1934, o clube conseguiu a primeira subida à segunda divisão. Na temporada de 1938-1940, o Malacitano alcança o recorde de cem golos em apenas uma temporada. A 19 de Julho de 1941, o vice-presidente José Soriano Alba propôs alterar o nome do clube para Clube Deportivo Málaga, ficando desde ai assim denominado. Nos anos 40, o Clube Deportivo Málaga jogou na segunda divisão, chegando mesmo na temporada 1943-1944 a jogar na terceira divisão. Manteve-se nesta durante três anos antes de volta à segunda divisão. Na temporada 1948-1949, conseguiu o segundo lugar na segunda divisão, subindo assim, pela primeira vez, à primeira divisão. A sua estreia não correu muito bem, mas conseguiu manter-se na primeira divisão. No início dos anos 5o, na temporada 1950-1951, o C.D. Málaga terminou em 13º lugar, descendo à segunda divisão. Estas anos, ficaram marcados pelas sucessivas descidas e subidas à primeira divisão. Na temporada de 1951-1952 foi campeão da segunda divisão, voltando a subir à primeira divisão mas por pouco tempo já que no ano seguinte voltou a descer. Na temporada de 1958-1959 o Malacitano terminou em 15º lugar, descendo à terceira divisão. No entanto, terminou em 1º lugar nesta competição, voltando no ano seguinte a jogar na segunda divisão.

Se os anos 50 ficaram marcados pela instabilidade do clube, os anos 60 não foram diferentes. O C.D. Málaga na temporada de 1962-1963 competiu na primeira divisão, contudo ficando 16º lugar, desceu mais uma vez à segunda divisão. Permaneceu nesta durante dois anos até conseguir novamente alcançar a primeira divisão. No entanto, a sua passagem pela primeira divisão durou pouco tempo voltando a jogar na segunda divisão na temporada 1966-1967. Terminou em 1º lugar conseguindo alcançar assim a primeira divisão, onde jogou por duas temporadas antes de voltar a descer. Em 1969-1970, foi vice-campeão da segunda divisão e voltou mais uma vez a subir à primeira divisão. Nesta manteve-se por mais tempo, durante cinco anos. Na temporada 1972-1973 apesar de terminar o campeonato em 10º lugar, conseguiu alcançar as meias-finais da Taça do Rei, perdendo frente ao Athletic Club de Bilbao. No resto dos anos 70, o clube voltou a estar instável, tanto jogava na primeira divisão como no ano seguinte já estava na segunda. Os anos 80 foram também um pouco assim, mas conseguiu manter-se por mais tempo em cada divisão. Em 1982-1983 encontrava-se a disputar a primeira divisão e apesar de os resultados não serem bons, conseguiu manter-se durante três temporadas. No entanto, em 1984-1985 terminou o campeonato em 16º lugar, voltando a descer à segunda divisão. O C.D. Málaga nunca conseguiu impor o seu futebol e nem mostrar qualidade. Permaneceu na segunda divisão por mais três temporadas até que conseguiu ser campeão da segunda divisão e assim voltou a subir. Em 1988-1989 voltou então a subir à primeira divisão mas os resultados permaneciam iguais, sempre muito perto da linha de descida.

No inicio dos anos 90, o C.D. Málaga encontra-se então a jogar na segunda divisão. Depois de o clube fazer de tudo para conseguir uma subida, terminou o campeonato em 4º lugar, permanecendo assim na segunda divisão. Após este fracasso, o presidente do clube José Toboso, decidiu fazer alterações no clube, devido á má situação económica em que o clube se encontrava, vencendo alguns jogadores. No entanto, tais mudanças não produziram efeito, levando o clube a descer à terceira divisão, depois de terminar no 12º lugar na temporada 1991-1992. A situação do clube em era muito grave. Para além da grande dívida de milhões de pesetas o clube encontrava-se a jogar na terceira divisão, o que levou à renuncia do presidente José Toboso. A 27 de Julho de 1992, o comité de gestão, constituído por 40 membros, decide então liquidar o sociedade e demitiu imediatamente os seus funcionários. O Club Desportivo Málaga deixou então de existir.

malaga 2007-2008

Equipa do Málaga CF em 2007-2008, terminando em 2º lugar na segunda divisão conseguindo o acesso à primeira divisão.

Quando o Club Desportivo Málaga desapareceu por insolvência económica, a sua equipa de reserva, o Club Atlético Malagueño, por ter um número diferente de inscrição na Federação Espanhola de Futebol, pôde continuar a jogar. Em 1992-1993 estava na terceira divisão, conseguindo alcançar o primeiro lugar e desta forma, foi promovido à segunda divisão B. Contudo, tal não durou muito tempo, já que em 1993-1994 voltou a descer à terceira divisão. No dia 19 de Dezembro de 1993, foi realizada uma reunião, para alterar o nome oficial do clube para Málaga Club de Futebol SAD. O seu presidente Federico Beltrán teve o apoio do seu amigo empresário Fernando Puche e do ex-presidente Eduardo Padilla. Em 1994-1995 jogando na terceira divisão, o Málaga C.F. conseguiu alcançar o primeiro lugar voltando então a subir à segunda divisão B. Depois de duas temporadas na segunda divisão B, o clube passa para as mãos do empresário Antonio Asensio Pizarro, proprietário do Grupo Zeta que traça metas muito ambiciosas, tais como, a subida do clube até à primeira divisão. Em 1997-1998 Málaga C.F. conseguiu o primeiro lugar, subindo assim à segunda divisão. Nesta, bastou um ano, sendo campeão conseguiu assim alcançar o seu grande objectivo – a primeira divisão.

Com a entrada do novo milénio e com o Málaga C.F. a jogar na primeira divisão os seus resultados não foram os esperados. O clube não conseguiu chegar perto do topo da tabela, apenas se manteve a meio da tabela, segurando desta forma a sua manutenção na primeira divisão. Na temporada 2002-2003, apesar de terminar em 13º lugar, conseguiu vencer a Taça Intertoto, dando-lhe assim acesso à Taça UEFA. A sua estreia nas competições europeias correu bastante bem, conseguindo chegar aos quartos-de-final, perdendo frente ao Boavista FC. Em 2005-2006, a qualidade do futebol do Málaga voltou a descer, terminando o campeonato em 20º lugar, descendo à segunda divisão. Nesta permaneceu por duas temporadas, sendo que, em 2007-2008 conseguiu ficar em 2º lugar e subiu de novo à primeira divisão. Nos anos seguintes, as suas prestações foram estáveis. O clube não conseguiu alcançar nenhum troféu, mas conseguiu manter-se na primeira divisão. Em 2011-2012 o Málaga dá uma salto na classificação, terminando em 4º lugar, ficando assim apurado pela primeira vez para a Liga dos Campeões. A sua prestação nesta competição foi muito boa, conseguiu ficar em 1º lugar na fase de grupos, venceu o FC Porto nos oitavos-de-final mas perdeu nos quartos-de-final frente ao Borussia Dortmund. No entanto, sendo um recém-chegado a essa competição, foi um resultado muito positivo. Na temporada de 2012-2013, o clube foi mantendo os resultados, conseguindo terminar em 6º lugar, alcançou desta forma o apuramento para a Taça UEFA. Contudo, devido a uma sanção imposta pelo Tribunal Internacional de Arbitragem Desportiva o Málaga não pode competir na Taça UEFA. Na temporada seguinte, conseguiu apenas o 11º lugar no campeonato ficando assim de fora das competições europeias.