Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Celta de Vigo?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

Estádio Balaídos
Balaídos
  • País: Espanha
  • Cidade: Vigo
  • Capacidade: 31.800

Ver ficha

O Vigo FC surgiu de um processo de fusões de clubes já existentes na cidade, como o Novo Clube e o Clube Sporting, que levou em 1914 ao Real Vigo Sporting Club. Desde 1905 que em Vigo também existia um outro clube o Real Club Fortuna de Vigo. Desde o início que os clubes eram rivais, o que levou a uma crescente de fãs de futebol que não perdiam nenhum dos seus confrontos. Em 10 de Agosto de 1923, com o fim de melhorar o estatuto dos dois clubes, eles entraram em processo de fusão, criando assim o Clube Celta. Celta de Vigo foi escolhido para dar nome ao clube de entre outros nomes propostos na altura. Desta forma, nasceu o Real Club Celta de Vigo, que inicialmente era constituído por 64 jogadores e sendo o seu presidente o Andrés Manuel Barcena, Torrecedeira Conde.

O primeiro jogo do clube foi frente ao Boavista FC, no dia 23 de Setembro de 1923, de onde saiu vencedor por 8-2. Mais tarde enfrentou Cracóvia, o campeão polonês, encontro do qual também saiu vencedor. Foi na temporada de 1923-1924 que o Celta de Vigo participou pela primeira vez num campeonato oficial, mas sem obter grandes resultados. Neste mesmo ano, começou o torneio da Taça do Rei, sendo eliminado na primeira ronda frente ao Atlético de Bilbao. Na temporada de 1927-1928, o Celta de Vigo ganhou o título de campeão da sua divisão, que abrange as regiões da Galiza, Astúrias e Castela e Leão. Contudo, foi na temporada de 1929-1930 que começou o campeonato que compreendia todas as equipas de Espanha. O Celta de Vigo começou então a jogar na segunda divisão, terminando a temporada em 9º lugar de 10 equipas. Assim, foi a única e a primeira vez que Celta de Vigo desceu à terceira divisão. No ano seguinte, a sua prestação foi muito melhor, terminado a temporada em 1º lugar e assim conseguindo o acesso à segunda divisão

Celta de Vigo

Equipa do Celta de Vigo em 1923.

No início dos anos 30, venceu mais uma vez o título de Campeão Galego e alcançou as meias-finais da Taça do Rei, perdendo frente ao Barcelona. Na temporada de 1934-1935, conseguiu o óptimo 3º lugar na segunda divisão. Teve assim acesso ao playoff, ficando em terceiro lugar, perdendo o acesso à primeira divisão. Na temporada seguinte, conseguiu o tão aguardado acesso à primeira divisão, terminando em 1º lugar. Ainda assim, a sua estreia na primeira divisão, teve de esperar três anos devido à Guerra Cívil Espanhola. O campeonato voltou para a temporada de 1939-1940, ficando em 10º lugar do campeonato. Foi ao playoff de permanência na primeira divisão, e conseguiu manter-se. Este foi então o inicio de bons tempos do clube, que marcou presença na primeira divisão por 20 anos, excepto na temporada de 1944-1945, que jogou na segunda divisão.

Os anos 40 o seu melhor resultado foi na temporada 1947-1948, terminando o campeonato espanhol no 4º lugar e indo à final da Taça do Rei. Contudo perdeu por 4-1, frente ao Sevilha. Nos anos 50, apesar de permanecer na primeira divisão, não obteve bons resultados, ficando muitas das temporadas perto da descida de divisão. Tal aconteceu mesmo na temporada 1958-1959, terminando o campeonato no 16º lugar, descendo assim mais uma vez à segunda divisão. Na primeira temporada desta competição, já no inicio dos anos 60, o Celta de Vigo alcançou o 2º lugar. No entanto, perdeu no playoff, não conseguindo subir à primeira divisão. Novamente no ano seguinte, obteve os mesmos resultados, voltando a permanecer na segunda divisão.

Os anos 60 ficaram então marcados pela participação do Celta de Vigo na segunda divisão e não conseguindo resultados bons para subir à primeira. Desta forma, o melhor resultado foi na temporada de 1965-1966. Terminou no 2º lugar, mas voltou a perder no palyoff. Na temporada de 1967-1968, atingiu o 3º lugar na segunda divisão, mas conseguiu chegar às meias-finais da Taça do Rei, perdendo frente ao Real Madrid. Na temporada de 1968-1969, o Celta de Vigo terminou na 2ª posição da segunda divisão, conseguindo passar no playoff, e tendo assim, acesso à primeira divisão mais uma vez.

Na temporada de 1970-1971, o Cleta de Vigo, terminou em 6º lugar no campeonato, que permitiu assim, qualificar-se para a primeira edição da Taça UEFA, sendo também a primeira participação e um clube galês em competições europeias. Contudo, os resultados não foram os melhores, ficando-se pela primeira ronda, perdendo frente ao escocês Aberdeen Fc. A partir da temporada 1974-1975, as coisas mudaram, ficando esse tempo marcado por diversas subidas e descidas da primeira divisão. Esta instabilidade levou o clube a terminar os anos 70 com uma descida de divisão, sendo que em 1978-1979, aconteceu um dos momentos mais negros do clube, descendo à segunda divisão B.

No início dos anos 80, conseguiu ficar em 1º lugar na segunda divisão B, tornando assim novamente à segunda divisão. Na temporada de 1981-1982 sob o comando do treinador Milorad Pavić, a direcção decidiu manter a maioria dos jogadores. Foi uma boa decisão, sendo que, terminou essa época em 1º lugar da segunda divisão, tornando com muita glória à primeira divisão. Na temporada seguinte, ainda com o mesmo treinador, o clube contratou novos jogadores, com o objectivo de permanecerem na primeira divisão. A temporada não começou da melhor forma, estando mesmo em lugares de descida de divisão. Contudo, mesmo depois de umas vitórias, o Celta de Vigo não conseguiu assegurar a permanência, tornando mais uma vez à segunda divisão. Depois disto, muito mudou no Celta de Vigo, o treinador passou a ser Carriega Cid e muitos dos jogadores da temporada anterior saíram do clube. Contudo, isso não chegou para conseguirem subir à primeira divisão. Na temporada de 1985-1986, já com uma novo treinador, ex-jogador Felix Ram, o Celta de Vigo conseguiu então o acesso à primeira divisão. Estes anos 80, ficaram marcados pelas diversas subidas e descidas à primeira divisão. Tanto num ano estava numa, como no ano seguinte desciam à segunda divisão. Já no final dos anos 80, na temporada de 1989-1900 e depois de o clube fazer todo o possível para se manter na primeira divisão, chegando até a vencer contra o Atlético de Madrid, tal não significou a sua permanência. Mesmo depois disto, o Celta de Vigo, volta a descer à segunda divisão.

Celta de Vigo

Festejos dos jogadores ao marcar um golo frente ao Espanyol em 2013.

Os anos 90 ficaram marcados pelo inicio de uma nova etapa na primeira divisão, como também na conversão do clube numa SAD. Tal era necessário para cobrir o capital que era necessário ter para participar nas competições profissionais. Na temporada de 1992-1993 e com várias contratações feitas, o Celta de Vigo conseguiu cumprir o seu objectivo, permanecendo na primeira divisão. Em 1994, o Celta de Vigo chegou à final da Taça do Rei, jogo que terminou empatado, mas o celta perdeu no penaltis, após o falhanço de Indias Alejo. Nesta temporada, vários jogadores foram transferidos, vendidos e o treinador demitiu-se, ficando a equipa com uma má qualidade, que resultou em péssimos jogos. Contudo, ainda assim, devido às vitórias nos últimos jogos, o clube conseguiu manter-se na primeira divisão.

O Celta de Vigo conseguiu durante nove anos manter-se na primeira divisão, sempre com grande esforço, sendo que, o seu melhor resultado foi em 2002-2003 terminando o campeonato em 4º lugar, qualificando-se assim para a Liga dos Campeões, onde alcançou os oitavos-de-final. No entanto, mais uma vez, passado um ano voltou a descer à segunda divisão, onde permaneceu durante 5 anos, sempre com maus resultados. Com uma crise no clube e a venda dos jogadores mais importantes, o clube não conseguiu obter bons resultados, ficando muitas das vezes nos lugares finais da classificação. Ainda assim, durante estes anos na segunda divisão, o Celta de Vigo ainda conseguiu alcançar os quartos-de-final da Taça do Rei, perdendo frente ao Atlético de Madrid. Com a recente chegada à primeira divisão, na temporada de 2013-2014, terminou o campeonato numa boa posição, 9º lugar, ficando assim longe da linha da descida à segunda divisão.