Sugerir atualização
Tem mais informação sobre Bayern Munique?

Sugira aqui uma actualização

Sugerir

Estádio Allianz arena
Allianz Arena
  • País: Alemanha
  • Cidade: Munique
  • Capacidade: 69.901

Ver ficha

O Fußball-Club Bayern München surgiu a 27 de Fevereiro de 1900 inicialmente com o nome de Schwabinger Bayern, criado por um grupo de administradores do MTV 1987  que achavam que o clube deveria dar mais condições aos jogadores e ao futebol em geral e quando o MTV foi impedido de se inscrever na liga alemã, cerca de dez homens da direcção do clube decidiram imediatamente fundar o Bayern Munique.

O clube iniciou-se a competir por baixo, mas desde cedo se notava a diferença de qualidade do Bayern comparada à das outras equipas dos escalões regionais e os primeiros títulos não demoraram a chegar, com as conquistas de algumas ligas regionais. Infelizmente, com o início da primeira grande guerra o futebol dos bávaros foi interrompido e o clube esteve afastado das competições durante toda a guerra. Depois da guerra o clube voltou à actividade e não demorou muito até atingir os patamares cimeiros, e em 1932 venceu o seu primeiro título nacional com a conquista do Campeonato Alemão.

Poucos anos depois a Alemanha foi dominada pelo nazismo, o que deu consequência a mais uma grande guerra, o que mais uma vez fez parar o clube, para além de obrigar vários dirigentes e jogadores a fugir do país devido à perseguição à raça judaica pelas forças nazis. Esta segunda grande guerra deixou marcas mais profundas do que a primeira, tendo o clube voltado à competição com um plantel desfeito que em 1955 não consegue evitar a descida do clube para um escalão inferior do futebol alemão que felizmente viria a ser uma curta passagem de apenas um ano pela segunda liga.

Em 1968, três anos depois do ingresso do Bayern na Bundesliga, o treinador Branco Zebec assumiu as rédeas da equipa e decidiu que era altura de retirar do plantel todos os jogadores que não estivessem a ajudar a equipa e alterar o estilo de ataque da equipa. Logo no ano seguinte puderam observar-se os resultados com a primeira dobradinha do Bayern de Munique ao vencer a Bundesliga e a Taça da Alemanha. Com a entrada na década de 70 o treinador mudou mas o estilo de jogo e as glórias mantiveram-se, com o clube a conquistar, entre 1972 e 1976, três Bundesligas, três Ligas dos Campeões consecutivas, e um Campeonato do Mundo de Clubes, sendo esta a época mais dourada de toda a história do clube.

Depois da fase de ouro vivida nos anos 70, a década de 80 não seria tão abonadora a nível Europeu. Apesar das cinco Bundesligas vencidas, na Europa o clube ficou sempre além das expectativas e depois das presenças nas finais da Champions de 82 e 87, com derrota nas duas, a última imposta pelo FC Porto, a direcção decidiu que algo havia de mudar. Depois de 6 anos a tentar levar o clube de volta ao topo, em 1993 regressou ao clube a lenda Franz Beckenbauer, desta vez no papel de treinador principal, função que exerceu com sucesso, conseguindo conquistar a Taça UEFA em 1996, mas acabaria por abandonar nesse mesmo ano para poder ser presidente do clube e devolver-lhe o prestígio, a reputação e a qualidade de futebol praticado noutros tempos.

Finalmente em 2001 regressaram os bons resultados e frente ao Valência na final da Champions vencida nos penaltis pelos bávaros. Nesse ano ainda o clube acabaria por conquistar pela segunda vez o mundial de clubes, tudo isto fruto da qualidade e conhecimento do treinador Ottmar Hitzfeld que conduziu a equipa pelo primeiro lugar da Bundesliga durante mais três anos, quando Felix Magath assumiu o comando técnico da equipa. Na temporada de 2006 os fãs podiam até ter festejado mais uma Champions, mas o golo mais rápido de sempre da prova apontado aos 10 segundos pelo ponta de lança holandês dos bávaros – Roy Makaay, não foi suficiente para levar o clube à vitória e devido à péssima campanha no campeonato, o Bayern conseguia apenas a qualificação para a Liga Europa na época 2007/2008.

Esta temporada de 2007/2008 marcou as últimas grandes mudanças dos tempos actuais no Bayern, com o regresso de Ottmar Hitzfeld para o cargo de técnico e um projecto ambicioso entre mãos que envolveu a contratação de reconhecidos jogadores como Miroslav Klose e Frank Ribery. Na época seguinte Hitzfeld decidiu retirar-se e Louis Van Gaal foi o eleito para assumir o cargo, trazendo consigo ainda mais ideias ambiciosas e mais uma pequena reestruturação do plantel com o objectivo de se desfazer de alguns jogadores mais experientes em prol de outros com mais juventude e margem de progresso. Com a contratação de Arjen Robben também para ajudar, os resultados das mudanças foram imediatos com o Bayern a atingir a final da Champions logo nesse ano, apesar de ter perdido para o Inter de Mourinho. Esta chegada à final da Champions repetiu-se novamente em 2012, quando com todo o favoritismo, os bávaros acabaram derrotados pelo Chelsea nos penaltis, e depois de dois anos sem vencer a Bundesliga, o Bayern volta a conquistar o título de campeão nacional em 2013, numa altura ainda bem cedo do campeonato.