Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Espanyol?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

Estadio Cornellà-El Prat
Cornellà-El Prat
  • País: Espanha
  • Cidade: Barcelona
  • Capacidade: 40.500

Ver ficha

Nos finais do século XIX, existiam vários clubes de futebol em Espanha, a maioria formados por jogadores estrangeiros e que não admitiam novos jogadores. Desta forma, em setembro de 1900, Don Ángel Rodríguez Ruiz, engenheiro mecânico do Estado juntamente com Octavi Aballí e Luis Roca decidiram criar um clube. Juntaram-se à Sociedade de Ginástica Espanhola, fundada em 1897, sendo o presidente o pai de Angel Rodriguez. Estes três amigos, ficaram conhecidos na altura, pelos “Três Mosqueteiros”, contudo, ainda viria um novo membro, Joaquin Rail, que teve a honra de ser o primeiro capitão da equipa. O novo clube era então constituído principalmente por catalães, mas também havia jogadores de Andaluzia e do País Basco. Como a maioria dos clubes na época, o Espanyol foi formado por um grupo de amigos que se juntaram. O primeiro nome do clube, Sociedade Espanhola de Foot-ball, foi escolhido porque todos os outros clubes da cidade já tinham nomes com denominações de locais representativos da cidade de Barcelona. Em janeiro de 1901, o clube alterou o seu nome para Club Espanhol de Foot-Ball.

Espanyol

Equipa do Espanyol em 1940, ano em que venceram a Taça do Rei.

Em 1902, o clube começou a levar o futebol mais a sério e a organizar-se de forma a participar na Taça do Rei. Neste ano, o Club Espanhol de Foot-Ball chegou aos quartos-de-final, perdendo frente ao Club Bizcaya. Na temporada seguinte chegou às meias finais, perdendo frente ao Real Madrid. De 1906 a 1909, o Club Espanhol de Foot-Ball suspendeu as suas actividades, pois os seus jogadores, na maioria estudantes, foram para universidades foram da Catalunha e os restantes, foram jogar para o X Sporting Club. Em 1910, numa reunião de membros do Club Espanhol de Foot-Ball decidiram mudar novamente o nome do clube para Club Desportivo Espanhol. No ano seguinte, o clube contratou pela primeira vez três jogadores ingleses. Foi desde ai que o clube passou a ter estatuto profissional. EM 1912, o Rei Alfonso XIII concedeu o titulo de Real ao clube, passando assim o clube a denominar-se por Real Club Desportivo Espanhol. Na altura foram dois dirigentes que deram grande impulso ao clube, principalmente ao nível económico.

Em 1928-1929 foi criada a Liga de Futebol Espanhola, sendo que, o Espanyol começou por jogar na primeira divisão terminando o campeonato em 7º lugar. No entanto, ganhou a Taça do Rei, vencendo ao Real Madrid por 2-1. Nos anos 30, os resultados do Espanyol não foram os melhores, não venceu nenhum campeonato, nem nenhuma Taça do Rei, sendo que, o melhor resultado foi um terceiro lugar na temporada de 1932-1933. Depois da guerra civil espanhola de 1936 a 1939, o Espanyol voltou a conquistar a Taça do Rei, voltando a vencer o Real Madrid, apesar de no campeonato ter conseguido apenas o 5º lugar. Os resultados no campeonato não foram os melhores, permanecendo sempre a meio da tabela, no entanto, foi duas vezes à final da Taça do Rei, em 1941-1942 e 1946-1947, perdendo contra o Valência e o Real Madrid, respectivamente. Nos anos 50, o Espanyol não conseguiu obter grandes resultados, mas ficando sempre muito perto do topo da tabela. Em 1956-1957, o Espanyol volta a alcançar a final da Taça do Rei, perdendo frente ao Barcelona por 2-1.

Nos anos 60, as prestações do Espanyol continuaram iguais ou talvez piores. Na temporada de 1961-1962 participou pela primeira fez na Taça das Feiras, alcançando os quartos-de-final, perdendo frente ao Estrella Roja. Contudo, nessa mesma temporada terminou o campeonato em 13º lugar descendo assim, pela primeira vez, à segunda divisão. Permaneceu nesta, durante um ano, terminando em 2º lugar e subindo novamente à primeira divisão. Nos anos seguintes, o seu melhor resultado foi o terceiro lugar no campeonato, primeira divisão, em 1966-1967. No entanto, já no fim dos anos 60, o Espanyol volta a descer à segunda divisão, depois de terminar a temporada de 1968-1969 em 15º lugar.

O início dos anos 70 ficaram então marcados pela descida à segunda divisão. Contudo, a sua participação nesta competição foi rápida, terminando em 3º lugar e deste modo, o Espanyol voltou a subir à primeira divisão em 1970-1971. Nos anos seguintes, conseguiu sempre manter-se na primeira divisão, alcançando um óptimo 3º lugar em 1972-1973. Na temporada seguinte, apesar de ter terminado o campeonato em 9º lugar, participou na Taça UEFA, ficando-se pelo trinta-e-dois-avos de final, perdendo frente RWD Molenbeek. Na temporada de 1976-1977 o Espanyol terminou o campeonato em 6º lugar, foi às meias-finais da Taça do Rei e alcançou os oitavos-de-final da Taça UEFA, perdendo frente ao Feyenoord Rot.

espanyol

Festejos da equipa do Espanyol, ao ganharem em 2006 a Taça do Rei.

No anos 80, o Espanyol continuou com os mesmo resultados, nem demasiado maus, mas também, sem alcançar os lugares do topo. Só em 1986-1987 é que conseguiu terminar o campeonato em 3º lugar, conseguindo desta forma, participar na Taça UEFA. Na temporada seguinte, as suas prestações no campeonato desceram bastante, terminando em 15º lugar. Contudo a sua prestação na Taça UEFA foi bastante boa chegando à final, mas foi derrotado pelo Bayer Leverkusen. Na temporada 1988-1989 o Espanyol teve uma péssima prestação, terminado em 17º lugar, descendo assim á segunda divisão, pela terceira vez na sua história. O início dos anos 90, ficaram então marcados pela incerteza, já que o Espanyol esteve sempre no fim da tabela da primeira divisão, descendo novamente e pela quarta vez à segunda divisão em 1993-1994. Dois anos depois, o Espanyol não obteve bons resultados no campeonato, contudo chegou às meias-finais da Taça do Rei.

Com a entrada do novo milénio, o Espanyol manteve os mesmos resultados. Em 1999-2000, terminou o campeonato na 14º posição, contudo a sua prestação na Taça do Rei foi bastante boa. Venceu ao Atlético de Madrid na final por 2-1, levando assim o troféu para casa. Na temporada seguinte, ganhou a Supertaça de Espanha, vencendo o jogo frente ao Deportivo da Corunha e alcançou os dezasseis-avos da Taça UEFA, perdendo frente ao FC Porto por 2-0. Foi preciso esperar mais 5 anos, para ver novamente o Espanyol a conquistar uma Taça. Em 2005-2006, o Espanyol vence mais uma Taça do Rei, ganhando por 4-1 frente ao Real Zaragoza. Na temporada seguinte, terminou o campeonato em 11º lugar, contudo, foi vice-campeão da Supertaça de Espanha e chegou à final da Taça UEFA, perdendo frente ao Sevilha. Nos anos seguintes, as exibições do Espanyol não têm sido fortes, nem mostrado uma grande qualidade de futebol. O clube manteve-se praticamente sempre a meio da tabela, sem conseguir alcançar nenhum troféu nem as competições europeias. Na temporada de 2013-2014 terminou a Liga BBVA em 14º lugar, ficando assim de fora das competições europeias.