Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Hamburgo?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

Estádio HSH Nordbank
Volksparkstadion
  • País: Alemanha
  • Cidade: Hamburgo
  • Capacidade: 57.000

Ver ficha

O Hamburger Sport-Verein e. V. tem como data de fundação o dia 29 de Setembro de 1887, quando o Wandsbek-Marienthaler Sportclub e o Der Hohenfelder Sportclub se fundiram para dar vida ao Sportclub Germania zu Hamburg, que mais tarde, em 1919 se uniu com mais dois clube da cidade de Hamburgo, o Hamburger FC e o FC Falke Eppendorf surgindo assim o Hamburger Sport-Verein.

Iniciando a competição nas provas regionais, o Hamburgo sempre foi um emblema de peso, tendo vencido o seu primeiro regional logo em 1921, dois anos depois da última e definitiva reestruturação do clube. Em 1922 o clube atinge a final do campeonato alemão, na altura realizado por eliminatórias, onde apesar de ter defrontado e vencido o Nurnberg não foi consagrado campeão pois a equipa adversária terminou a partida com apenas sete jogadores, depois de dois jogadores terem sido expulsos e outros dois se terem lesionado e o árbitro ter dado por terminada a partida. Visto que, no tempo regulamentar a partida acabara 2-2 e o prolongamento em 1-1, o título foi retirado ao Hamburgo pela federação alemã como homenagem ao espírito e à alma da equipa derrotada.

Finalmente em 1923 chega o primeiro título nacional, de novo na final do campeonato alemão, o HSV derrotou o Union Oberschöneweide por 3-0. No ano seguinte repete a presença na final, mas, novamente frente ao Nurnberg o clube vê-se incapaz de revalidar o título, obrigando os adeptos a esperar até 1928 para poderem festejar mais um Campeonato da Alemanha. Depois deste título o clube entrou numa fase mais adormecida a nível nacional, mantendo a sua superioridade na competição regional em que participava, vencendo-a por cinco vezes, de 1937 a 1945, quando foram interrompidas as competições devido à Segunda Guerra Mundial.

Terminada a guerra o Hamburgo ficou colocado na liga regional do norte, e até à criação da Bundesliga em 1963 o clube venceu a prova por 15 vezes, em 16 temporadas disputadas, em contraste com as competições nacionais onde, apesar de ter atingido a final da Taça e do Campeonato por uma e três vezes, respectivamente, venceu apenas um Campeonato da Alemanha frente ao Colonia num jogo que acabou em 3-2. Nesse ano também o clube participou pela primeira vez na Liga dos Campeões, tendo iniciado-se logo frente ao Young Boys com uma vitória por 5-0 e acabando eliminado nas meias-finais pelo Barcelona que na final se tornaria campeão.

No ano de 1963 nasceu a principal liga nacional alemã, a Bundesliga, e logo nesse ano o HSV conquistou a sua primeira Taça da Alemanha, nunca final vencida por 3-0 frente ao Dortmund. Com a ambição de deixar de ser um clube apenas com reputação regional o Hamburgo estava empenhado em consolidar a sua presença na Bundesliga e na primeira temporada desta Uwe Seeler, formado no clube, foi o melhor marcador da prova com 30 tentos apontados.

Consolidado o lugar na Bundesliga, a década de 70 começou como terminou a de 60, sem títulos, mas este era um facto que viria a mudar, começando em 1976, com a conquista de mais uma Taça da Alemanha, a segunda na sua história, e a vitória na Bundesliga em 1979. No seguimento dos bons resultados o Hamburgo terminou a primeira temporada da década de 80 no segundo lugar da tabela, dois pontos atrás do campeão Bayern de Munique. A vingança seria servida logo nas duas temporadas seguintes, onde, com Félix Magath na equipa, os atletas do HSV levaram o título para casa por duas vezes consecutivas.

Determinado em provar o seu estatuto de grande clube o Hamburgo começou a focar-se na Europa, com principal destaque para a Champions, onde em 1980 tiveram uma participação de alto calibre, sendo derrotados apenas na final por 1-0 frente ao Nottingham Forest. Apesar da derrota o HSV não se desviou dos seus objectivos e apenas três anos mais tarde voltou a disputar a final da prova rainha da Europa, desta feita frente à Juventus num jogo que o Hamburgo venceu por 1-0 com um golo de Félix Magath. Este foi o período de maior glória do clube que estabeleceu o recorde de 36 jogos sem perder, de Janeiro de 1982 a Janeiro de 1983. A década de 80 acabou com a vitória na Taça da Alemanha em 1987, sendo este o último título do clube antes de entrar numa fase menos bem conseguida onde praticamente acabaram as participações nas provas europeias, e mesmo a nível nacional, o clube chegou mesmo a ter que lutar para conseguir a manutenção.

A crise estendeu-se por toda a década de 90 e apenas em 2000 o clube voltou a conseguir qualificar-se para a Liga dos Campeões, mas foi eliminado nas pré-eliminatórias. Finalmente na temporada 2005/06 o clube conseguiu novamente impor-se aos colossos, e terminou o campeonato na terceira posição e conseguiu novamente qualificar-se para a Champions, mas a prestação não foi a melhor e o clube ficou pela fase de grupos.

Depois desta temporada o clube parece ter voltado a encontrar o caminho para as boas exibições e as suas classificações melhoraram significativamente, sendo hoje presença assídua nas provas europeias e uma forte ameaça para qualquer adversário que enfrente.