Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Corinthians?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

Estádio Corinthians
Arena Corinthians
  • País: Brasil
  • Cidade: São Paulo
  • Capacidade: 48.000

Ver ficha

O Sport Club Corinthians Paulista nasceu na cidade de São Paulo em 1910, uma altura em que o futebol no Brasil era ainda um desporto de elites não sendo os jogadores de classes sociais mais baixas vistos com bons olhos perante a restante comunidade desportista. No entanto, após uma digressão da equipa amadora inglesa Corinthian FC pelos estados do São Paulo e do Rio de Janeiro em que derrotaram as maiores equipas da região com resultados bem expressivos, um grupo de amigos de São Paulo decidiu fundar o Sport Club Corinthians Paulista. O inicio competitivo da equipa foi um pouco atribulado. Sendo mal visto por entre os dirigentes do Campeonato Paulista da altura o Corinthians foi obrigado a disputar partidas apenas contra outras equipas amadoras e sem qualquer valor competitivo. Isto viria então a terminar em 1913 quando é fundada uma nova associação de futebol na cidade que com o apoio de algumas equipas da liga profissional consegue formar um campeonato competitivo e aberto a todos.

O Corinthians viria então a conquistar o seu primeiro título do Campeonato Paulista logo em 1914, repetindo o feito em 1916 para logo no inicio da década de 20 se afirmar completamente ao conquistar o tricampeonato entre 1922 e 1924. Até 1940 o Corinthians iria repetir o feito por 2 vezes de 1928 a 1930 e de 1937 a 1939 para depois atravessar uma década de 40 menos bem conseguida em que os rivais São Paulo e Palmeiras se superiorizaram com o Corinthians a ser campeão apenas por uma vez em 1941. Este jejum da equipa terminaria então em 1951 quando um plantel recheado de jovens provenientes da formação do clube conquistou de novo o Campeonato Paulista, selando o bis em 1952.

O Campeonato de 1954 foi certamente a prova mais importante do século para as equipas de São Paulo, pois assinalava o centenário da cidade sendo que todas as equipas iriam lutar pelo título a todo custo. Para o Corinthians isto justificou um ano de preparação, decidindo assim por vontade própria ficar de fora da edição do campeonato de 1953. Este plano viria então a ser bem sucedido e o Corinthians conquistou o título de que certamente  mais se orgulha, o Campeonato Paulista de 1954.

democracia corinthiana

Camisola do Corinthians durante a época de Democracia Corintiana.

Depois deste título o Corinthians imergiu numa crise de resultados ficando afastado dos títulos por 23 anos, de 1954 a 1977, ano em que finalmente voltam a sagrar-se campeões do Campeonato Paulista ao vencerem o Ponte Preta na final. Novo título aconteceu em 1979 mais uma vez numa final disputada contra o Ponte Preta. Depois disto as exibições da equipa começaram a ficar um pouco aquém das expectativas, o que motivou o afastamento do presidente da época do cargo e a criação do movimento apelidado de Democracia Corintiana que consistia no deliberamento de todos os passos da equipa por unanimidade do plantel, destacando-se neste processo os jogadores mais experientes como Sócrates, Zenon ou Walter Casagrande. Com isto o Corinthians entrou entrou em grande nos anos 80 começando logo por conquistar os campeonatos paulistas de 1982 e 1983.

Em 1985 Sócrates deixa o Corinthians e termina também a Democracia Corintiana, passando a nova administração a concentrar-se na construção de uma grande equipa. Depois de três anos em ensaios o Corinthians finalmente regressou aos bons caminhos e voltou a conquistar o Campeonato Paulista em 1988, ganhando assim a impulsão necessária para em 1990 conquistarem o seu primeiro Campeonato do Brasil ao vencerem o São Paulo na final.

No inicio da década de 90 é eleito para a presidência do clube Alberto Dualib que desde cedo se ocupou de conseguir grandes parcerias e contratos publicitários monetariamente vantajosos para o clube. Esta política começaria a dar frutos apenas 2 anos depois da entrada de Dualib para a direcção, com a conquista do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil em 1995. Dualib manteria-se no cargo até 2007, conduzindo a equipa por percursos imaginários até à data. Depois da conquista de mais um Campeonato Paulista em 1997, o Corinthians sagra-se novamente campeão do Brasil em 1998, título que repete em 1999 a par com mais um campeonato estatal. O título de campeão do Brasil qualificou o Corinthians para a primeira edição do Mundial de Clubes filiada à FIFA onde se tornou no primeiro vencedor da prova ao superiorizar-se a equipas como o Real Madrid ou o Manchester United.

corinthians ronaldo

Ronaldo “o fenomeno” envergando as cores do Corinthians.

Depois do pico do Mundo o Corinthians conquistou ainda os Campeonatos Paulistas de 2001 e 2003, o Campeonato do Brasil de 2005 e mais uma Copa do Brasil em 2002. Em 2007 com a saída de Dualib da direcção o clube perdeu grande parte dos patrocinadores, com principal destaque para a empresa de investimento desportivo que havia colocado no plantel do clube jogadores como Carlos Tevez ou Javier Mascherano. Com este desfalque o Corinthians passou por um mau bocado, tendo mesmo caído para a Série B do Brasileirão na temporada de 2007. Determinados a inverter o rumo dos acontecimentos foi contratado para treinar a equipa na temporada de 2008 o técnico Mano Menezes. A alteração técnica revelou-se bem sucedida e o Corinthians alcança de imediato a promoção à Série A com a conquista do título de campeão da Série B.

corinthians campeao mundial2012

Jogadores do Corinthians a festejar a conquista do título do Mundial de Clubes em 2012.

Para o regresso à Série A do Brasileirão em 2009 o clube reforçou-se com Ronaldo “o fenómeno” que conduziu o Corinthians à conquista de mais um Campeonato Paulista e uma Copa do Brasil. Em 2010, ano do centenário da equipa, foi a vez de Roberto Carlos reforçar o plantel, no entanto a equipa não estaria ao mesmo nível do ano anterior e terminaria a temporada sem qualquer título conquistado. Determinados em regressar às conquistas os jogadores do Corinthians tiveram um ano de 2011 em grande, tendo conquistado o 5º título de campeão do Brasil do clube a par com mais um Campeonato Paulista.

Esta boa prestação valeu ao Corinthians um lugar na Taça Libertadores da América de 2012 onde o clube se apresentou em grande forma para assim conquistarem pela primeira vez o título de campeões desta prova. Na sequência desta conquista o Corinthians avançou para a disputa do Mundial de Clubes onde se sagrou mais uma vez campeão do Mundo ao vencer o Chelsea por 1-0 na final.