Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Internacional?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

Estadio Beira Rio
Beira Rio
  • País: Brasil
  • Cidade: Porto Alegre
  • Capacidade: 50.128

Ver ficha

O Sport Clube Internacinal foi fundado em 1909 pela vontade que três irmãos traziam de jogar à bola quando se mudaram de São Paulo para Rio Grande do Sul. Sendo todos os clubes deste estado (Grêmio e Fussball Porto Alegre) limitados a atletas de descendência germânica, os jovens rapidamente encontraram apoio para seguir em frente com a ideia, e assim fundaram o Internacional, cujo nome pretendia afastar qualquer tipo de descriminação dentro da equipa.

A equipa começara então de imediato os treinos, convidando pouco depois o Grêmio para enfrentar na sua primeira partida. Com mais de 6 anos de equipa, o Grêmio não se deixou surpreender e venceu os estreantes do Internacional por 10-0. Apesar da humilhação, os atletas do Internacional não desmotivaram e não tardou muito para que conseguissem opor-se a uma equipa grande da altura, com esse momento a acontecer diante do Militar Football Club, primeiro com um empate a 0, e depois com a vitória do Internacional por 2-1, sendo esta a primeira vitória de sempre da equipa de Porto Alegre.

Em 1913 o Internacional chega finalmente ao seu primeiro título com a conquista do Campeonato Metropolitano de Porto Alegre, repetindo o título nas 4 temporadas seguintes, selando assim o seu primeiro pentacampeonato. Para esta conquista o Internacional beneficiou em 1914 de fundação por parte do Grêmio da Associação de Futebol de Porto Alegre, enquanto que o Internacional competia na Liga Portualegrense de Futebol. Em 1918 termina a senda vitoriosa do clube, o que foi provocado, não só mas principalmente pela febre espanhola que assolou aquela região brasileira, principalmente na comunidade estudante que era a principal fonte de atletas para a equipa do Internacional. Depois disto seguiram-se os títulos de campeão ainda no mesmo Campeonato Metropolitano em 1920 e 1922, que foram sucedidos pelo título de 1927, que deu assim acesso ao Internacional para disputar aquela que seria a sua primeira conquista estatal, com a conquista do Campeonato Gaúcho, que era disputado pelo vencedor da Liga Metropolitana contra o do Campeonato do Interior do estado, que naquele ano havia sido o Bagé.

Na década de 30, quando o Internacional conquista o seu segundo título de campeão estatal, os jogadores já eram pagos para jogar, tendo sido nessa altura que o clube de Porto Alegre desenvolveu para muito do que é hoje, deixando de ser uma equipa regida por cunhas e favores, para passar a ser uma verdadeira equipa de futebol, constituída por jogadores que já se regiam pelas regras do jogo e se preparavam fisicamente para o mesmo. Desta forma o Internacional repetiu a conquista do título em 1936, para depois entrar na segunda grande senda vitoriosa da sua história ao conquistar mais 6 campeonatos gaúchos consecutivos de 1940 a 1945. Então em 1946 é o Grêmio que impede o hepta do Internacional, mas não consegue no entanto impedir o bicampeonato de 1947 e 48. Então em 1949 o Grêmio volta a intrometer-se na sequência de títulos do Internacional, que se vingou com um tetracampeonato, ao vencer as edições do Campeonato Gaúcho de 1950 a 1953. Em 1954 é o Renner que conquista o campeonato, para o Internacional recuperar o título em 1955 e depois esmorecer um pouco, muito por culpa da supremacia que o Grêmio impôs, que só não venceu 13 campeonatos consecutivos, de 1956 a 1968, porque em 1961 o Internacional foi mais forte e a sua equipa conseguiu superiorizar-se àquele Grêmio.

Finalmente, para os adeptos do Internacional, em 1969 o panorama inverteu-se o foi o Inter que arrancou 8 títulos consecutivos no Campeonato Gaúcho até 1976, ano em que celebrou também o segundo título consecutivo no Campeonato Brasileiro, depois de já em 1975 ter vencido a maior prova do Brasil. Este primeiro título valeu também ao clube a sua primeira disputa internacional, que aconteceu na Taça Libertadores da América de 1976. Apesar desta participação não ter ocorrido da forma esperada e o clube ter caído logo na primeira fase, em 1977 tiveram outra oportunidade concedida pelo título de 76, e aí as coisas já correram melhor com o Internacional a atingir a semi-final onde foi eliminado pelo Cruzeiro.

A década de 80 começava então com as expectativas dos adeptos em altas, visto que o clube havia vencido o título de campeão Gaúcho em 1978, o título de campeão do Brasil em 1979 e atingido a final da Taça Libertadores da América em 1980 onde fora derrotado pelo Nacional. Depois disto o clube conquista mais um tetra estatal, de 1981 a 1984. Numa altura em que o Grêmio se voltava a superiorizar no Campeonato Gaúcho, o Internacional virou as suas atenções mais para o panorama nacional, estando perto do título por dois anos consecutivos, em 1987 e 1988, conquistando o 2º posto da tabela. Esta classificação, em 1988 valeu ao Inter mais uma qualificação para a Taça Libertadores da América onde mais uma vez foram derrotados na semifinal, agora diante do Olimpia do Paraguai após a cobrança de grandes penalidades.

Depois de 6 temporadas sem qualquer conquista o Internacional volta finalmente a festejar, com a conquista do Campeonato Gaúcho de 1991. Em 1992 o clube repetiria a conquista do campeonato estatal e faria os seus adeptos vibrar ainda mais com a conquista da Taça do Brasil, numa final disputada a duas mãos de onde, apesar de ter terminado com um agregado de 2-2, o Internacional tirou vantagem da regra dos golos fora. Este seria então o último momento alto do Internacional no passado século, visto que após esta conquista o clube apenas voltaria a festejar duas conquistas, ambas no campeonato estatal em 1994 e 1997.

barcelona vs internacional

Fabiano Eller e Ronaldinho Gaúcho, numa disputa de bola na final do Mundial de Clubes de 2006 vencida pelo Internacional.

Com a viragem do século o Internacional passou também a ambicionar mais, e é principalmente a partir de 2003 que se começam a notar grandes evoluções no nível competitivo desta equipa. Em 2002, apesar do 21º posto no Brasileirão, inicia uma série de 4 títulos consecutivos que termina em 2006, ano em que o Internacional vence a sua primeira Taça Libertadores da América, numa final a duas mãos disputada diante do São Paulo. No seguimento deste título o clube disputa ainda o Mundial de Clubes, que vence também, desta feita diante do Barcelona de Deco e Ronaldinho Gaúcho. Em 2007, apesar da eliminação precoce na primeira fase da Libertadores, o Inter vale-se ainda da conquista passada para vencer a Recopa Sudamerica, que é disputada pelos vencedores da Libertadores da América e da Copa Sudamericana.

2008 foi ano de regresso às conquistas estatais, e como não podia deixar de ser, o Internacional de Porto Alegre voltou a presentear o continente americano com mais uma série de boas exibições que lhes valeu o título de campeões da Copa Sudamericana daquele ano. Na temporada seguinte repetiu-se o título no Campeonato Gaúcho e o clube atingiu ainda mais duas finais sendo no entanto derrotado em ambas, na Recopa Sudamericana, diante do LDU de Quito, e na Copa do Brasil, onde não se conseguiram superiorizar ao Corinthians.

Depois disto, a temporada de 2010 volta a ser dourada com mais uma conquista da Taça Libertadores da América, desta vez na final a duas mãos disputada diante do Guadalajara que terminou com um agregado de 5-3 para o lado brasileiro. No seguimento desta conquista o clube conseguiu ainda o 3º lugar no Mundial de Clubes daquele ano, sendo mais bem sucedido na Recopa, onde voltou a vencer, desta vez ao derrotar o Independiente da Argentina.

Desde então, o Internacional tem mantido o maior protagonismo do futebol Gaúcho, tendo conquistado os títulos de campeão do campeonato estatal em 2011 e 2012, com o Grêmio a ser a única equipa capaz de fazer frente a este clube que se auto-denomina de Campeão de Tudo.