Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Desportivo das Aves?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

Estádio do CD das Aves
Estádio do Clube D
  • País: Portugal
  • Cidade: Santo Tirso
  • Capacidade: 8.560

Ver ficha

O Clube Desportivo das Aves nasce da vontade de alguns jovens, com principal destaque para José Mendonça Balsemão, da Vila das Aves, em jogar futebol, a 12 de Novembro de 1930. A equipa fez o seu primeiro jogo no Campo da Passarada e mais tarde, a 16 de Junho de 1932, com a inauguração do Campo das Fontainhas, a equipa sofre um desfalque de jogadores devido ao facto de alguns atletas quererem continuar a usar o antigo Campo da Passarada.

A primeira participação do Aves  num campeonato oficial foi na época de 33/34, no Campeonato Regional da Segunda Divisão, da AF Porto. Os primeiros títulos apareceram rapidamente, tendo o clube consagrado-se campeão de concelho ainda na década de 30.

A popularidade e o apoio que o Desportivo das Aves vinha a ganhar seriam factores fundamentais para a subida do clube ao Distrital e em 1955 comemoravam-se os 25 anos de existência do clube com a saída primeira edição do Jornal das Aves. Este aniversario foi comemorado de forma especial, pois, para alem das boas prestações do Desportivo, a freguesia de S. Miguel das Aves recebera o estatuto de Vila.

A década de 60 foi época de mudar de ares e, para alem de inaugurar uma nova sede, o clube apercebe-se também que o seu Campo Bernardino Gomes (Campo das Fontainhas desde a década de 40)  não reunia as condições necessárias para a pratica desportiva, quando, a 9 de Fevereiro de 1969, o Aves foi visitado pelo Sporting Clube de Portugal para um jogo a contar para a Taça de Portugal.

Nos anos 70 o clube não parou de crescer e alcançaria mesmo a II Divisão nacional na época de 72/73 . Mais tarde, em 1978, acontece mais uma visita de um dos grandes do futebol português, o FC Porto.

O clube não parava de dar alegrias aos adeptos e na década de 80, pelas mãos do Professor Neca, o Clube Desportivo das Aves estava pela primeira vez no escalão principal do futebol nacional, a Primeira Liga.

Apesar de não ter conseguido acompanhar os grandes, o Aves continuou a lutar, e durante os últimos anos do século XX o a direcção decidiu que o clube devia evoluir e avançou um projecto para a construção de um gimnodesportivo. durante este processo há que destacar Joaquim Pereira, que mais tarde se tornaria presidente do clube.

Finalmente em 2004, o Pavilhão Gimnodesportivo foi inaugurado, sendo hoje uma infraestrutura que o clube se orgulha de ter em sua posse. Desde esta altura que o Aves faz esporádicas aparências na Primeira Liga, e apesar de raramente conseguir manter a manutenção também não faz os adeptos esperarem muito tempo pela nova subida. Apesar das boas alegrias que consegue dar aos adeptos, as taças nacionais são um ponto frágil do clube que raramente chega as eliminatórias finais.